Home / Natureza / Quais As Principais Características da Argila?

Quais As Principais Características da Argila?

As rochas estão presentes em todo o mundo e, ainda que não sejam tão atraentes para as pessoas, possuem o seu papel para o funcionamento da vida na Terra. Rochas podem surgir, assim, de três maneiras diferentes. Podem ser magmáticas, metamórficas e sedimentares. A última, a rocha sedimentar, possui algo que as outras não têm – além, é claro, da formação diferente. Dessa maneira, é possível citar que a argila é uma característica presente nesse tipo de rocha em questão.

Porém, você sabe realmente o que é argila? Você conhece a definição correta do termo? Talvez a resposta até seja positiva, mas, para confirmar, é importante dizer que a argila é basicamente um mineral minúsculo presente em rochas sedimentares. Com grãos muito pequenos e muito finos, a argila possui diferentes tonalidades, com formas diferentes. Dessa maneira, há vários tipos de argilas, todos diferenciados e com detalhes únicos.

Esses tipos diferenciados se formam a partir de alterações físicas e químicas que uma rocha sedimentar sofre, fazendo com que haja, no fim das contas, a diferenciação das argilas. O mineral costuma ser usado para realizar a fase de acabamento de muitos produtos da construção, como cerâmicas e louças. Porém, a argila ainda pode ser usada como cosmético, servindo a inúmeras pessoas de todo o mundo.

Características da Argila

A argila pode ser bastante diferente entre si, já que existem formas distintas de produzir o mineral. Contudo, o certo é que existem muitos elementos químicos presentes nele, com substâncias essenciais para uma série de funcionalidades da sociedade. A argila costuma contar, por exemplo, com o alumínio, que serve contra a falta de tonicidade. O material ainda costuma ser famoso pelo fato de inibir cicatrizes e feridas, justamente por contar com o alumínio em sua composição.

Por outro lado, a argila também costuma ter o ferro, importante para que aconteça a respiração celular de forma adequada, algo chave para o organismo; ademais, o ferro também ajuda o corpo a realizar a transferência de elétrons internamente, no organismo, o que equilibra o mesmo.

Magnésio, silício e manganês são outros elementos químicos a compor a argila, sempre minúscula, tendo menos de 2 micrômetros de tamanho. Ademais, a argila costuma ser achada perto de rios ou de outras fontes de água doce, necessitando de água para se desenvolver e agrupar os elementos necessários. Muitas vezes, na verdade, a argila chega a formar barrancos à beira dos rios.

Tipos de Argila: Argila Verde

A argila pode ser de tipos diferentes, servindo para questões diferentes do corpo. Assim, um grande exemplo disso se dá com a argila verde, a mais conhecida dentre as argilas de todo o mundo. Esse tipo especial de argila pode ajudar em muitas questões do corpo humano, como no caso do combate à oleosidade da pele.

Na verdade, os cabelos oleosos também podem ser combatidos com a argila verde, muito fácil de ser encontrada em diversas cidades de todo o Brasil ou, então, até mesmo pela internet. Esse tipo de argila ainda se mostra útil em fazer com que a gordura localizada seja queimada, acelerando o processo de fora para dentro.

Outro efeito positivo está na diminuição de dores localizadas, que podem ir desde o pescoço até as pernas. Assim, a aplicação da argila verde no local ajuda a amenizar as dores localizadas.

Porém, ao utilizar a argila verde, não a esfregue em nenhuma parte do corpo. A argila deve ser aplicada de forma gradual, suave, para ser capaz de fazer o devido efeito desejado. A máscara de argila verde é uma das mais concedidas formas de fazer a limpeza da pele, sobretudo na região da face, sendo realmente muito eficaz.

Tipos de Argila: Argila Branca

Se existe a argila verde, há também o mineral em sua versão branca. Dessa maneira, a argila pode ser eficiente para o corpo, em sua versão branca, também de inúmeras maneiras distintas. A argila branca ajuda a melhorar a reação do organismo contra manchas na pele, sendo um tipo muito recomendado para o rosto.

Ademais, a argila branca se mostra eficiente quando se trata de absorver a oleosidade da pele, algo comum para diversas pessoas e que causa muitos problemas no dia a dia. Peles envelhecidas podem ganhar um tom a mais de beleza com aplicações frequentes da argila branca. Na verdade, seja qual for a forma de uso da argila, o importante é que a aplicação seja realizada com frequência, mantendo uma regularidade.

Isso porque aplicações pontuais da argila branca até poderão ter algum efeito momentâneo, mas, para chegar a efeitos de longo prazo, é preciso adotar a continuidade. Por fim, a argila branca se mostra também muito importante para diminuir a flacidez da pele, tornando-a mais firme e com melhor aparência. Se você deseja renovar a sua pele, esse tipo de produto pode ser muito positivo.

Tipos de Argila: Argila Rosa

Argila Rosa
Argila Rosa

A argila rosa, assim como as outras versões de argila, é usada para fins de beleza. Esse tipo de argila, em especial, serve muito bem para melhorar a aparência da pele já desgastada pelo efeito de alergias ou vermelhidão. Portanto, a argila rosa serve para disfarçar o efeito da alergia, ao mesmo tempo em que realiza o processo de cura do problema.

Peles que sofrem a falta de hidratação também são muito ajudadas pela argila rosa, que, diferentemente das outras, atua para fazer com que a pele se torne mais hidratada, sem absorver oleosidade. Já para o cabelo, o grande objetivo é fornecer os minerais necessários para que eles se tornem mais fortes e resistentes, algo que será alcançado mais facilmente quando a argila for utilizada por longos períodos em sequência.

A argila ainda se mostra útil quando o assunto é acabar com sujeiras e toxinas presentes na pele, dois dos fatores mais negativos para a boa aparência. O tipo de argila em questão pode ser usado a partir de máscaras, o que é mais recomendado; ou, então, a argila rosa pode ser diluída em água para ser aplicada diretamente nos cabelos, que muito se beneficiam do processo. Assim, há diferentes maneiras de fazer uso do produto.

Veja também

Ácido Linoleico

Quais os Benefícios do Ácido Linoleico Para a Saúde?

Quando se fala em ácido linoleico, se fala em ômega-6, e provavelmente você já ouviu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *