Home / Natureza / Para que Serve a Fibra de Soja? E a Soja em Pó?

Para que Serve a Fibra de Soja? E a Soja em Pó?

A soja, cientificamente chamada de Glycine max, é uma espécie de leguminosa nativa do leste da Ásia, amplamente cultivada por causa de seus grãos comestíveis, que possuem inúmeras utilidades.

Os usos tradicionais da soja incluem o leite de soja, do qual é feito o tofu e a pele de tofu. Os alimentos fermentados da soja incluem o molho de soja, a pasta de feijão fermentada, entre outros. Como tem baixo custo, a farinha de soja desengordurada pode ser uma ótima fonte de proteína para ração animal e também para muitos alimentos embalados. Por exemplo, a proteína vegetal (um dos produtos da soja) é um ingrediente que pode substituir a carne e os laticínios perfeitamente.

A soja contém quantidades significativas de ácido fítico, minerais e vitaminas do complexo B. A soja é a fonte de proteína mais importante no trabalho pecuário. Indiretamente, isso ajuda o ser humano, pois uma carne melhor tratada significa um produto de melhor qualidade na mesa do consumidor.

Surgimento

A primeira fase do crescimento da soja é a germinação, um método que se torna visível quando a primeira parte de uma semente emerge. Este é o primeiro estágio do crescimento radicular e, em condições normais, ocorre nas primeiras 48 horas.

Crescimento da Soja
Crescimento da Soja

As primeiras estruturas fotossintéticas desenvolvem-se a partir da primeira estrutura vegetal a emergir do solo. Essas estruturas atuam como fonte de nutrientes para a jovem e imatura planta, pois fornecem nutrição para as mudas durante um período que varia entre sete e 10 dias.

Crescimento das Flores 

A floração é desencadeada durante o período diurno. Ela se inicia quando os dias são menores que 12,8 horas. Entretanto, essa característica é altamente variável e reage de maneira diferente à alteração da duração do dia. A soja forma flores discretas e autoférteis que são carregadas no áxilo da folha e podem ser brancas, rosa ou roxas.

Dependendo da variedade da soja, o crescimento de sua planta pode cessar assim que a floração começa. As estirpes que continuam o desenvolvimento nodal após a floração são denominadas “indeterminadas” e são mais adequadas para climas com estações de crescimento mais longas. Muitas vezes, a soja deixa cair suas folhas antes que as sementes estejam totalmente maduras.

Esse grão fica dentro de uma vagem cheia de pelos que cresce em grupos de três a cinco. Todas as vagens têm entre três e oito cm de comprimento e geralmente contém de duas a quatro sementes de 5 a 11 mm de diâmetro. As sementes de soja vêm em uma ampla variedade de tamanhos e cores do casco, como preto, marrom, amarelo e verde. Casacos de sementes variados e bicolores também são comuns.

Farinha de Soja

Muito usada na culinária do Japão, a farinha de soja pode ser dividida em dois grupos: integral e torrada. A farinha de soja integral é feita a partir da soja moída e torrada enquanto a farinha torrada feita é por meio de um choque térmico que é aplicado nesses grãos; primeiramente a soja é fervida durante alguns minutos, depois é jogada na água fria.

Farinha de Soja
Farinha de Soja

Tanto uma quanto a outra possuem as qualidades nutritivas da soja e são excelentes fontes de nutrientes e proteínas.

Utilidade da Farinha

Criada a partir da escolha minuciosa de grãos desengordurados, a farinha de soja é rica em isoflavona (fitohormônios presentes no grão de soja), uma substância que ajuda a amenizar os sintomas da menopausa e também a prevenir os cânceres de próstata, de mama e do intestino. A farinha de soja também é útil para incrementar o valor nutricional de muitas receitas, inclusive as que têm poucos alimentos integrais, como os bolos.

A farinha de soja também pode ser adicionada ao preparo do leite vegetal, pois é uma excelente maneira de substituir às farinhas que contém glúten (farinha de trigo e de aveia). Essa farinha pode ser utilizada de várias maneiras e isso facilita o encaixe dela nas refeições diárias, já que não é necessário perder horas na cozinha com receitas trabalhosas. Um exemplo de uso prático da farinha de soja é coloca-la no lugar da farinha de trigo quando fizer um pão. Outra opção é adicioná-la ao milk shake junto com a farinha de linhaça.

Nutrientes

Mais de 50% da composição da farinha de soja está ligada à proteína. Antes de ser comercializada, os grãos dessa farinha passam por um processo que diminuem a sua quantidade de óleo e mantém os seus principais nutrientes. Em uma porção de 100 gramas, a farinha de soja contém 360 calorias, 16,8 g de carboidratos, 10,2 g de gorduras totais, 50 g de proteínas e 12,2 g de fibra alimentar.

Pelos dados citados, é perceptível que meia xícara de chá (50 g) dessa farinha fornece 25% das fibras diárias que um ser humano adulto precisa. Além disso, ela também oferece 33% das proteínas que são necessárias durante o dia. Essa mesma porção ainda oferece 26% do consumo diário de ferro, 12% de cálcio e praticamente 100% de cobre. E o bom disso tudo é que a pessoa vai ingerir menos calorias do que numa simples fatia de bolo.

Além de tudo o que foi dito, a farinha de soja ainda tem mais substâncias que podem ajudar em nossa saúde. Veja uma lista baseada em uma porção de 50 gramas:

Porção de 50 g (1/2 xícara):

  • 24% de vitamina B1;
  • 15% de vitamina B6;
  • 10% de ácido pantotênico (vitamina B5);
  • 7% de niacina;
  • 3% de vitamina K;
  • 8% de zinco;
  • 36% de magnésio;
  • 34% de fósforo;
  • 34% de potássio;
  • 75% de Manganês.
Receita com Soja em Pó
Receita com Soja em Pó

Existe uma série de benefícios que o consumo da farinha de soja proporciona para a nossa saúde como:

  • Auxílio na perda e na manutenção do peso;
  • Fornecimento de nutrientes que ajudam a formar e a fortalecer a musculatura;
  • Controle dos sintomas da TPM e da menopausa;
  • Fortalecimento dos ossos e prevenção da osteoporose;
  • Redução do colesterol.

Questão Controversa

Existe uma questão controversa em relação à soja, pois há quem afirme que ela pode inibir a produção de testosterona nos homens e também causar problemas na glândula tireoide. A causa desses problemas seria a isoflavona, elemento cheio de estrógeno (hormônio feminino)que é abundante nesse grão.

Apesar dos males da soja não serem comprovados cientificamente, o ideal é sempre manter o equilíbrio na hora de consumir qualquer que seja o alimento.

Veja também

Intoxicação por Inalação

Quais os Sintomas de Intoxicação por Inalação?

Envenenamento ou intoxicação é o nome dado a lesão ou morte devido à deglutição, inalação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *