Home / Natureza / Qual a Função do Cloro Para as Plantas? Para Que Ele Serve?

Qual a Função do Cloro Para as Plantas? Para Que Ele Serve?

Quando lemos a palavra cloro, pensamos em água sanitária, o líquido para limpar e desinfetar. Este é o tipo de cloro que nossas plantas precisam? Qual seria a função do cloro para as plantas?

O elemento químico é o mesmo, embora suas funções sejam muito diferentes. O clorato é usado em desinfetantes, enquanto o cloreto é usado em fertilizantes e no solo.

Por esse motivo, aqueles que dizem que o cloro é prejudicial às plantas estão muito errados. É verdade que as propriedades e funções não são conhecidas com precisão, mas esse micronutriente importante ainda é considerado tão importante quanto o nitrogênio. No entanto, como a função do cloro para as plantas se dá apenas em pequenas proporções, ele é chamado micronutriente.

O cloro é encontrado no solo e é altamente solúvel. É isso o que favorece sua rápida absorção em partes das plantas com muita atividade fisiológica. Sua presença pode acabar variando de acordo com a presença de outros elementos como:

  • Cálcio;
  • Manganês;
  • Sódio;
  • Entre outros.

Um Pouco Sobre O Micronutriente

Você pode não perceber, mas o cloro é classificado como micronutriente. Isso quer dizer que ele é essencial para o adequado crescimento das plantas.

É importante notar, porém, que é o íon (Cl -) e não o gás (Cl 2) que é usado. Em particular, a função do cloro para as plantas se dá pela fotossíntese. Isso porque ele está envolvido na abertura e fechamento de estômatos.

Estes são poros das folhas que permitem que as plantas absorvam e liberem dióxido de carbono, oxigênio e outros gases, conforme necessário. Ele também ajuda a garantir que as folhas estejam firmes.

Função Do Cloro Para as Plantas

Função Do Cloro Para as Plantas
Função Do Cloro Para as Plantas

O sódio não é um dos elementos essenciais, mas pode ser usado em quantidades pequenas, além dos micronutrientes. Sua função é como auxiliar no metabolismo e na síntese da clorofila.

Em algumas plantas, pode ser usado como substituto parcial do potássio. Assim, é útil na abertura e fechamento de estômatos, o que ajuda a regular o balanço hídrico interno. O cloreto é necessário para auxiliar:

  • No metabolismo da planta;
  • Na fotossíntese;
  • Na osmose (movimento da água fora e dentro da célula vegetal);
  • No equilíbrio iônico dentro de suas células.

Quais São as Propriedades Do Cloro Nas Plantas?

Imagem Com Algumas Plantas
Imagem Com Algumas Plantas

Os benefícios do uso de cloreto nas plantas serão refletidos em um melhor balanço hídrico. Isso porque as plantas com uma proporção adequada de cloro não perdem água tão rapidamente quanto as que não possuem esse micronutriente.

As plantas que possuem esse fornecimento, em termos de frutificação, são mais bem sucedidas do que aquelas que não possuem. Por isso é que elas têm frutos maiores e mais deliciosos.

Elas também resistem melhor a doenças de insetos e pragas, sendo muito mais resistentes a fatores externos, como rachaduras nas folhas ou no ápice.

Como é possível ver, o cloro desempenha um papel muito importante no desenvolvimento e crescimento. Todos os nutrientes em sua proporção correta tornam as culturas mais fortes, produzem frutos mais abundantes e são resistentes a fatores externos que podem enfraquecê-las.

Ao comprar fertilizantes, tenha também uma proporção de cloreto, já que sabe agora qual a função do cloro para as plantas. Assim, você sempre terá belos jardins, pomares ou plantações que serão o seu orgulho.

Deficiência de Nutrientes

Deficiência de Nutrientes
Deficiência de Nutrientes

Os sintomas da deficiência de sódio não são muito evidentes, uma vez que este não é um elemento essencial. A falta de cloreto pode ocorrer se, permanentemente, o substrato contiver menos de 2 ppm desse sal.

Seus sintomas aparecem como manchas cloróticas acompanhadas por manchas necróticas. Estas se localizam entre as veias ou nas margens das folhas mais jovens.

Em casos avançados, a deficiência de cloreto pode causar folhas murchas. Ambas as faltas são raras, uma vez que esses sais são encontrados na maioria das fontes de água e em fertilizantes.

Excesso de Cloro

Folhas queimadas podem resultar da toxicidade do cloro. Como dito acima, o cloro é um micronutriente, essencial para o crescimento das plantas. No entanto, a substância em excesso pode se acumular no tecido das folhas, resultando em uma aparência queimada.

Árvores com folhas queimadas têm um tecido marrom ou morto nas pontas, margens ou entre suas veias. O tecido também pode parecer branqueado, em vez de queimado. As folhas acabam tendendo a crescerem menos que o normal. Além disso, amarelam e caem mais cedo. A toxicidade pode resultar da poluição do ar, na forma de gás de cloro, ou do excesso de cloreto no solo.

Excesso de Cloro nas Plantas
Excesso de Cloro nas Plantas

O excesso de cloreto pode acumular-se no solo a partir do escoamento da piscina, água de irrigação ou excesso de sais do solo (cloreto de sódio). O cloro (Cl) converte-se em cloreto (Cl-) no solo e é absorvido pelas plantas dessa forma.

A toxicidade do cloreto é mais comum em regiões irrigadas e secas, áreas costeiras e perto de estradas frequentemente tratadas com sal no inverno. Os níveis de cloreto podem ser reduzidos com o uso de gesso. É necessário menos gesso em solos arenosos e mais em solos argilosos pesados.

Os danos às plantas causados ​​pelo gás cloro são menos comuns que os danos causados ​​por outros poluentes do ar, como:

  • Dióxido de enxofre;
  • Fluoreto;
  • Ozônio.

O gás cloro é um subproduto da fabricação ou incineração de vidro, plástico, tintas e manchas. É liberado pelas refinarias ou como resultado de derramamentos de produtos químicos.

Reduzir a poluição do ar em sua fonte é a melhor solução para reduzir danos a plantas e pessoas. Práticas cuidadosas de irrigação podem diminuir todas as reações ruins ante a natureza.

O solo deve estar seco durante os períodos de exposição a poluentes, seguido de rega completa após essa exposição. Molhar as folhas de plantas sensíveis pode ajudar a reduzir os danos durante períodos de baixa qualidade do ar.

Algumas árvores podem se mostrar mais sensíveis ao cloro. Entre elas estão:

  • Árvore da maçã siberiana;
  • Árvore da castanha-da-índia;
  • O bordo prateado;
  • O bordo açucarado;
  • Pinheiro;
  • Madeira amarela.

Entendeu qual é a função do cloro para as plantas? Agora fica mais fácil manter  equilíbrio para ter sempre uma plantação vistosa, não é?

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *