Home / Natureza / Peiote Cactos: Cultivo, Características e Fotos

Peiote Cactos: Cultivo, Características e Fotos

Lophophora williamsii, também conhecido como Peiote, peyotl e mescal, é um tipo pequeno de cacto que é famoso por suas propriedades psicoativas, mais especificamente a mescalina.

A palavra Pehōtl deriva do Náuatle ou Asteca, e possui o significado de brilho ou brilhar, mas outras fontes o traduzem como Mensageiro Divino.

Peiote: Características Físicas

Várias espécies do gênero Lophophora crescem próximos ao solo, assim como o Peiote, que é um pequeno cacto sem espinhos com raiz cônica e longa.

Uma das chaves da sobrevivência à seca dos Peiote é a posse de uma raiz napiforme, que é espessa e é usada para armazenar água.

Em tempos de seca prolongada, a raiz contrai e arrasta a planta para o subsolo, fazendo com que a coroa perca o seu volume por causa da escassez de água e entre em repouso para esperar por novos acúmulos de água da chuva.

Geralmente, eles crescem em grupos com um grande número de brotos alcançando o tamanho de 2 à 7 centímetros e menos de 12 centímetros de diâmetro.

A parte que fica na superfície (conhecida como coroa) é constituído de protuberâncias verticais com formatos arredondado ou elipse achatado com as pontas afundadas, possuindo botões que podem ser cortados da raiz e quando feito corretamente geram novos brotos.

Essa planta possui 3 nuances de cores bem comuns, que é um tom meio azulado com verde, e alguns são mais amarelados e o terceiro e mais raro, sendo de um tom avermelhado com verde.

De seus botões crescem tufos de lã macias de cores brancas ou amareladas.

Suas flores costumam a ter a cor rosa ou branca e em alguns casos amareladas ou com um tom levemente avermelhado.

Elas se abrem durante o dia, possuem de 1 cm à 2,5 cm de comprimento e de 1 cm à 2,1 cm de diâmetro.

Habitats e Distribuição do Cacto Peiote

Essas plantas são naturais do Sudeste da América do Norte e no México.

Nos EUA,a região onde crescem com mais facilidade é na região do Texas, e são mais difundidos no México, mais precisamente nos Estados de Chihuahua, Coahuila, Nuevo León and Tamaulitas, também ao Norte de São Luis Potosi e em Zacatecas.

Peiote Cactos no Vaso
Peiote Cactos no Vaso

O habitat primordial são os desertos de vegetação rasteira, sendo encontrada em altitudes de 100-1,500 m e frequentemente acima de 1900 m no deserto de Chihuahua, mas também pode ser encontrada nos climas mais temperados de Tamaulipas, onde se encontra um de seus habitats mais comuns, que são os espinheirais ou Caatinga de Tamaulipas. São muito comuns em solo rico em calcário.

Natureza Da Espécie e Técnicas De Cultivo do Peiote

O cultivo dessa espécie é um tanto complicado devido a demora de seu crescimento, que gira em torno de 10 anos a 30 anos na natureza, somente para alcançarem maturidade.

Espécies cultivadas crescem relativamente rápido, demorando de seis a dez anos, e com algumas técnicas mais avançadas, podem levar até menos de 3 anos de crescimento intensivo, crescimento esse que devido ao fato de ser mais rápido pode ser conseguido enxertando o Peiote na raiz de Cactus São Pedro, quando maduro.

Cultivo de Peiote Cactos
Cultivo de Peiote Cacto

Também é possível gerar novos brotos de Peiote cortando e secando os botões que surgem na coroa dele, uma vez cortada com precisão, o botão não apodrece e novos botões crescem eventualmente no mesmo ritmo de uma planta já adulta.

Os botões secos podem ser usados para replante, porém, se for cortado de forma incorreta, a raiz é danificada e a planta inteira morre.

Devido ao lento crescimento e colheita frequente, os peiotes são considerados uma espécie ameaçada de extinção na natureza.

Técnicas de cultivo facilitam o crescimento demorado dos Peiotes, os “botões” do Peiote são facilmente enxertados.

Normalmente, isso ocorre em uma base de outro cacto, de preferência o cacto São Pedro com o qual a velocidade de crescimento é triplicado ou até quadruplicado, sendo capaz de fazer com que os peiote sejam adultos o suficiente para florescer em um curto período de 12 meses.

Além disso, a raiz do peiote também pode ser enxertada e como resultado, começará a produzir novas cabeças de peiote que continuarão a crescer no ritmo habitual dos peiotes enxertados.

O tipo de terra para o cultivo de peiotes é simples, porém indispensável.

Tendo em mente que o solo natural onde o peiote cresce é composto principalmente de calcário e tem Ph baixo(ph:6,5 – 7,2), além de que é importante prover uma quantidade adequada de cálcio.

A terra não pode ser compactada e deve possuir uma drenagem adequada para impedir infecção por fungos.

É interessante que a terra possua pouca matéria orgânica, sendo indicado o mínimo o possível.

Procedimentos Corretos Para O Desenvolvimento do Peiote: Deve-se Regar Com Frequência?

Por ser uma planta de área desértica, algumas cautelas devem serem tomadas com as regas, pois eles de fato necessitam de água.

Sendo assim, o peiote deve ser regado regularmente a cada 7-14 dias, permitindo que a terra seque completamente entre cada regada a partir desde a primavera até o verão ou até mesmo o início do outono.

Porém, durante o inverno, o peiote entra em um período de quase hibernação, e durante esse período ele deve ser regado muito pouco ou até mesmo não sofrer rega alguma já que está em repouso.

Nesse período a planta poderá recolher a seu sistema de defesa e se encolher para dentro do solo, uma vantagem muito poderosa que a sua raiz lhe provém, permitindo que a planta se proteja enquanto espera a chuva.

No inverno, o peiote pode resistir a temperatura de 2° C ou 3° C, caso esteja saudável e completamente seco, mas não se recomenda que você o exponha a temperaturas de menos de 6° C.

Recomenda-se fertilização com fertilizantes ricos em fósforo, potássio, microelementos (principalmente magnésio) e baixo teor de nitrogênio, e eles devem ser aplicados a cada duas irrigações durante os períodos de maior desenvolvimento, especialmente de maio a julho, o que acelera o seu crescimento.

Muda de Peyote Cactus
Muda de Peyote Cactus

Também recomenda-se o uso de antifúngicos tanto na última rega do outono antes da hibernação quanto na primeira rega da primavera.

Infelizmente, os peiotes enxertados, apesar de amadurecerem mais rápido, também sofrem certas consequências: assim que chegam na vida adulta, eles possuem muita água e poucos alcalóides, e para corrigir isso é necessário corta-los e enraiza-los, deixando-os crescer em terra sobre a sua própria raiz por 1 ou 2 anos até o nível de alcalóides e mescalina se normalizar.

Legislação: Entenda Mais Sobre os Usos do Peiote

O artigo 32 da convenção psicotrópica da ONU permite os países a isentar usos tradicionais da proibição. Ou seja, certos povos indígenas ou grupos com rituais mágicos ou religioso envolvendo a substância contida nos cactos peiotes seria permitidas.

Porém, para que haja uma proibição clara do peiotes, ele teria que ser citado e adicionado a agenda da convenção psicotrópica.

Atualmente a convenção só se aplica a químicos., e o peiote e outras plantas não são listadas e nem regulamentadas pela convenção.

Posts relacionado(s) ao assunto:

Link: Peiote Cactos: Curiosidades, Efeitos e Classificações Inferiores

Veja também

O Que São Fungos Tóxicos? O Que É Um Fungo Patogênico?

Além da possibilidade de estar em todos os lugares, os fungos crescem de maneira muito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *