Home / Natureza / Dianthus Barbatus Cravina Fotos

Dianthus Barbatus Cravina Fotos

A Dianthus barbatus, conhecida como cravina, no Brasil, e Sweet William, na Europa, é uma planta nativa do sul da Europa e parte da Ásia.

Devido a seu aspecto estético, a cravina se tornou uma planta ornamental de extremo consumo, estando presente em quase todas as partes do mundo, atualmente.

A cravina é uma planta pequena, sendo altamente adaptável a áreas abertas ou fechadas, possuindo 30 cm de altura, porém, raramente, algumas cravinas superem esse tamanho.

A cravina, assim como a margarida, possui uma duração estimada de 2 anos, podendo render muitas sementes, sem haver a necessidade de replantar outras mudas.

A Dianthus barbatus já foi considerada uma das flores mais belas da natureza, pois seus formatos são perfeitamente simétricos, além de seu manuseio ser fácil, possibilitando a criação de ramos espetaculares.

A cravina é uma flor que exige cuidados constantes, pois a mesma é bem suscetível ao não desenvolvimento completo, caso esteja inserida em um ambiente diferente.

A Dianthus barbatus é uma flor utilizada para ornamentação, e os jardins que recebem a cravina ficam mais belos e agradáveis.

A cravina está inclusa na mesma família dos cravos, e todos remontam as regiões Asiáticas da China e da Coréia.

Local Ideal Para Plantar Dianthus Barbatus

A dianthus barbatus é um tipo de flor não muito resistente, por isso necessita de cuidados exclusivos.

A exposição direta ao sol é um fator determinante para fazê-las murchar, pois as mesmas não podem ficar expostas ao sol incidente, necessitando de áreas com pouca sombra.

O solo para se plantar cravina precisa ser rico em matéria orgânica e de fácil escoamento, sem o acúmulo de água.

Quando na natureza, a dianthus barbatus se apresenta em matas fechadas, circundadas por árvores altas que a ajudam a se desenvolver plenamente.

A cravina também é uma flor suscetível a fatores abióticos, e enchentes e ventos fortes são fatais para as mesmas.

O indicado é plantar as cravinas em vasos únicos, que podem ser levados de um lugar para outro, pois dessa forma é possível removê-la quando houver chuvas e ventos fortes, além de temperaturas altas do verão ocidental.

Se a cravina for plantada no solo, necessitará de local com sombra média, pois a tendência é que seus brotos e folhas murchem quando presentes em altas temperaturas.

Além dos vasos, a cravina pode ser plantada em canteiros ou em recipientes suspensos, até mesmo dentro de casa, desde que haja os cuidados necessários.

Variedades Da Planta Da Família Dianthus

Existe cerca de 300 espécies de cravinas distribuídas pelas Américas, Europa e Ásia, mas o número de exemplares supera muito mais, já que vários desenvolvimentos híbridos foram realizados para tornarem as mesmas mais diversificadas ainda.

Algumas espécies de cravinas, como a dianthus barbatus, possuem um aroma agradável, ou seja, além de dar um aspecto de beleza única ao jardim, traz uma fragrância reconfortante.

As variedades de cravina giram em torno da família Dianthus, e algumas dessas espécies são:

Dianthus Alpinus

Dianthus Alpinus
Dianthus Alpinus

Dianthus Amurensis

Dianthus Amurensis
Dianthus Amurensis

Dianthus Anatolicus

Dianthus Anatolicus
Dianthus Anatolicus

Dianthus Arenarius

Dianthus Arenarius
Dianthus Arenarius

Dianthus Armeria

Dianthus Armeria
Dianthus Armeria

Dianthus Barbatus

Dianthus Barbatus
Dianthus Barbatus

Dianthus Biflorus

Dianthus Biflorus
Dianthus Biflorus

Dianthus Brevicaulis

Dianthus Brevicaulis
Dianthus Brevicaulis

Dianthus Callizonus

Dianthus Callizonus
Dianthus Callizonus

Dianthus Campestris

Dianthus Campestris
Dianthus Campestris

Dianthus Capitatus

Dianthus Capitatus
Dianthus Capitatus

Dianthus Carthusianorum

Dianthus Carthusianorum
Dianthus Carthusianorum

Dianthus Caryophyllus

Dianthus Caryophyllus
Dianthus Caryophyllus

Dianthus Chinensis

Dianthus Chinensis
Dianthus Chinensis

Dianthus Cruenatus

Dianthus Cruenatus
Dianthus Cruenatus

Dianthus Freynii

Dianthus Freynii
Dianthus Freynii

Dianthus Fruticosus

Dianthus Fruticosus
Dianthus Fruticosus

Dianthus Furcatus

Dianthus Furcatus
Dianthus Furcatus

Dianthus Gallicus

Dianthus Gallicus
Dianthus Gallicus

Dianthus Giganteus

Dianthus Giganteus
Dianthus Giganteus

Dianthus Glacialis

Dianthus Glacialis
Dianthus Glacialis

Dianthus Gracilis

Dianthus Gracilis
Dianthus Gracilis

Dianthus Graniticus

Dianthus Graniticus
Dianthus Graniticus

Dianthus Gratianopolitanus

Dianthus Gratianopolitanus
Dianthus Gratianopolitanus

Dianthus Haematocalyx

Dianthus Haematocalyx
Dianthus Haematocalyx

Dianthus Knappii

Dianthus Knappii
Dianthus Knappii

Dianthus Lusitanus

Dianthus Lusitanus
Dianthus Lusitanus

Dianthus Microlepsis

Dianthus Microlepsis
Dianthus Microlepsis

Dianthus Monspessulanus

Dianthus Monspessulanus
Dianthus Monspessulanus

Dianthus Myrtinervius

Dianthus Myrtinervius
Dianthus Myrtinervius

Dianthus Nardiformis

Dianthus Nardiformis
Dianthus Nardiformis

Dianthus Nitidus

Dianthus Nitidus
Dianthus Nitidus

Dianthus Pavonius

Dianthus Pavonius
Dianthus Pavonius

Dianthus Petraeus

Dianthus Petraeus
Dianthus Petraeus

Dianthus Pinifolius

Dianthus Pinifolius
Dianthus Pinifolius

Dianthus Plumarius

Dianthus Plumarius
Dianthus Plumarius

Dianthus Pungens

Dianthus Pungens
Dianthus Pungens

Dianthus Repens

Dianthus Repens
Dianthus Repens

Dianthus Scardicus

Dianthus Scardicus
Dianthus Scardicus

Dianthus Seguieri

Dianthus Seguieri
Dianthus Seguieri

Dianthus Simulans

Dianthus Simulans
Dianthus Simulans

Dianthus Spiculifolius

Dianthus Spiculifolius
Dianthus Spiculifolius

Dianthus Squarrosus

Dianthus Squarrosus
Dianthus Squarrosus

Dianthus Subacaulis

Dianthus Subacaulis
Dianthus Subacaulis

Dianthus Superbus

Dianthus Superbus
Dianthus Superbus

Dianthus Sylvestris

Dianthus Sylvestris
Dianthus Sylvestris

Dianthus Zonatus

Dianthus Zonatus
Dianthus Zonatus

Dessas variedades, as mais comuns são a Dianthus armeria e Dianthus chinensis, que estão presentes nos maiores territórios europeus e asiáticos.

Características da Dianthus Barbatus

Assim como todas as outras espécies de cravinas, a Dianthus barbatus floresce em forma de arbusto, sempre na companhia de outras flores, característica única que as diferencia de outras flores.

É uma flor que exige uma poda constante, principalmente no clima da América do Sul. É normal observar que pequenas herbáceas e brotos da Dianthus barbatus começam a murchar, mas uma poda basta para a ajudar a se desenvolver completamente.

A poda incentiva o crescimento de folhas novas e brotos, além de impedir que as sementes caiam com maior frequência, ato esse que pode dar início a um crescimento desnecessário de mais flores em um mesmo vaso, por exemplo.

Algumas espécies selvagens de cravina podem chegar a 90 centímetros de comprimento, enquanto outras ficam apenas em 10 cm, sendo chamadas de mini-cravinas.

Cada flor da Dianthus barbatus possui um raio de 4 cm de diâmetros, com pétalas serradas, variando nas cores das extremidades para o centro.

O tipo de Dianthus barbatus mais comum, é a flor branca com núcleo vermelho.

A Dianthus barbatus é uma flor que atrai abelhas, pássaros e borboletas.

A origem oficial da Dianthus barbatus não é conhecida, porém, uma citação aparece em um catálogo de um renomado botânico inglês chamado John Gerard, do ano de 1596.

Cuidados Necessários Com A Cravina Dentro De Casa

Cravina Dentro De Casa
Cravina Dentro De Casa

Muitas pessoas acham as cravinas tão lindas, que preferem as mesmas dentro de casa, fazendo parte da decoração do ambiente.

Essa ação é recorrente, e recorrente também é o fato das mesmas sempre apresentarem aspectos negativos, como a demora para crescer e a fácil tendência a murchar.

Se a intenção for ter a Dianthus barbatus dentro de casa, é importante entender os vários fatores que podem fazer com que a mesma venha a morrer.

A Dianthus barbatus é sensível ao frio e falta de oxigênio, portanto, deixar em um ambiente com ar-condicionado pode ser fatal, assim como a constante irrigação, que pode deixar o solo encharcado, impedindo o oxigênio.

A cravina também não irá vingar se estiver em um ambiente abafado, sem estar devidamente arejado, como perto de eletrônicos que esquentam, ou de vapores provenientes do banho ou dos exautores de calor.

Todo cuidado é pouco na hora de cuidar de uma flor como a Dianthus barbatus, pois a mesma depreende bastante atenção.

Veja também

Raça de Pônei Fell: Características, Fotos, História e Origem

O pônei é um tipo de cavalo que possui inúmeras peculiaridades. A mais famosa dela, diz respeito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *