Home / Natureza / Curiosidades Sobre As Raias Elétricas

Curiosidades Sobre As Raias Elétricas

A raia elétrica (Narcine brasiliensis) é um tipo de raia que vive no Brasil, principalmente nos litorais, onde a presença de corais é alta, como no Sudeste e no Noroeste do Brasil.

Não obstante, é possível observar a raia elétrica no Leste do Oceano Atlântico, no Golfo do México, no litoral da Carolina do Norte e nas costas da Argentina.

A raia elétrica, em biologia, é chamada de raia elétrica brasileira, pois é do Brasil que remonta a sua origem.

Atualmente, não há uma contagem oficial sobre a quantidade de raias elétricas presentes no mundo, mas elas não estão em risco de extinção.

A raia elétrica, também chamada de treme-treme, é uma raia única que tem a capacidade de produzir ondas elétricas que podem alcançar até 56v, no máximo, o que significa que ela não consegue matar uma pessoa eletrocutada, por exemplo.

Comparando a raia elétrica com o poraquê, que é um peixe elétrico também encontrado no Brasil, pode-se perceber uma grande diferença de voltagem, ficando a raia com o máximo de 56v, enquanto o poraquê chega a 600v.

Enquanto o poraquê usa sua carga elétrica elevadíssima para matar várias presas, a raia elétrica usa seus choques para afastar predadores.

Uma das principais características visuais da raia elétrica, são suas marcas que parecem camuflagem do exército ou pintas como as da onça pintada, e essa é uma forma de saber quando se trata da raia elétrica ou não.

Curiosidades Sobre A Alimentação Da Raia Elétrica

A raia elétrica não usa sua eletricidade para caçar, até mesmo porque sua capacidade não é tão alta a ponto de matar presas maiores.

Imagine que os choques comuns que as pessoas levam dentro de casa, por exemplo, em uma fiação residencial, geralmente é de 120v.

Dessa forma, a raia elétrica consome os mesmos alimentos das outras espécies de raias, que consiste em um cardápio que incluem mais 100 espécies de peixes, além de crustáceos.

A única espécie de raia que possui uma alimentação diferente, é a raia jamanta, que se alimenta de plânctons e pequenos peixes.

Assim como as demais raias, a raia elétrica “cobre” suas presas e as devoram prontamente.

Geralmente, a raia elétrica fica no fundo da água, encostada no solo, pois dessa forma consegue se camuflar melhor, e a partir dali dá seus botes fatais.

A raia, quando em uma batalha árdua para segurar seu alimento, pode gerar eletricidade para ter vantagem, mas suas cargas são efêmeras, simplesmente a ponto de deixar a vítima inconsciente.

Conhecendo Os Predadores Da Raia Elétrica

Foto de Tubarão e Raia Elétrica
Foto de Tubarão e Raia Elétrica

Apesar de parecer ser uma raia intocável, existe muitos predadores que não perdem a chance de devorar uma raia elétrica, mas os mesmos, com certeza, têm mais trabalho com a mesma.

Em relação a chance de escapatória, a raia elétrica vence nitidamente as demais espécies, pois nas maiorias das vezes, ela consegue escapar devido a produção de eletricidade.

Sua carga elétrica não é muito elevada, e a mesma não é infinita, pois a raia elétrica, após usar uma carga alta para se defender, não conseguirá reproduzir, em seguida, outra carga elétrica com a mesma intensidade.

Isso significa que ela pode escapar do primeiro ataque e afastar o primeiro predador, e assim fugir, mas se outro predador aparecer, ou se o mesmo predador estiver fora de si e quiser ataca-la novamente, será possível com que ela não consiga produzir um choque relevante.

Tubarões e crocodilos são os principais predadores da raia elétrica, e o fato de serem criaturas extremamente fortes, faz com que aguentem o choque e evitem contato com a raia, mas se houver uma segunda tentativa, é plausível que a raia se torne uma refeição fácil, pois a mesma leva horas para recuperar sua carga novamente.

Curiosidades Sobre A Reprodução Da Raia Elétrica

A raia elétrica, assim como várias outras raias, é um peixe vivíparo lecitotrófico, ou ovovíparo, que é quando o ovo se choca dentro da fêmea e só sai depois que as raias filhotes estão aptas a viverem independentes, nascendo com 9 a 12 centímetros de comprimento.

Desde pequena, a raia elétrica apresenta seus órgãos produtores de eletricidade, que são dois pontos, um em cada lado das nadadeiras, atuando como polos negativos e positivos.

Estudos apontam que a função elétrica da raia não atua apenas como forma de defesa, mas na comunicação entre a espécie, onde machos e fêmeas estabelecem comunicação, antes e durante o ato sexual.

A reprodução da raia elétrica é baixa, assim como o das outras raias, dando origem a 3 ou 4 filhotes. O macho e a fêmea nunca ficam juntos, assim como os filhotes, que dentro de pouco tempo se dispersam e seguem o próprio caminho.

A função elétrica para defesa é amplamente utilizada pelas raias elétricas filhotes, que demonstram maior vulnerabilidade, entretanto, a recuperação elétrica das mesmas é mais rápida do que nas raias adultas.

Demais Curiosidades Sobre A Raia Elétrica

Tipos de Raias Elétricas
Tipos de Raias Elétricas

– A raia elétrica é mais presente no Brasil do que em qualquer outro lugar do mundo.

– Um estudo feito pela estudante Fernanda Andreoli Rolim, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, aponta que a raia elétrica (Narcine brasiliensis) pode gerar uma carga máxima de 56v.

– Na lista IUCN, a raia elétrica é apontada como DD, o que significa que há dados deficientes, isto é, não se chegou a uma conclusão sobre o número de exemplares da raia elétrica distribuídas pelo mundo.

– A raia elétrica não usa sua eletricidade para caçar presas, ela utiliza apenas para proteção, já que sua carga demora para ser recomposta. Esse fato faz com que a raia elétrica decida melhor sobre quando realmente precisa utilizar sua carga elétrica.

– A raia elétrica Narcine brasiliensis é uma espécie subdivida em duas outras espécies, a Narcine brancofitii e a i.e. Narcine.

– No Brasil, a raia elétrica possui maior presença no litoral de Santa Catarina e no litoral do Espírito Santo.

– A raia elétrica costuma ficar no fundo do mar, a cerca de 10 e até 20 metros de profundidade.

– É possível encontrar a raia elétrica em praias de Santa Catarina, Paraná e São Paulo, pois as mesmas gostam de águas tropicais.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *