Home / Natureza / Piolho De Cobra Tem Veneno? É Perigoso?

Piolho De Cobra Tem Veneno? É Perigoso?

O piolho de cobra é uma criatura realmente arrepiante, fazendo parte de uma classe de insetos que causam ainda mais pavor nas pessoas, tais como as lacraias, centopeias e aranhas.

O piolho de cobra é um parente desses outros, e inclusive, é bastante comum confundir o piolho de cobra com quilópodes como a lacraia.

Sendo um inseto diplópode, o piolho de cobra possui pares de pernas distribuídos ao longo de todo seu corpo alongado, chegando a passar de mais de 200 pernas.
Diferentemente do que seu nome sugere, o piolho de cobra não é encontrado nas cobras, e eles não sugam sangue das mesmas.

O piolho de cobra é encontrado em regiões úmidas, escondidas na vegetação ou em troncos podres, não obstante podendo ser encontrados nas residências, quando as mesmas apresentam umidade excessiva, principalmente se houver quintal.

É muito comum ver o piolho de cobra comer folhas, que é onde a mesma passa a maior parte de seu tempo, mas também é possível ver que o piolho de cobra se alimenta de restos de pequenos insetos. É importante saber que eles não são predadores, apenas se alimentam de restos encontrados em seus caminhos.

Veneno de Piolho De Cobra Existe?

A classe dos diplópodes abrange mais de 12 mil espécies dessas criaturas conhecidas vulgarmente como piolho de cobra.

Sua reprodução é tão fácil, que os piolhos de cobra se tornam pragas em alguns ambientes, ceifando inúmeras plantas em larga escala, impossibilitando o desenvolvimento das mesmas, pois gostam de comer os brotos.

Quando ameaçados, os piolhos de cobra dispersam fluídos corporais que, na maioria das vezes, serve para afastar predadores com o intenso cheiro, ou causam um gosto desagradável, garantido assim a sua sobrevivência.

Esses fluídos são inofensivos aos humanos, sendo possível que algumas colorações desses fluídos sejam difíceis de serem removidas da pele, por exemplo.

Mas, para responder à questão principal do artigo, que é o fato desses insetos possuírem veneno, basta lembrar que o piolho de cobra não é um quilópode, isto é, não é uma lacraia e nenhuma centopeia.

As lacraias e centopeias possuem venenos que podem ser altamente perigosos aos animais e às crianças, sem contar que podem provocar reações alérgicas sérias em adultos, além de apresentar uma picada que confere bastante dor às pessoas e animais.

O veneno dos quilópodes é transmitido através de forcípulas, que são patas especiais ligadas às glândulas venenosas que são inseridas para paralisar suas vítimas ou simplesmente feri-las.

Portanto, o piolho de cobra, diferentemente dos quilópodes, não possuem veneno e não são perigosos, apesar de possuírem uma aparência quase que idêntica.

Diferença Entre Piolho de Cobra e Centopeia

Uma das dúvidas mais frequentes que surge quando se trata de espécies perigosas, pois uma é venenosa e a outra não é, e ambas se parecem muito, então identificar os dois insetos pode ser decisivo na hora de saber se a mesma terá veneno ou não.

Felizmente, existem formas práticas e fáceis para saber identificar as diferenças existentes no piolho de cobra e nas centopeias.

As centopeias apresentam uma cauda longa, além de antenas conspícuas, e as principais, isto é, as centopeias que se apresentam de maneira mais nítida na casa das pessoas, é dessa espécie.

É quase impossível ver uma centopeia que não segue esse padrão. Além de tudo, as centopeias são extremamente ágeis, ou seja, elas se movimentam com muita facilidade, escalando e descendo paredes de forma única.

O piolho de cobra, apesar de ter milhares de formas, sempre apresentará um aspecto “arredondado”, com sua cabeça redonda e sua cauda redonda, além de que ao longo de todo seu comprimento suas “costas” também são lisas e redondas.

Diferentemente das centopeias, o piolho de cobra possui suas patas debaixo do corpo, enquanto as centopeias possuem as patas ao lado, dando o aspecto de serem maiores.

O Que Fazer Para Lidar Com Infestação De Piolho De Cobra

É muito recorrente ver infestações de espécies de piolho de cobra em matas, onde centenas e milhares de piolhos de cobras podem ser avistados “embolados”, consumindo a vegetação local.

Em estufas e hortas, muitas pessoas lidam com o problema de infestação de piolho de cobra, que se não forem cuidados, podem ser prejudicados de forma irremediável.

Para lidar com os piolhos de cobra, a única forma é envenenar os arredores com pesticidas ou agrotóxicos.

Dentro de casa, a presença do piolho de cobra, assim como as lacraias, é bastante comum, e se não houver tratamento, a reprodução pode nunca parar. Então é obrigatório fazer um controle com inseticidas e dedetizar as áreas com maior incidência do piolho de cobra.

Muitas pessoas indicam o uso de inseticidas naturais, mas poucos são eficazes contra o piolho de cobra, pois esses insetos são muito resistentes.

Fazer uma limpeza com produtos químicos, tais como o cloro ativo, pode ser a ferramenta ideal para eliminar o piolho de cobra do ambiente residencial.

Como Ocorre A Infestação Do Piolho De Cobra

O piolho de cobra tende a botar de 200 a 300 ovos por ninhada, o que significa que seu alastramento é muito fácil, e que possíveis infestações podem ocorrer de forma banal.

Muitas vezes os piolhos de cobra aparecem em áreas residenciais após fortes chuvas, quando eles tendem a deixar as regiões molhadas e partem para as partes secas, buscando refúgios em frestas e buracos.

O piolho de cobra vive em gramados, pois o mesmo se alimenta de folhas e da própria grama em decomposição, por isso é fácil ver essa criatura em quintais.

Alastramentos não ocorrem de forma excessiva porque a natureza faz seu próprio controle, onde o piolho de cobra serve como um dos principais alimentos para uma enorme cadeia de insetos e animais, incluindo minhocas, formigas, abelhas, pássaros, gatos, grilos, lagartixas e aranhas.

Elas tem papel fundamental na alimentação de outros animais, já que as mesmas não são predadoras e passam a fica capinando os matagais, por isso é importante preservar a vida de outros insetos, pois os mesmos fazem um controle que, às vezes, nem os venenos conseguem fazer.

Veja também

Quando Posso Usar Compressa Quente ou Fria?

Em algumas situações podemos não saber se o ideal é utilizar a compressa fria ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *