Home / Natureza / Ecossistemas: Conceitos, Estrutura e Classificação

Ecossistemas: Conceitos, Estrutura e Classificação

Muito tem se falado a respeito de ecossistema nos dias atuais, principalmente quando temos ameaças reais, como o efeito estufa, que vêm preocupando muito as populações e os seus líderes do mundo inteiro. Isso porque o conceito de ecossistema está ligado diretamente ao da preservação do meio ambiente, e este à essa questão do quanto o nosso planeta está em “crise”.

Mas, não vamos adiantar demais a história, e comecemos falando, primeiro, a respeito dos conceitos básicos de ecossistemas, bem como algumas das suas mais interessantes especificações e classificações.

O Que é um Ecossistema, Afinal?

De forma direta: um ecossistema nada mais é do que um conjunto de comunidades que vivem em um mesmo local, e (principalmente) interagem entre si e com o meio em que vivem. O objetivo é claro: constituir um sistema estável, equilibrado, e, acima de tudo, autossuficiente.

O termo “ecossistema” foi cunhado pela primeira vez no ano de 1935 pelo ecólogo Arthur George Tansley, um verdadeiro pioneiro da ecologia vegetal. De lá pra cá, esse termo se tornou parte integrante do vocabulário científico e acadêmico, além de ser facilmente compreendido pelos mais leigos no assunto.

Exemplo de ecossistema? A nossa tão conhecida Floresta Amazônica. Nela, temos componentes (plantas, animais, clima, tipos de solo e rios) que formam perfeitamente uma comunidade. Mas, até mesmo um pequeno jardim ou até mesmo um aquário podem forma um ecossistema (em escala micro), contanto que tenham as características descritas acima.

Uma coisa fundamental é não confundir ecossistema com bioma. Este é geograficamente bem mais abrangente do que um ecossistema em si. Além disso, um bioma é essencialmente definido de acordo com um conjunto de vegetações com características muito semelhantes (o Cerrado, por exemplo). É por isso que se diz que os biomas da Floresta Amazônica e da Mata Atlântica aqui no Brasil foram, ao longo dos anos, tão devastados.

Classificação dos Ecossistemas

Todo e qualquer ecossistema é formado por dois componentes básicos: um chamado bióptico e o outro de abiótico.

O primeiro componente diz respeito aos seres vivos da comunidade de uma forma geral, como plantas e animais. Importante destacar que todos esses seres vivos desempenham um papel fundamental no ecossistema em que vivem, cada um ocupando diferentes níveis trópicos (ou seja, hábitos alimentares), podendo ser de três categorias: produtores, consumidores ou decompositores. Ressaltando que num ecossistema equilibrado, todos os seres vivos dependem um do outro. Por exemplo, enquanto os produtores garantem a entrada de energia no sistema, os decompositores fazem a ciclagem dos nutrientes do lugar.

Por outro lado, temos os componentes abióticos, que podemos dizer que são a parte “sem vida” do ambiente. Exemplos? Solo, atmosfera, luz, água, e por aí vai, E, esses são fatores mais do que fundamentais para a manutenção da vida, pois são justamente eles que que fornecem a energia suficiente para cada espécie, inclusive, auxiliando no metabolismo dos seres, como é o caso da água. Portanto, é um ciclo. Preservar esses componentes, é preservar a vida daquele ecossistema, que, por sua vez, preserva a existência de outros ecossistemas ao redor.

Grupos de Ecossistemas

Classificação dos Ecossistemas
Classificação dos Ecossistemas

Frequentemente, os ecossistemas são divididos em dois principais grupos: os aquáticos e os terrestres.

No primeiro caso, esse é considerado o nosso maior e mais rico ecossistema existente, com uma infinidade de seres vivos que estão presentes em lugares como rios, mares, oceanos e lagos. São lugares com uma enorme amplitude de seres vivos, muitos deles, ainda bastante inexplorados, como as regiões abissais dos oceanos, que, pouco se sabe a respeito.

Já, os grupos terrestres de ecossistemas são formados por florestas, desertos, campos, savanas, e tantos outros lugares, que, mesmo não tendo a variedade dos ambientes aquáticos, ainda assim, são repletos de seres vivos que dependem uns dos outros para a sua subsistência, mesmo que, aparentemente, não haja quase vida alguma, como nos campos desérticos.

Exemplos Práticos de Ecossistemas

Há diferentes escalas de ecossistemas, e, portanto, uma variedade muito grande no planeta. Para se ter uma ideia dessa questão conceitual, o maior ecossistema da Terra, por exemplo, é a própria biosfera, que atende a todos os parâmetros necessários para ser chamado, sim, de ecossistema. Afinal, de uma forma ou de outra, em todos os lugares do globo existe vida, e os seres dependem bastante uns dos outros em diversos aspectos.

Outros bom exemplo de ecossistema que podemos citar são as chamadas florestas tropicais (como é o caso da nossa famosa Floresta Amazônica). Um grande destaque desse tipo de ecossistema é a sua grande biodiversidade, seja de animais, plantas, ou outros organismos. Não à toa, muitas dessas florestas continuam sendo exploradas, e, de vez em quando, descobertas são feitas, como o descobrimento de novos espécimes de um determinado animal, por exemplo.

Mo entanto, ecossistemas também pode existir em pequenas escalas, e um dos exemplos mais comuns disso são os aquários, pequenos, médios e até grandes recipientes (mas sempre em escala micro) de um sistema de seres vivos, como plantas peixes, etc, onde todos dependem de todos.

Até mesmo uma pequena, e, aparentemente, insignificante gota d’água pode ser um ecossistema, pois ali residem microrganismos que desempenham papeis ligados diretamente ao conceito de ecossistema.

A Relevância dos Ecossistemas

O próprio conceito de ecossistema é importante devido ao fato de mostrar que a melhor maneira de se conviver harmoniosa e equilibradamente com o ambiente à nossa volta, é respeitando os ambientes onde os seres vivos (incluindo nós) dependem uns dos outros.

No nosso caso, dependemos tantos das plantas, quanto dos animais, seja para conseguirmos abrigo ou alimento, e até em estágio mais avançado, dependemos de recursos naturais para termos a tecnologia que usufruímos no dia a dia (o computador ou celular que você está usando para ler este texto, neste exato momento, foram construídos através de matérias-primas oriundas da natureza, por exemplo).

Por isso, é tão importante termos consciência própria e políticas de estado que possibilitem a preservação dos ecossistemas ao redor do mundo, pois deles também depende a nossa sobrevivência. E, assim possamo viver em ambientes mais equilibrados com a natureza, que tanto nos fornece.

Veja também

Ilustração Sobre o Sistema Imunológico

O Que Significa Aparelho Mitótico Reagente?

Você já fez um exame FAN? O nome dele é uma sigla para fator antinuclear, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *