Home / Natureza / Onde Se Encontra O Calcário? Como Conseguir?

Onde Se Encontra O Calcário? Como Conseguir?

Você provavelmente já ouviu falar sobre os calcários. Apesar de serem muito mais difícil de encontrar do que as rochas comuns, os calcários também são rochas, porém são considerados rochas sedimentares. Esse nome se dá devido ao fato de que a formação dessas grandes rochas, é através de pequenos detritos que se acumulam e se amontoam através dos longos anos. Além disso, o calcário também é conhecido por ter minerais muito importantes e de diversas finalidades. Para exemplificar melhor, o calcário pode ser usado em construções, portas, grandes plantações enfim, existem inúmeras finalidades e inúmeros tipos de calcário para cada uma delas. Vamos aprender mais sobre as rochas, suas utilidades e características.

Calcário: Onde Encontrar

O mineral mais presente em calcários é o bicarbonato de cálcio, a formação dessas rochas se dá devido ao acúmulo e aglomeração ao longo de milhares e milhares de anos. Mas o que exatamente está sendo aglomerado? Basicamente, o calcário é formado por detritos que se acumulam dos oceanos. Eles podem ser encontrados no mundo inteiro, afinal os oceanos desaguam em qualquer dos cinco continentes, a espécie do calcário varia de acordo com o local em que ele está sendo formado, ele pode ser mais macio ou mais endurecido. Apesar de ser muito mais encontrado em encostas oceânicas no fundo do mar, o calcário também pode ser formado e encontrado em rios, lagos e até em cavernas, basicamente, qualquer acúmulo de minerais pode sedimentar uma rocha e, a partir de então, se tem o calcário. Como já citamos, existem diversos tipos de calcário, o que vai definir a diferença entre cada um deles é a temperatura, pressão, ondulações oceânicas, minerais presentes dos detritos, gases, entre outros. Imagine que se passa muitos anos, portanto há diversos fatores que podem contribuir para a variação do tipo de calcário que está sendo formado.

Como citamos acima, para cada tipo diferente de calcário existe uma finalidade também diferenciada. Os calcários podem ser utilizados em diversas áreas, seus principais usos são para pedras ornamentais, adubação, correção de acidez do solo, produção de cal para construções, produção de cimentos, enfim. Existem inúmeras utilizações além das que citamos.

Calcário Marga

Calcário Marga
Calcário Marga

Marga é um dos diversos tipos de calcário e um dos mais utilizados também, devido a sua eficácia em correções de PH do solo. Os calcários que são usados para correções de acidez são com certeza os mais utilizados e extraídos, pois as produções agro são as que movimentam grande parte da economia mundial. Além dessa atividade, o calcário marga pode ser usado para produção de cimento. Suas cores podem variar em tons de cinza, castanho e avermelhada. Ele contém muita argila, por isso está entre os mais macios e entre os que contém os grãos mais finos.

Calcário Caliche

Calcário Caliche
Calcário Caliche

São uma espécie mais diferente. Os calcários caliches são feitos a partir da formação de detritos em desertos, cavernas com uma junção entre gases, água e minerais formados a partir de decomposições. Para a formação dessa rocha é necessário um clima árido. A coloração dessa rocha mais clara com tons avermelhados ou amarronzados. Também possuem diversas finalidades diferentes de acordo com a especificidade das propriedades que ele contém.

Calcário Tufo

Calcário Tufo
Calcário Tufo

Tufo também está entre os calcários mais conhecidos e comuns, pois ele é basicamente o resultado que se dá a partir do conjunto ação de rochas litorâneas e conchas. Sua coloração esbranquiçada é um produto dos detritos que podem ser vistos e identificados a olho nu. Eles são mais utilizados para ornamentações devido a suas cores diferenciadas e junção irregular de diversos materiais diferenciados trazidos do mar por milhões de anos.

Calcário Conquífero

Calcário Conquífero
Calcário Conquífero

Esse calcário é um aglomerado diferenciado, apesar de também ser formada a partir de junções de aglomerações de detritos oceânicos, a junção desse tipo de calcário é mais uniforme. De alguma forma detritos similares se amontoam por muitos anos até que se forme um calcário sedimentar. São muito encontrados em litorais portugueses. Além da beleza, os detritos fazem essa rocha um depósito de diversas maneiras diferentes. Ele contém fósseis e muito úteis na ciência para estudos oceânicos. É comum encontrar entre essas rochas restos de animais aquáticos como moluscos, há casos de serem encontrados esqueletos inteiros de alguns animais específicos.

Calcário Travertino

Calcário Travertino
Calcário Travertino

Essa é outra espécie de calcário formadas em águas doces do que em águas salgadas. A mistura do carbonato de cálcio com água doce faz com que a aparência dessas rochas se organize em formatos paralelos em cavidades. O tom dessas rochas pode ser esbranquiçado. O acúmulo dessas desses minerais fazem com que formem grandes pedreiras. Já existem diversas pedreiras desse tipo no Peru, na Turquia em alguns lugares no médico. Aqui no Brasil é possível encontrar na região da chapada Diamantina. Elas podem ser utilizadas como ornamentação pois sua aparência é delicada e elegante quando tratada. Ela tem uma durabilidade muito boa e por isso tantos produtos são feitos a partir da rocha sedimentar. Elas são rochas de preço elevado.

Conclusão

Como vimos, o calcário pode ser encontrado no mundo todo, com diferentes formas e composições. Cada uma tem sua aplicação. A aplicação no solo é uma das mais utilizadas, tanto por grandes agricultores quanto para pequenos jardineiros. O importante para a aplicação do calcário é entender a necessidade do solo e qual a ação do calcário a partir disso. O calcário tem o poder de regular a acidez do solo, mas caso seja aplicado onde a acidez já está regulada há possibilidade de que ele faça o contrário. As quantidades aplicadas e épocas de aplicação são informações de devem ser estudadas antes que ele seja introduzido ao solo. Além disso, é preciso mediar entre a adubação utilizada e os minerais presentes no calcário. Se eles não forem compatíveis entre si, podem causar danos à plantação além de estragar o solo para futuras tentativas. A polarização de acidez pode queimar as raízes, e além de todos esses cuidados é necessário saber qual o nível de acidez que a planta exige. Todas essas pesquisas devem ser realizadas antes da aplicação, dessa forma consegue-se evitar desgaste e grandes prejuízos.

Veja também

Gastrodia Agnicellus

Qual a Flor Mais Feia que Existe?

Para os amantes de flores hoje vamos falar de um assunto bem delicado, será que …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.