Home / Natureza / Plantas Frutíferas Para Brejo

Plantas Frutíferas Para Brejo

O brejo é uma região caracterizada pela umidade, seja referente a terrenos encharcados, ou terrenos submersos ou até mesmo lamaçais.

Os brejos, em muitos casos, são nomes dados aos manguezais e pântanos que constituem uma rica parte do território brasileiro. Outros nomes para o brejo, podem ser charneca, marnel, palude, lodaçal, atoleiro, tremedal, brejo, alagadeiro, alagadiço, mangal, mangrove, mangue e manguezal.

As regiões demarcadas pelo brejo, são regiões que possuem um solo pobre em oxigênio, por isso não são todas as plantas que conseguem nascer, crescer ou se desenvolver nesse ambiente.

Os animais também são selecionados para viver no brejo, pois apenas alguns têm condições naturais boas o suficiente para viver em um lugar tomado pela umidade, principalmente os de respiração cutânea, como as minhocas.

Os brejos são compostos por plantas herbáceas e arbustivas que conseguem filtrar nutrientes através da umidade do brejo. Suas raízes são altas e seu topos encimados por galhos que servem de poleiro para inúmeras aves.

Os brejos, na maioria das vezes, são formados por regiões onde o escoamento da água da chuva não consegue ser feito de maneira eficaz, acumulando, dessa forma, quantidades grandes de água que permanecem no solo durante longos períodos de tempo, e sendo raramente evaporados pela atividade solar.

Como Plantar Para Reflorestar Locais De Brejo?

Como foi dito anteriormente, nem todas as plantas conseguem se desenvolver no brejo, pelo fato de haver uma umidade relevante. Muitas plantas precisam de oxigênio mais do que qualquer outra coisa, e nos brejos, o oxigênio é escasso.

Porém, muitas plantas ainda conseguem se desenvolver plenamente nos brejos, pois suas principais requisições se dão através do hidrogênio, tornando, assim, o brejo um excelente local de reprodução.

A intenção de plantar árvores frutíferas no pantanal, é fazer com que as mesmas passem a se reproduzir de uma forma em que um possível reflorestamento seja viável, tornando o solo cada vez menos úmido e atraindo mais vida para o local.

A ideia do reflorestamento tem que ser, por base, relativa às plantas que viviam no ambiente em que agora está encharcado; é necessário entender que o ambiente fornece os nutrientes ideais para os tipos de plantas nativas, sendo um pouco mais difícil para plantas externas absorverem os mesmos nutrientes.

Plantas Para Plantar No Brejo

Observe a lista abaixo, cujo resultado foi retirado de uma pesquisa feita na região sudeste do Brasil, mais especificamente em Piracicaba, em Campinas, no Estado de São Paulo. Todas essas plantas citadas se desenvolvem perfeitamente bem no solo encharcado dos brejos, e elas se dividem entre plantas complementares e peculiares, sendo que as complementares são plantas que se desenvolvem tanto em brejos quanto em outros habitats, enquanto as peculiares são exclusivas do brejo, se reproduzindo apenas através de solo constantemente inundado.

Nome Vulgar Nome Científico Família Adaptação
1. Açoita Cavalo Luehea divaricata Tiliaceae Complementar
2. Almecega Protium heptaphyllum Burseraceae Complementar
3. Angico Branco Acacia polyhylla Mimosaceae Complementar
4. Araticum Cagão Annona cacans Annonaceae Complementar
5. Árvore do Báslsamo Styrax pohlii Styracaceae Peculiar
6. Bico de Pato Machaerium aculeatum Fabaceae Complementar
7. Branquinho Sebastiania brasiliensis Euphorbiaceae complementar
8. Cabreutinga Cyclolobium vechii Fabaceae Complementar
9. Canela do Brejo Persea major Lauraceae Peculiar
10. Canela Preta Nectandra mollis oppositifolia Lauraceae Complementar
11. Cambuí do Brejo Eugenia blastantha Myrtaceae Peculiar
12. Canafístula Cassia ferruginea Caesapiniaceae Complementar
13. Capororoca Rapanea lancifolia Myrsinaceae Peculiar
14. Carrapeta, Marinheiro Guarea kinthiana Meliaceae Peculiar
15. Casca de Anta, Cataia Drymis brasiliensis Winteraceae Peculiar
16. Cássia Candelabro Senna alata Caesalpiniaceae Peculiar
17. Cedro do Brejo Cedrela odorata Meliaceae Peculiar
18. Congonha Citronalia gongonha Icacinaceae Complementar
19. Embaúba Cecropia pachystachya Cecropiaceae Complementar
20. Embira de Sapo Lonchocarpus muehibergianus Fabaceae Complementar
21. Figueira Branca Ficus insipida Moraceae Complementar
22. Fruta de Pombo Tapirira guianensis Anacardiaceae Peculiar
23. Genipapo Ganipa americana Rubiaceae Peculiar
24. Gerivá Syagrus romanzoffiana Palmae Complementar
25. Goiabeira Psidium guajava Myrtaceae Complementar
26. Grumixama Eugenia brasiliensis Myrtaceae Complementar
27. Guanandi Calophyllum brasiliensis Guttiferae Peculiar
28. Guaraiúva Securinaga guaraiuva Euphorbiaceae Complementar
29. Ingá Inga fegifolia Mimosaceae Complementar
30. Ipê do Brejo Tabebuia umbellata Bignoniaceae Peculiar
31. Iricurana Alchornea iricurana Euphorbiaceae Complementar
32.  Jatobá Hymanea courbaril Caesalpiniaceae Complementar
33. Leiteira, Pau de Leite Sapium bigiandulosum Euphorbiaceae Complementar
34. Mamica de Porca Zanthoxylum riedeliainum Rutaceae Complementar
35. Maria Mole Dendropanax cuneatum Araliaceae Peculiar
36. Marinheiro Guarea guidonia Meliaceae Peculiar
37. Marmelo Bravo Prunus sellowii Rosaceae Complementar
38. Mulungu Erythrina falcata Fabaceae Complementar
39. Paineira Chorisia speciosa Bombacaceae Complementar
40. Palmito Branco Euterpe edulis Palmae Complementar
41. Passuaré Sclerobium paniculatum Caesalpiniaceae Complementar
42. Pau D’alho Galesia integrifolia Phytolaccaceae Complementar
43. Pau D’Óleo Copaifera langsdorffii Caesalpiniaceae Complementar
44. Pau de Lança Terminalia triflora Combretaceae Peculiar
45. Pau de Viola Citharexylum myrianthum Verbenaceae Peculiar
46. Peroba D’água Sessea brasiliensis Solanaceae Peculiar
47. Pindaíba Xylopia brasiliensis Annonaceae Peculiar
48. Pinha do Brejo Talauma ovata Magnoliaceae Peculiar
49. Suinha Erythrina crist-galli Fabaceae Peculiar
50. Taiúva Chlorophora tinctoria Moraceae Complementar
51. Tapiá Alchornea triplinervia Euphorbiaceae Complementar
52. Tarumã Vitex megapotamica Verbenaceae Complementar
53. Urucarana, Drago Croton urucurana Euphorbiaceae Peculiar

1. Açoita Cavalo

Açoita Cavalo
Açoita Cavalo

2.Almecega

Almecega
Almecega

3. Angico Branco

Angico Branco
Angico Branco

4. Araticum Cagão

Araticum Cagão
Araticum Cagão

5. Árvore do Bálsamo

Árvore do Bálsamo
Árvore do Bálsamo

6. Bico de Pato

Bico de Pato
Bico de Pato

7. Branquinho

Branquinho
Branquinho

8. Cabreutinga

Cabreutinga
Cabreutinga

9. Canela do Brejo

Canela do Brejo
Canela do Brejo

10. Canela Preta

Canela Preta
Canela Preta

11. Cambuí do Brejo

Cambuí do Brejo
Cambuí do Brejo

12. Canafístula

Canafístula
Canafístula

13. Capororoca

Capororoca
Capororoca

14. Carrapeta, Marinheiro

Carrapeta, Marinheiro
Carrapeta, Marinheiro

15. Casca de Anta, Cataia

Casca de Anta, Cataia
Casca de Anta, Cataia

16. Cássia Candelabro

Cássia Candelabro
Cássia Candelabro

17. Cedro do Brejo

Cedro do Brejo
Cedro do Brejo

18. Congonha

Congonha
Congonha

19. Embaúba

Embaúba
Embaúba

20. Embira de Sapo

Embira de Sapo
Embira de Sapo

21. Figueira Branca

Figueira Branca
Figueira Branca

22. Fruta de Pombo

Fruta de Pombo
Fruta de Pombo

23. Genipapo

Genipapo
Genipapo

24. Gerivá

Gerivá
Gerivá

25. Goiabeira

Goiabeira
Goiabeira

26. Grumixama

Grumixama
Grumixama

27. Guanandi

Guanandi
Guanandi

28. Guaraiúva

Guaraiúva
Guaraiúva

29. Ingá

Ingá
Ingá

30. Ipê do Brejo

Ipê do Brejo
Ipê do Brejo

31. Iricurana

Iricurana
Iricurana

32. Jatobá

Jatobá
Jatobá

33. Leiteira, Pau de Leite

Leiteira, Pau de Leite
Leiteira, Pau de Leite

34. Mamica de Porca

 Mamica de Porca
Mamica de Porca

35. Maria Mole

 Maria Mole
Maria Mole

36. Marinheiro

Marinheiro
Marinheiro

37. Marmelo Bravo

Marmelo Bravo
Marmelo Bravo

38. Mulungu

Mulungu
Mulungu

39. Paineira

Paineira
Paineira

40. Palmito Branco

Palmito Branco
Palmito Branco

41. Passuaré

Passuaré
Passuaré

42. Pau D’alho

Pau D’alho
Pau D’alho

43. Pau D’Óleo

Pau D’Óleo
Pau D’Óleo

44. Pau de Lança

Pau de Lança
Pau de Lança

45. Pau de Viola

Pau de Viola
Pau de Viola

46. Peroba D’água

Peroba D’água
Peroba D’água

47. Pindaíba

Pindaíba
Pindaíba

48. Pinha do Brejo

Pinha do Brejo
Pinha do Brejo

49. Suinha

Suinha
Suinha

50. Taiúva

Taiúva
Taiúva

51. Tapiá

Tapiá
Tapiá

52. Tarumã

Tarumã
Tarumã

53. Urucarana, Drago

Urucarana, Drago
Urucarana, Drago
FONTE: https://fundacaofia.com.br/gdusm/lista_florestas_brejo.pdf

Muitas dessas plantas existem em regiões em que não há brejo, e essas são as citadas como “complementares”, pois é possível que as mesmas floresçam tanto em um terreno encharcado quanto em solos secos.

A principal fonte de alimentação das plantas de brejo se dá através da matéria orgânica encontrada nos solos úmidos.

As regiões de brejo sempre são regiões baixas, circundadas por bastante sombra, que é um dos principais motivos para a água permanecer sem evaporar, e vários animais e matérias orgânicas param nos brejos, na maioria das vezes, carregadas pela água da chuva.

A seletividade natural existente nas regiões do brejo é uma das mais evidentes dentre os habitats do Brasil, pois é somente em áreas como o brejo que muitas plantas não conseguem se desenvolver.

A plantação das plantas de brejo deve ser em regiões em que o solo demonstre conter nutrientes, isto é, em áreas em que há a bastante presença de insetos, pois os mesmos trabalham para a adubação natural do solo, tornando-o viável para nutrir as sementes.

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *