Home / Natureza / Contrato Futuro em Relevância no Setor Agropecuário

Contrato Futuro em Relevância no Setor Agropecuário

Atualmente o mercado financeiro disponibiliza meios para que os investidores e produtores rurais possam lucrar com seus produtos, independente das variações de valores às quais eles podem estar sujeitos. Dentre as melhores possibilidades de minimizar quaisquer riscos da produção, há o contrato futuro que é capaz de positivar rendas variáveis, tornando o negócio mais seguro aos agricultores.

Em suma, o contrato futuro estabelece previamente não apenas a data, mas também o preço da comercialização, sempre de acordo com a cotação das moedas estrangeiras e do valor das commodities, seguindo a bolsa de valores. Aos produtores há a possibilidade de comercializar a safra, antes mesmo da colheita. Sendo assim, um agricultor garante a venda por um custo apropriado, ainda que haja queda no valor de mercado.

Contrato Futuro

Os contratos futuros se tratam de derivativos negociados em determinados setores da economia e do comércio, como os Dólares e commodities, também conhecidos como bens de consumo mundial. Esse recurso permite determinar a liquidação para uma validade futura, seja ela física ou financeira. Os valores dos ativos são ajustados de acordo com as probabilidades de mercado, expressos diariamente nas cotações da bolsa de valores.

À vista disso, cabe ao investidor comprar um produto a partir do contrato futuro, de acordo com o preço e a quantia já acordadas. Além disso, é essencial que o  produtor implante tal ferramenta sob sua mercadoria para evitar perdas, tanto de capital, quanto do produto em si.

Há dois tipos de contratos futuros mais utilizados: os comuns e os minicontratos. Os contratos comuns, também conhecidos como cheios, compreendem lotes inteiros, o que exige maior fluxo de capital. Por sua vez, os minicontratos demandam um investimento financeiro inferior justamente por serem menores, apesar de funcionar da mesma maneira que os comuns.

É importante ressaltar que as operações realizadas no contrato futuro não precisam ser acertadas em seu total no instante em que o negócio foi concretizado, já que possuem uma validade futura. Contudo, o preço da margem de garantia requerida pode variar por conta de algumas regras da entidade financeira, como nos casos de day trade, em que a operação é aberta e fechada no mesmo dia, e swing, no qual a operação é aberta em um dia e fechada em outro. Por esse motivo é primordial a contratação de um serviço de assessoria de investimentos que auxilie a busca de operações viáveis.

Investimento Agropecuário
Investimento Agropecuário

Contrato Futuro no Agronegócio

A técnica de utilização de contratos futuros surgiu justamente da necessidade de segurança dos produtores rurais para com o preço final de seus produtos, tendo em vista que eles aplicam elevados investimentos em suas plantações. Dessa forma, o negócio atende principalmente as commodities, que englobam o café arábica, boi gordo, milho, cana de açúcar, algodão, soja, trigo e laranja, por exemplo.

Cada um desses produtos possui características específicas de cotação, margem de garantia, vencimento e lote mínimo. Tal como o café arábica, que cada contrato corresponde 100 sacas de 60 kg, além de ser necessário consultar o sistema de monitoramento para transformar o preço de cada saca em dólares. Já o boi gordo apresenta lote mínimo de 330 arrobas para cada contrato, equivalente a 4.950 kg de carne bovina. Por sua vez, o milho deve compreender 450 sacas de 60kg a cada contrato, ou cerca de 27 toneladas.

Assessoria de Investimento para o Contrato Futuro e seus Benefícios

São de grande relevância as necessidades e os benefícios nos quais o contrato futuro pode colaborar em relação ao produtor, à mercadoria e ao investidor. Os principais pontos evidenciados confirmam a técnica de alavancagem, em que o retorno financeiro ocorre mesmo que o investimento aplicado não seja muito alto e devido a possibilidade de o investidor pagar e receber pelas oscilações do ativo. Além disso, não há a obrigatoriedade do investidor atribuir capital a apenas um setor e de aplicar todo o valor no mercado ativo, em função da margem de garantia.

Entretanto, independente de quais forem as decisões e metas a serem alcançadas, faz-se necessário o auxílio de um assessor de investimentos, não apenas para optar pela operação ideal, mas principalmente para analisar os derivativos, que abrangem uma parcela de renda variável e, por isso, apresentam certo risco. 

Para mais, o assessor é encarregado de avaliar graficamente as negociações e padronizar os contratos futuros. Dessa forma, é possível que o mercado financeiro seja positivo em relação ao produto e conceda maior retorno lucrativo aos produtores rurais.

Veja também

Fã de Poker? Aprenda a Jogar de Forma Sustentável

Todas as atividades humanas têm uma consequência ambiental, e o poker não é exceção. As …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *