Home / Natureza / O Que Significa Fungo no Pulmão?

O Que Significa Fungo no Pulmão?

Os fungos formam o terceiro grande reino de criaturas eucarióticas além dos animais e das plantas. Eles são sedentários como as plantas mas não conseguem conduzir a fotossíntese. Portanto, eles devem se alimentar como animais pela absorção de substâncias orgânicas (heterotrofia), mas absorvem em forma dissolvida do meio ambiente.

Fungo é um micro-organismo que faz parte da família dos cogumelos. É formado em todos os alimentos particularmente ricos em água, açúcares e proteínas que têm um pH com valores entre 4 e 8 (pouco ácido), especialmente se forem encontrados na presença de temperaturas entre 15 e 30°C.

O fungo certamente tenderá a proliferar na fruta especialmente a mais suculenta como peras, uvas, pêssegos, mandarins. Legumes como espinafre, abóbora, beterraba, mas também queijos (ricos em açúcar de lactose), carne e peixe, porque eles são ricos em proteínas. Por outro lado , o fungo terá dificuldade em se desenvolver em produtos que são pobres em água (menos de 20%).

O Uso Positivo dos Fungos

Como patógenos animais, os fungos ajudam a controlar a população de pragas prejudiciais. Estes fungos são muito específicos para os insetos que atacam e não infectam animais ou plantas. Atualmente, os fungos estão sendo investigados como potenciais inseticidas microbianos, com vários deles já no mercado.

Os fungos incluem, em particular, organismos multicelulares, como os fungos do caule, mas também organismos unicelulares, como a levedura de padeiro, bem como formas cenocíticas com muitos núcleos de células, mas sem divisão celular. Os fungos formam um micélio largamente ramificado que se propaga em ou sobre um substrato sólido tal como solo, madeira ou outro tecido orgânico vivo ou morto.

Por exemplo, o fungo beauveria bassiana é um pesticida sendo testado como um possível agente de controle biológico para a recente disseminação da broca de cinzas de esmeralda. A broca de cinzas de esmeralda é um inseto que ataca os freixos. Por sua vez, é parasitado por um fungo patogênico que se mostra promissor como um inseticida biológico. O fungo parasita aparece como penugem branca no corpo do inseto.

Uso Positivo dos Fungos

A relação micorrízica entre fungos e raízes de plantas é essencial para a produtividade das terras agrícolas. Sem o parceiro fúngico nos sistemas radiculares, 80% a 90% das árvores e gramíneas não sobreviveriam. Inoculantes fúngicos micorrízicos estão disponíveis como emendas de solo em lojas de jardinagem e são promovidos por defensores da agricultura orgânica.

Cerca de 90% das espécies de plantas formam algum tipo de associação benéfica com esses fungos. Os benefícios assim obtidos são aumentar a ingestão de nutrientes, especialmente nitrogênio e fósforo, devido à alta razão entre superfície e volume; ajudar a suprimir certos tipos de ervas daninhas, e as raízes colonizadas são mais eficientes em resistir aos patógenos do solo, incluindo nematoides e fungos patogênicos; melhorar a textura ou o tamanho de grão do solo e são considerados o agente biológico mais importante para agregar a maioria dos solos.

Nós também comemos alguns tipos de fungos. Os cogumelos aparecem com destaque na dieta humana. Morelos, cogumelos shiitake, chanterelles e trufas são considerados iguarias. O humilde cogumelo, agaricus campestris, aparece em muitos pratos. Leveduras do gênero penicillium amadurecem muitos queijos.

Os Fungos no Pulmão

Ne todos os fungos são positivos para o homem ou podem ser usados para facilitar as nossas vidas. Na verdade, a grande maioria dos fungos não se relaciona de maneira positiva com o ser-humano, seja parasitando órgãos, servindo como um veneno mortal ou dificultando o trabalho das células do corpo. Esse é o caso dos fungos que buscam o pulmão como lar, levando problemas respiratórios para a pessoa afetada que, se não tratados da forma correta, podem ocasionar a morte em pouco tempo. Um dos grandes problemas causados por esses fungos é a pneumonia, que pode ser transmitida através de três fungos principais: o Histoplasma, que causa a histoplasmose; o Coccidioides, que causa a coccidioidomicose; e o Blastomyces, responsável por gerar a blastomicose.

A histoplasmose é uma doença que se dá por todo o mundo, mas acontece com mais frequência nas áreas de clima tropical e temperado, além de vales úmidos. Os fungos não causam esse problema em todos que o aspiram, mas alguns dos atingidos podem ter febre, tosse e dores pelo corpo, indicando a doença.

Já a coccidioidomicose se apresenta muito nas zonas de clima seco, como o semiárido do Nordeste brasileiro. A infecção pode se estender para outras áreas do corpo de maneira muito rápida, sendo mais frequente em homens. Por fim, a blastomicose causa séria infecção no pulmão depois de aspirada, mas não costuma produzir sintomas claros na pessoa atingida. A doença também se propaga rapidamente para outras partes do corpo.

Outros Fungos Pulmonares

Os três fungos citados acima são alguns do mais importantes para a história da medicina humana, mas não são os únicos que atacam os pulmões. A criptococose, a aspergilose, a candidíase e a mucormicose são apenas mais algumas das infecções que o corpo humano pode sofrer na região dos pulmões, o que dificulta muito a respiração e torna a qualidade de vida do infectado muito ruim.

Esses fungos são muito comuns em indivíduos que já sofreram com algum problema de saúde e se encontram debilitados fisicamente de alguma maneira, pois é nesse cenário que os fungos respiratórios aproveitam para atacar os pulmões. Como efeitos decorrentes disso, a pessoa pode apresentar tosse, falta de ar, dificuldade de encher os pulmões e de guardar ar por muito tempo. No pior dos casos, os fungos podem levar à morte do infectado.

Os Sintomas dos Problemas Pulmonares Causados por Fungos

Entre os principais sintomas dos problemas pulmonares causados por fungos estão a tosse frequente e com catarro, febre alta duradoura, falta de ar e, por vezes, vômito. O paciente infectado por fungos na região do pulmão costuma ter dificuldade para falar por longos períodos, pois não consegue respirar da forma adequada, além de não conseguir ingerir grandes quantidades de alimento.

Com o tempo, os sintomas tendem a ficar mais graves, sobretudo a falta de ar. Para descobrir se há algum fungo infeccioso no seu trato respiratório, exames como a radiografia, exame de sangue e amostras dos fluidos corporais são muito úteis.

Veja também

O que é uma Infecção Fúngica? Quais os Sintomas?

Infecções fúngicas são infecções causadas pela presença de fungos parasitas no ser humano. Os fungos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *