Home / Natureza / Como Plantar Girassol no Algodão?

Como Plantar Girassol no Algodão?

A bem da verdade, não há como plantar girassol no algodão. O processo serve apenas pra fazer com que a sua semente germine, para logo após ser introduzida no solo e, ao final, brotar, esplendidamente, como uma espécie típica dos ares temperados da América do Norte.

O Helianthus annus, o popular “girassol”, é um ente quase fantástico, devido à sua singular característica de acompanhar o movimento do sol, graças a uma particularidade que tem o caule da planta de inclinar-se, curiosamente, em busca dos raios solares.

Mas a ciência acabou descobrindo outras virtudes do girassol – além dessa de acompanhar o “Astro-Rei”.

Ela descobriu nele excelentes propriedades medicinais, como a possibilidade de se produzir um óleo extremamente rico e saudável, grãos que são considerados uma verdadeira febre entre os adeptos da alimentação natural – isso sem contar o caráter exótico que essa planta concede a um jardim.

O girassol é originário da América do Norte. Acredita-se que os indígenas americanos (há 2.000 anos) já utilizava-o como fonte de alimentação e para a extração do seu poderoso óleo repleto de propriedades medicinais.

Essa espécie também é apreciada pela exuberância dos seus quase 1,7m, pelo aspecto exótico da sua estrutura, flores com grandes dimensões e, obviamente, pela sua, digamos, relação bastante singular com o sol.

Os girassóis hoje em dia gabam-se de gozar do interesse da indústria da genética, que busca cada vez mais desenvolver variedades menores, mais delicadas, e por isso mesmo capazes de serem cultivadas em apartamentos e transportadas como maior facilidade.

As inúmeras técnicas que ensinam como plantar girassol em algodão são exemplos de como a cada dia que passa essa espécie vem caindo no gosto popular, muito por conta do grande interesse pelas suas sementes, que hoje já se sabe serem excelentes fontes de potássio, magnésio, fibras, vitamina E, entre outras substâncias.

Na verdade o que se diz é que, desde os seus frutos (as cipselas secas), que podem ser assados ou consumidos in natura, passando pelas suas pétalas, que podem ser acrescentadas às saladas; a até mesmo os seus botões de flor, excelentes como ingredientes de molhos e cozidos, acredita-se que são infinitas as possibilidades de se utilizar esse vegetal que, atualmente, adquiriu o status de produto natural ecologicamente correto.

Como Germinar o Girassol no Algodão?

Como dissemos, as técnicas que ensinam como plantar girassol no algodão apenas apontam uma forma de fazer com que ele germine de forma mais rápida do que ocorreria na terra.

No entanto, quando essa germinação acontece, inevitavelmente ele deverá ser introduzido no solo, para que adquira os nutrientes necessários e desenvolva-se a contento.

Existe um passo a passo que tornou-se bastante popular entre os cultivadores dessa espécie. E ele exige, por exemplo, que se utilize 1 semente de girassol, uma maço de algodão (que caiba, por exemplo, num copo de 150ml) e água para umedecer esse algodão.

A partir daí, você terá que manter o tufo de algodão bastante úmido (não encharcado), colocá-lo naquele copinho de 150ml e no centro dele a semente de girassol – em um lugar seco, arejado, com incidência de luz artificial (não solar), até que esteja apta a ser transferida para o solo.

A semente poderá ser cultivada em no máximo 1 semana. E aí então é só iniciar o processo, que poderá ser em jardins, vasos de plantas, canteiros, quintais, entre outros locais com incidência adequada de sol e com um solo rico em matéria orgânica.

Como Plantar Girassol?

Não há nenhuma dificuldade para saber como plantar girassol após germiná-lo no algodão. O processo só dependerá do preparo da terra e da sua manutenção posterior.

Em primeiro lugar, será preciso adequar o cultivo do girassol às dimensões do espaço que possui em casa. Existem espécies que crescem mais e outras menos. E isso deverá ser levado em consideração na hora da escolha das sementes.

Logo após, segue com o preparo do solo. Ele deverá ser adubado de forma que apresente boa quantidade de matéria orgânica. Mas é preciso ter em mente, também, que o girassol não tolera um solo excessivamente úmido, portanto, a drenagem será um fator essencial para o êxito do processo.

Por fim, você deverá garantir que a planta tenha contato com o clima ideal para o seu desenvolvimento. Essa espécie não tolera bem temperaturas acima de 40°C ; da mesma forma que temperaturas abaixo de 11°C podem comprometer, sensivelmente, o seu desenvolvimento.

A forma de plantio é das mais simples e triviais! Uma série de buracos deverão ser feitos com tamanho suficiente para conter uma semente por vez.

Os exemplares devem ser ali acondicionados e tapados levemente com a terra, e logo após regados com cuidado.

Durante 15 dias, a semente do girassol estará se desenvolvendo sob o solo. Ela receberá os nutrientes necessários para crescer forte e saudável. E durante esse período, a rega deverá ser diária e bastante cuidadosa.

A partir do momento que a plantinha começar a “dar o ar de sua graça”, você poderá diminuir a rega para duas ou 3 vezes por semana – a depender, obviamente, de uma série de condições típicas da região do plantio.

Agora você já sabe como plantar girassol no algodão e já teve o prazer de vê-lo germinar dia após dia. Ele também já foi devidamente plantado no solo, regado e cresceu satisfatoriamente. Chegou a vez, então, de protegê-lo do ataque de algumas das suas pragas mais comuns.

Os pássaros e os pequenos roedores podem ser barrados por meio de telas em volta da plantação, enquanto algumas variedades de lagartas-do-girassol, larvas-de-besouro, lagartas-desfolhadeiras, percevejo-castanho, formigas, gafanhotos, entre outras espécies, só poderão ser combatidas através de métodos específicos.

Colhendo Girassol
Colhendo Girassol

Por fim, a colheita! Ela se dará de acordo com a variedade escolhida, região do plantio, métodos de cultura, entre outras condições específicas.

Mas, de um modo geral, os especialistas garantem que entre 2 ou 3 meses já é possível admirar o resultado de tão árduo e dedicado trabalho.

O capitulo ou pseudanto – a inflorescência que abriga as flores de girassol – geralmente é colhido quando já está maduro (com um aspecto entre o castanho e o castanho-claro).

É importante também atentar para o período certo da colheita, pois é muito comum que diversas pragas aproveitem-se justamente desse período para atacar a planta, que torna-se, para elas, bem mais atraente.

A partir de então, fica por sua conta a escolha de como utilizá-la. Se optará pela sua acomodação em vasos, canteiros, quintais, entre outras formas de aproveitar-se da experiência de ter em casa uma das espécies mais exóticas, singulares e cercadas pelos mais diversos tipos de lendas entre todas as que nos oferecem a sua exuberância na natureza.

Gostou desse artigo? Deixe a resposta em forma de um comentário. E aguardem as próximas publicações do blog.

Veja também

Mangostão, Benefícios e Malefícios Da Fruta

A fruta Mangostão já mencionada nos posts deste site, é proveniente de uma planta exótica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *