Home / Natureza / O Que Fazer em Caso de uma Fratura?

O Que Fazer em Caso de uma Fratura?

Uma fratura corresponde à ruptura da continuidade, ou quebra de um osso do corpo humano. Todos os ossos podem ser afetados, embora alguns tipos de rompimento sejam mais frequentes, dependendo da idade e localização.

Como as principais vítimas de acidentes domésticos são crianças e idosos, eles têm maior probabilidade de sofrer fraturas. Esse risco é reforçado pela presença de outros fatores relacionados à fraqueza nos ossos, tal como osteoporose no envelhecimento. Qualquer queda acidental, por mais benigna que seja, pode acarretar essa enfermidade.

Se as fraturas do colo do fêmur são as mais comuns na terceira idade, as do pulso fazem das crianças as principais vítimas.

Como Detectar uma Fratura?

Chapa de Fratura
Chapa de Fratura

A existência de fratura requer atenção médica imediata. Entretanto, sua detecção pode ser feita de imediato, levando em conta alguns sinais como:

  • Dor intensa aumentada ao tentar mover a área afetada;
  • Inflamação no ponto de fratura que se espalha com o passar do tempo;
  • Deformação da área fraturada;
  • Impotência funcional, dependendo do osso afetado;
  • Vermelhidão da área devido a hematoma e inflamação.

Como Lidar Com Uma Fratura?

Para evitar grandes problemas, vamos falar do que deve e o que não deve ser praticado nesses casos.

O Que Não Se Deve Fazer

  • Em nenhum momento você deve tentar mover o ferido do local onde está, a menos que sua localização envolva riscos para a pessoa ou para quem o esteja socorrendo;
  • Nenhum calor deve ser aplicado;
  • Não é indicado aplicar frio diretamente na pele;
  • Não coloque pomadas anti-inflamatórias;
  • Não forneça analgésicos que possam mascarar os sintomas e atrasar a detecção da fratura;
  • Não reduza nenhum ferimento;
  • Não introduza o fragmento ósseo visível quando houver uma exposição.

O Que Se Deve Fazer

  • Ligue para emergências médicas o mais rápido possível;
  • Explique à pessoa ferida quais serão os próximos passos;
  • Remova objetos como anéis e relógios, pois o aumento da inflamação dificulta a circulação;
  • Aplique frio localmente, mas protegendo a pele;
  • Aguarde a chegada de emergências médicas;
  • Caso ocorra uma fratura nas extremidades, podemos imobilizá-las;
  • No caso das fraturas expostas, cubra a ferida com gaze estéril e úmida.

Tipos De Fraturas

Tipos De Fraturas
Tipos De Fraturas

As variedades de fraturas são muitas, e entre elas estão:

  • Fratura por avulsão – O ligamento ou músculo repuxa o osso, fazendo com que este se frature;
  • Fragmentada – Quando os ossos se quebram em diversas partes;
  • Por compressão ou esmagamento – Em geral, ocorre na coluna vertebral, mais especificamente, no osso esponjoso;
  • Luxação – A articulação acaba se deslocando, fazendo com que um dos ossos apresente quebra;
  • Fratura de Greenstick – Existe a ruptura parcial em um dos lados, mas não uma quebra total, uma vez que o osso é capaz de dobrar. Comumente acontece nas crianças, onde os ossos são elásticos e macios;
  • Linha fina – É a fratura parcial, mais difícil de identificar em um raio X rotineiro;
  • Impactada – Quando o fragmento de uma ruptura entra em outro;
  • Intra-articular – A quebra acaba se estendendo para cima da articulação;
  • Longitudinal – Ocorre no comprimento dos ossos;
  • Oblíqua – É a quebra diagonal que ocorre no eixo do osso;
  • Patológica – Ocorre quando os ossos já estão enfraquecidos, o que resulta na fratura;
  • Espiral – Onde uma parte do osso se torce;
  • Estresse – Os ossos se quebram por conta de tensões repetitivas;
  • Fraturas do toro (ou curvaturas) – Os ossos se deformam, é doloroso, porém estável;
  • Transversal – Ruptura por meio de outro osso.

Causas de Fraturas

A maior parte das fraturas é ocasionada por quedas graves ou acidentes. Ossos saudáveis podem suportar grandes impactos, pois ​​são extremamente resistentes. Ao passo em que os indivíduos envelhecem, alguns fatores tendem a aumentar o risco da fratura:

  • Ossos bem enfraquecidos;
  • Grande risco de quedas.

As crianças possuem um dia a dia bem ativo, muito mais do que os adultos. Tanto por isso é que tendem a serem mais propensas às rupturas de quaisquer partes do corpo.

Indivíduos com condições ou doenças subjacentes que são passíveis de enfraquecimento dos ossos possuem maiores chances de fraturas. Por exemplo:

  • Infecção;
  • Osteoporose.

Como já foi mencionado, essas formas de fratura são conhecidas como patológicas.

As fraturas induzidas por estresse são resultantes de repetidos esforços e tensões. Assim, elas são comumente vistas em todos os tipos de esportistas.

Complicações de uma Fratura

Pessoa com Gesso Para Tratar a Fratura
Pessoa com Gesso Para Tratar a Fratura
  • Cura em posições erradas – Tal condição é conhecida como malunião. É quando as fraturas se curam nas posições erradas ou mudam por conta própria;
  • Descontinuação do crescimento dos ossos – Se a fratura infantil acabar afetando a placa do crescimento, pode ser que haja afetação no desenvolvimento natural, o que aumenta os riscos das deformidades subsequentes;
  • Infecções ósseas ou medula óssea persistente – Caso ocorram rupturas na pele, tal como nas fraturas expostas, algumas bactérias podem acabar entrando e infeccionando os ossos ou a medula. Se a infecção se tornar é chamada de osteomielite crônica. O paciente, nesse caso, deve ser hospitalizado e tratado com antibióticos. Por vezes, é preciso curetagem e drenagem cirúrgica;
  • Morte óssea ou necrose avascular – É quando os ossos perdem o suprimento necessário de sangue, morrendo.

Prevenção da Condição

  • Luz solar e nutrição – Os humanos necessitam de bons suprimentos de cálcio, pois só assim os ossos serão saudáveis. Consumir leite, seus derivados, bem como vegetais verde-escuros contribui para essa ingestão;
  • Vitamina D – Para absorver o cálcio, o organismo precisa de vitamina D, adquirida quando da exposição ao sol ou com o consumo de peixes oleosos e ovos;
  • Atividades físicas – Quanto mais atividades de sustentação de pesos forem feitas, mais densos e fortes os ossos se tornarão. Caminhar, pular, correr e esticar são ótimas opções. O avanço da idade e a diminuição nos esforços físicos contribuem para o enfraquecimento ósseo;
  • Para evitar maiores problemas é preciso fazer várias pequenas sessões de exercícios durante a semana, em especial, com pesos;
  • Evitar o tabagismo;
  • Consumir somente moderadas quantidades moderadas do álcool ou interromper seu uso totalmente;
  • Expor ao sol por alguns minutos durante o dia, quando este estiver fora do período de risco;
  • Prestar atenção na diet, que deve conter alimentos que são ricos em cálcio. Caso não seja possível, uma forma fácil é suplementar com medicação prescrita por um médico.

Aprendeu como ocorre a fratura e qual procedimento tomar? Agora, quando acontecer, saiba que o socorro imediato por profissionais pode impedir que problemas maiores venham a surgir.

Veja também

Amêndoas Torradas Na Assadeira

Quanto Tempo Para Torrar Amêndoas? Como Fazer?

Cozinhar é algo muito prazeroso, principalmente quando sabemos as técnicas corretas que devem ser utilizadas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *