Home / Natureza / Lista de Tipos de Felinos Selvagens (Com Fotos)

Lista de Tipos de Felinos Selvagens (Com Fotos)

O número exato de espécie de felinos selvagens é variável, porém, o valor mais aceito atualmente é de aproximadamente 40 espécies, espalhadas em 8 gêneros.

Esse número foi reconhecido em novembro de 2017 pela IUCN (International Union for Conservation of Nature).

Há uma subdivisão, onde 7 dessas espécies são considerados Grandes Felinos, sendo todos pertencentes ao gênero Panthera, já as outras 33 espécies são classificadas como Pequenos Felinos.

Existe felinos de todos tipos e tamanhos, desde o Gato-bravo-de-patas-negras, que mede o mesmo que um coelho, até superpredadores gigantes como os Tigres-siberianos, que constituem o terceiro maior predador terrestre, perdendo apenas para duas espécies de ursos.

Os felinos são mestres de qualquer habitat, desde das montanhas do Himalaia até às areias escaldantes do deserto do Saara; da beira dos rios das densas florestas tropicais às florestas frias do Alasca.

Os felinos sempre se adaptaram ao seu ambiente, e cada espécies é tão bela quanto é única.

Conheça Mais Sobre a Ordem dos Grandes Felinos

Gênero Panthera

O género Panthera é o gênero dos grandes felinos.

Aqui temos o leão, famoso e considerado o rei da selva, podendo pesar mais de 250 kg.

Os leões que vivem em cativeiro tendem a ser mais pesados que os selvagens, e o leão mais pesado já registrado no mundo se chamava Simba e pesava 380 kg,  o que é um número absurdo para um leão. Ele viveu no Colchester Zoo, um zoológico na Inglaterra.

No entanto, o felino mais pesado é o tigre, que é considerado o mais poderoso dos felinos. Enquanto um leão médio dificilmente passa de 250 kg, um tigre siberiano pesa em média 310 kg, e o tigre mais pesado já registrado se chamava Jaipur, que chegou a pesar 465 kg antes de sua morte.

  • Confira uma lista oficial dos Grandes Felinos:
  1. Tigre (Panthera tigris)
  2. Leão (Panthera leo)
  3. Onça-Pintada (Panthera onca)
  4. Leopardo (Panthera pardus)
  5. Leopardo-das-Neves (Panthera uncia)
  6. Pantera-nebulosa (Neofelis nebulosa)
  7. Leopardo-Nebuloso-de-Bornéu (Neofelis diardi)

Pequenos Felinos

Gênero Catopuma

O gênero do Catopuma abriga apenas duas das 3 espécies listadas aqui, que é o Gato-Marmorado, que possui um gênero solo chamado Pardo felis, mas que é um parente relativamente próximo dos catopumas, por isso é posto na mesma família sempre que se é conveniente.

  • Gato-bravo-dourado-da-Ásia (Catopuma temminckii)
Catopuma temminckii
  • Gato-vermelho-de-Bornéu (Catopuma badia)
Catopuma Badia
  • Gato-Marmorado (Catopuma marmorata)
Catopuma Marmorata

Género Caracal

A mesma coisa se passa com o Serval aqui, que por ser o único do gênero Leptailurus, ele é colocado com seus parentes próximos, que nesse caso são os Caracal.

Sendo assim, possuímos 3 espécies nessa parte da lista. O Serval tem uma das aparências mais únicas entre os felinos; o Gato-dourado-Africano é uma das espécies de gato selvagem mais raros que existem e o Lince-do-deserto é um dos únicos gatos a viverem no deserto.

  • Lince-do-deserto (Caracal caracal)
Caracal Caracal
Caracal Caracal
  • Gato-dourado-Africano (Caracal aurata)
Caracal Aurata
  • Serval (Leptail urusserval)
Leptail urusserval

Gênero Leopardus

Essa é a linhagem mais diversa de todas as espécies, pois ela contém 8 gatos pequenos, todos podendo ser encontrados na América Latina.

Uma característica única desse gênero é que seus membros possuem 36 cromossomos ao invés de 38.

  • Gato-do-mato-pequeno(Leopardus guttulus)
Leopardus Guttulus
  • Jaguatirica (Leopardus pardalis)
Leopardus Pardalis
  • Gato-do-mato (Leopardus tigrinus)
Leopardus Tigrinus
  • Gato-do-mato-grande (Leopardus geoffroyi)
Leopardus Geoffroyi
  • Gato-maracajá (Leopar duswiedii)
Leopar Duswiedii
  • Gato-palheiro (Leopardus colocolo)
Leopardus Colocolo
  • Gato-chileno (Leopardus guigna)

    Leopardus Guigna
  • Gato-andino (Leopardus jacobita)
Leopardus Jacobita

Género Lynx

Os linces, nesse gênero, possuem 4 espécies muito similares fisicamente. Uma das características comuns dessa espécie é um tipo de juba que se estende das bochechas dos indivíduos desse gênero.

Nessa parte, existe o Lince-Ibérico, que infelizmente é considerado a espécie de felino mais ameaçada do mundo, com área de habitação extremamente diminuída historicamente.

  1. Lince-Pardo (Lynx rufus)
  2. Lince-Ibérico (Lynx pardinus)
  3. Lince-Eurasiático (Lynx lynx)
  4. Lince-do-Canadá (Lynx canadensis)

Gênero Puma

Existe outro agrupamento de 3 gêneros próximos:

  • Sussuarana (Puma concolor)
Puma Concolor
  • Jaguarundi (Herpailurus yagouaroundi)
Herpailurus Yagouaroundi
  • Guepardo (Acinonyx jubatus)
Acinonyx Jubatus

Gênero Prionailurus

Esse gênero possui muitas espécies, e todas as espécies desse género são encontrados na Ásia.

  1. Leopardo-Sunda (Prionailurus javanensis)
  2. Gato-Pescador (Prionailurus rubiginosus)
  3. Leopardo-Asiático (Prionailurus bengalensis)
  1. Gato-de-Pallas (Otocolobusmanul)
  2. Gato-Ferrugem (Prionailurus rubiginosus)
  3. Gato-de-cabeça-achatada (Prionailurus planiceps)

Gênero Felis

O último galho dessa árvore genealógica e a mais próxima dos gatos domésticos.

Existem seis gatos selvagens nesse gênero.

  1. Gato-selvagem (Felis silvestris)
  2. Gato-bravo-de-patas-negras (Felis nigripes)
  3. Gato-chinês-da-montanha (Felis bieti)

  1. Gato-da-selva-lince-do-Pântano (Felis chau)
  2. Gato-do-Deserto (Felis margirita)
  3. Gato-do-mato-pequeno (Leopardus guttulus)

Os Gatos Brasileiros

Aqui daremos destaque aos felinos do Brasil e seus habitats:

  1. Onça-Pintada (Panthera Onca)

É o terceiro maior felino do mundo.

A onça pintada habita principalmente as florestas tropicais.

Ela gosta de nadar e caçar nas águas do pantanal, e é um felino de grande porte, podendo pesar até 92 kg.

É dito que as onças do pantanal são as maiores do mundo, e sua pelagem possui diversas pintas pretas em formato de rosáceas. Elas podem alcançar até 2,60 m de comprimento.

A onça é o único felino grande das Américas, e o pantanal brasileiro é o melhor local para ver as onças na natureza.

Panthera Onca

Infelizmente, esses animais encontram-se como quase ameaçados de extinção quando se analisa a população mundial das onças, e isso ocorre devido à caça direta e outros fatores indiretos.

Porém, quando se olha a população brasileira desses felinos, acredita-se que 80% das onças que estão em áreas de preservação fora da Amazônia vão ser extintas com o tempo por inviabilidade genética já que suas populações são muito pequenas e isso as levaria a reprodução consanguínea, assim enfraquecendo o animal e podendo levar o grupo à esterilidade.

A solução para esse problema são os corredores de migração da onça por onde elas procurariam outros grupos para reprodução, mas essas rotas cruzam terras privadas fora de áreas de preservação e isso geralmente causa transtornos e prejuízo para os fazendeiros da região.

Tenta-se chegar em um meio termo para que seja dividida a responsabilidade dessa riqueza que temos no País e que deve ser conservada.

  1. Suçuarana (Puma Concolor)

É a espécie de felino selvagem mais difundida pelo ocidente.

Essa espécie existe da Columbia Britânica, e no Canadá até extremo sul do Chile, e basicamente toda a América do sul.

É o segundo maior felino das Américas, podendo pesar até 72 kg, e tem porte semelhante ao leopardo.

Atualmente, não corre risco de extinção, porém já foi extinto no lado leste dos EUA e algumas áreas de América do Sul e Central.

Esse felino é extremamente adaptado e pode ser encontrado em diversos habitats diferentes.

  1. Jaguatirica (Leopardus Pardalis)

A jaguatirica é um felino de porte médio, podendo pesar até 15,5 kg.

Ela existe em alguns Países da América Central e da América do Sul, e é uma espécie extremamente resistente ao ambiente que se encontra, podendo habitar desde áreas áridas a áreas alagadas como mangues.

É mais um felino que constitui a fauna da Amazônia brasileira.

  1. Gato-do-Mato-Grande (Leopardus Geoffroyi)

Esse felino existe ao Sul da América do Sul, abrangendo principalmente a Argentina, e ele costuma habitar os Andes, os Pampas e o Gran Chaco do Sul da Bolívia, e também o extremo Sul do Brasil.

O Gato-do-mato-grande costuma viver em elevações de até 3.300m acima do nível do mar, além de preferir bosques de matas abertas e áreas com grande cobertura vegetal.

  1. Gato-Maracajá (Leopardus Wiedii)

Com aparência similar da jaguatirica, o gato-maracajá faz seu lar em quase todos os estados do Brasil, exceto CE e a parte Sul do RS.

O gato-maracajá é um predador muito ardiloso e possui diversos talentos: ele pode virar as articulações dos tornozelos em 180° o que ajuda na escalada e em transitar sobre as árvores e ele é capaz de imitar sons de suas presas para atraí-las.

Ele habita principalmente o Pantanal brasileiro.

  1. Jaguarundi (Herpailurus Yagouaroundi)

Existe por todo Brasil.

O Jaguarundi ou, também chamado de gato-preto, é um felino de médio e/ou pequeno porte podendo pesar até 9 kg.

As grandes reservas na bacia Amazônica são provavelmente o único local que pode manter uma população viável dessa espécie, mesmo ela não sendo categorizada como em extinção.

  1. Gato-palheiro (Leopardus Colocolo)

É uma espécie Sul-Americana em ameaça de extinção, e costuma viver em menor quantidades no Cerrado, Pantanal, e Pampas.

Pode ser encontrado, principalmente, em áreas de vegetação campestre e savana.

A população desse felino pode variar de 1.262 a 6.394 indivíduos. Por causa do risco de extinção desse animal, é natural que esses números diminuam constantemente ao decorrer dos anos.

Veja também

O Que São Fungos Tóxicos? O Que É Um Fungo Patogênico?

Além da possibilidade de estar em todos os lugares, os fungos crescem de maneira muito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *