Home / Natureza / Onde Encontrar Ostras Com Perola? Quanto Elas Valem?

Onde Encontrar Ostras Com Perola? Quanto Elas Valem?

Existem animais de todos os tipos de tamanho, cores, formas e com características muitas vezes únicas e exclusivas.

Todos eles, servem ou serviram, como um importante agregador na história da humanidade, seja como alimento, como transporte, como guardiões, domésticos entre outras funções.

Um dos animais marinhos mais conhecidos por pessoas de todas as idades e classes sociais é a ostra, no entanto, nem todos a viram pessoalmente ou a consumiram.

Em alguns casos, as ostras são encontras para venda apenas nas cidades com praias, rios ou mares, e normalmente, quando chegam nas cidades mais afastadas, o custo é muito mais alto.

As ostras são animais marinhos que estão presentes na humanidade desde a pré-história, e possuem grande significado tanto para a alimentação como também para a economia global.

Usada principalmente como alimento, a ostra é um animal marinho com um sabor único, e com características únicas também, como a habilidade de produzir pérolas.

Por isso, a ostra é produzida e exportada em diversos países, e elas oferecem um ótimo custo benefício, já que é fácil de serem encontradas.

Hoje, iremos aprender onde encontrar ostras que possuem pérolas, e o quantos elas valem, caso você tenha em mente fazer a compra delas!

Características

A ostra é um animal marinho que possui três principais elementos: interior, proteção e concha. Seu interior é muito mole, e para ter uma proteção contra inimigos marinhos, elas possuem uma casca muito dura e eficiente, e a sua concha garante que ela consiga capturar predadores.

No seu interior, a concha possui uma substância chamada madrepérola, que ao ser lançada contra um predador capturada pela concha, o paralisa e o deixa impossibilitado de se reproduzir.

Após cerca de 3 anos no interior da ostra paralisado, o invasor se transforma em uma pérola, e seu tamanho vai depender do tipo do invasor e a cor dependerá da saúde da ostra, isto é, se ela está muito velha, bem alimentada ou ferida.

Ostras Com Perola Características

Essa pérola é muito utilizada por produtores de bijuterias e colecionadores de pedras especiais. A venda pode servir como a forma de garantir uma boa vida para muitas pessoas.

Além da pérola, a ostra é muito utilizada também para a alimentação, principalmente das pessoas que moram próximas de praias e rios.

Com seu gosto único e exclusivo, a ostra é em alguns lugares uma especiaria e é servida em conchas, e o seu custo pode ser muito alto dependendo da qualidade e espécie da ostra.

Onde Encontrar Ostras com Pérolas

Apesar de parecer algo muito comum de acontecer, a produção de pérolas pelas ostras é considerada um fenômeno muito raro.

Isso porque a concha das ostras já oferece uma proteção muito grande contra diversos invasores.

Quando um invasor consegue ultrapassar a camada da concha, tentando se isolar dentro da ostra, é liberado uma substância que cristaliza o invasor, o transformando, depois de três anos, em uma pérola.

No entanto, esse processo de transformação, só ocorre cerca de uma vez a cada 100 mil tentativas de perfuração da concha.

No Japão, durante o início do século XX, um processo de cultivação de pérola foi criado, que consiste no ato de ser inserido diretamente dentro da concha uma pequena bola da substância madrepérola.

O tamanho da pérola é cerca de três quartos do tamanho original, mas a pérola cultivada é tão boa, que há dificuldade até entre especialistas em diferenciar a pérola original da cultivada.

Essas pérolas, no entanto, quando naturais, podem possuir tamanhos diferentes, e isso depende principalmente do tipo de invasor.

Outro fator que explica a forma esférica perfeita de algumas pérolas, ou seja, quando é formado um círculo perfeito, é que isso só ocorre quando a substância madrepérola cobre totalmente o invasor, e assim, a pérola é perfeitamente redonda e não fica grudada no interior da concha.

Na maioria das vezes, no entanto, as pérolas que são formadas possuem um aspecto um pouco torto ou com falhas, pois na maioria das vezes a substância não consegue cobrir perfeitamente o invasor. Isso também faz com que a pérola fique grudada no interior da concha, e ao ser retirada com força, acaba produzindo mais alguns danos.

Então, para encontrar uma pérola dentro de uma ostra é muito raro, já que o processo é demorado e também complicado.

Quanto Custa uma Pérola?

Por ser um fato muito raro na natureza, as pérolas que são formadas de forma natural por ostras, possuem um valor muito alto.

Muitas pessoas não fazem ideia o porque disso, mas como foi explicado, faz muito sentido, já que o processo ocorre de anos em anos e em determinadas situações.

Há dois tipos de pérolas a venda: as naturais e as cultivadas. As naturais, são claramente, mais caras, e as cultivadas, apesar de terem um preço menor, ainda são consideradas muito caras pois o processo de cultivar também é demorado e custoso.

Cada pérola pode ter um valor entre 5 até 10 mil dólares, esse valor dependerá do formato da pérola. Normalmente, quanto mais esférica ela for, maior o valor.

A ostra em si, no entanto, custo muito mais barato, porque como foi dito antes, a produção de uma pérola é muito rara.

Assim, é possível comprar 1 quilo de ostras por cerca de 32 reais, por exemplo, no mercado brasileiro. No entanto, caso haja uma pérola dentro, o valor que poderá ser conquistado com a venda pode ser muito alto.

Pérolas mais Preciosas e Raras

As pérolas consideradas mais raras e preciosas são as que possuem um formato esférico totalmente perfeito.

Para a fabricação de colares, pulseiras, e outras bijuterias, é feito uma seleção entre cerca de 10 mil pérolas diferentes, para que sejam selecionadas as pérolas com o formato e cor mais parecido.

Assim, um colar de pérolas pode custar muito caro, pois não apenas o processo de formação de uma pérola é raro e demorado, mas também a construção e manutenção daquela peça de decoração.

Por isso, caso você encontre uma pérola, saiba que você tem muita sorte e deve conseguir um belo dinheiro!

Conta para a gente nos comentários se você já comeu uma ostra ou se possui em cassa um colar de pérolas!

Veja também

Ácido Linoleico

Quais os Benefícios do Ácido Linoleico Para a Saúde?

Quando se fala em ácido linoleico, se fala em ômega-6, e provavelmente você já ouviu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *