Home / Natureza / Como é Formada a Superfície da Terra? O Que É?

Como é Formada a Superfície da Terra? O Que É?

A água cobre a maior parte da superfície da Terra (70%)  e os 30% restantes são ocupados pelas sete massas continentais. No entanto, debaixo da água que enche os oceanos, e da sujeira e das plantas que cobrem os continentes, a camada superficial da Terra é feita de rocha. Essa camada externa formou uma crosta dura e rochosa quando a lava na superfície esfriou 4,5 bilhões de anos atrás.

Planeta Terra
Planeta Terra

A crosta é quebrada em muitas placas grandes que se movem lentamente uma em relação à outra. As cadeias de montanhas se formam quando duas placas colidem e suas bordas são forçadas para cima. Além disso, muitas outras características da superfície são o resultado das placas móveis . As placas se movem cerca de uma polegada por ano, então  os continentes e os oceanos estavam em posições diferentes há milhões de anos passados, neste período  a maior parte da terra estava conectada e, com o tempo, se separou em sete continentes.

A Crosta Terrestre

A camada rochosa sob o solo da Terra é chamada de crosta. Isso compreende os continentes e bacias oceânicas. A crosta tem uma espessura variável, sendo de 35 a 70 km de espessura nos continentes e de 5 a 10 km de espessura nas bacias oceânicas. A crosta é composta principalmente de alumino-silicatos. Toda a crosta ocupa apenas 1% do volume da Terra. A temperatura da crosta aumenta à medida que você vai mais fundo na Terra. Começa bem, mas pode chegar a 400 graus Celsius no limite entre a crosta e o manto.

O Manto Terrestre (A Astenosfera)

As placas tectônicas estão realmente flutuando na astenosfera derretida, que é o manto inferior da Terra. Terremotos, vulcões, montanhas e formação de valas oceânicas ocorrem ao longo dos limites das placas. As placas estão em constante movimento. A razão pela qual as placas tectônicas são capazes de se mover é que a litosfera da Terra tem uma força e uma densidade mais altas do que a astenosfera subjacente. Seu movimento é ditado pela dissipação de calor do manto da Terra. Variações de densidade lateral no manto resultam em convecção, que é transferida para o movimento da placa através de alguma combinação de arrasto friccional, sucção para baixo nas zonas de subducção e variações na topografia e densidade da crosta que resultam em diferenças nas forças gravitacionais.

Foto Ilustrativa da Astenosfera
Foto Ilustrativa da Astenosfera

A superfície da Terra pode parecer fixa e permanente para nós, mas sob nossos pés há movimentos e mudanças constantes que podemos não notar até que ocorra um terremoto ou uma erupção vulcânica.

Como Se Formam os Planetas

Embora os planetas envolvam estrelas na galáxia, como elas se formam permanece um assunto de debate. Apesar da riqueza de mundos em nosso próprio sistema solar, os cientistas ainda não sabem ao certo como os planetas são construídos. Atualmente, duas teorias estão disputando a opinião da comunidade científica.

A primeira e mais amplamente aceita teoria, é a do acréscimo central, esta teoria funciona bem com a formação de planetas menores como a Terra, mas tem problemas com planetas gigantes. O segundo, o método de instabilidade do disco, pode ser responsável pela criação desses planetas gigantes. Os cientistas continuam estudando planetas dentro e fora do sistema solar, em um esforço para entender melhor qual desses métodos é mais preciso.

Aproximadamente 4,6 bilhões de anos atrás, o sistema solar era uma nuvem de poeira e gás conhecida como nebulosa solar. A gravidade colapsou o material sobre si mesmo quando começou a girar, formando o sol no centro da nebulosa.

Com o nascer do sol, o material restante começou a se acumular . Pequenas partículas se uniram, ligadas pela força da gravidade, em partículas maiores. O vento solar varreu elementos mais leves, como hidrogênio e hélio, das regiões mais próximas, deixando apenas materiais pesados ​​e rochosos para criar planetas menores, como a Terra. Mais longe, porém, os ventos solares tiveram menos impacto sobre elementos mais leves, permitindo que se fundissem em gigantes gasosos. Dessa maneira, asteroides , cometas  e luas foram criados.

Como a Terra Foi Formada

O núcleo rochoso da Terra se formou primeiro, com elementos pesados ​​colidindo e se unindo. Material denso afundou no centro, enquanto o material mais leve criou a crosta. O campo magnético do planeta provavelmente se formou nessa época. A gravidade capturou alguns dos gases que compunham a atmosfera primitiva do planeta.

No início de sua evolução, a Terra sofreu o impacto de um grande corpo que catapultou pedaços do manto do jovem planeta para o espaço. A gravidade fez com que muitas dessas peças se unissem e formassem a lua, que começou a orbitar em torno de seu criador.

Embora a população de cometas e asteroides que passam pelo sistema solar interno seja escassa hoje, eles eram mais abundantes quando os planetas e o sol eram jovens. As colisões desses corpos gelados provavelmente depositaram grande parte da água da Terra em sua superfície. Como o planeta está na zona dos Cachinhos Dourados, a região onde a água líquida não congela nem evapora, mas pode permanecer como um líquido, a água permaneceu na superfície, o que muitos cientistas acham que desempenha um papel fundamental no desenvolvimento da vida .

Como é Formada a Superfície da Terra? O Que É?

A Terra, nossa casa, é o terceiro planeta do sol. É o único planeta conhecido por ter uma atmosfera contendo oxigênio livre, oceanos de água em sua superfície e, é claro, vida.

A Terra tem um diâmetro de aproximadamente 13.000 quilômetros e é redonda porque a gravidade puxa a matéria para dentro de uma bola. Mas, não é perfeitamente redondo. A Terra é realmente um “esferoide oblato”, porque sua rotação faz com que seja esmagada em seus pólos e inchada no equador.

Superfície da Terra
Superfície da Terra

Acima do manto superaquecido, a Terra tem dois tipos de crosta . A terra seca dos continentes consiste principalmente de granito e outros minerais leves de silicato, enquanto o fundo do oceano é constituído principalmente por uma rocha vulcânica escura e densa chamada basalto.

O oxigênio  é o elemento mais abundante na superfície terrestre, compondo aproximadamente 47% do peso de todas os elementos. O segundo elemento mais abundante é o silício (27 %), seguido pelo alumínio ( 8 %); ferro (5 %); cálcio (4 %), sódio, potássio e magnésio  cerca de 2 por cento cada.

A Terra é o único planeta no universo conhecido por possuir vida. O planeta possui vários milhões de espécies de vida, vivendo em habitats que variam do fundo do oceano mais profundo a alguns quilômetros na atmosfera. E os cientistas pensam que ainda há mais espécies a serem descobertas

Veja também

Uso de Drogas

Quanto Tempo Demora Para Limpar o Sangue das Drogas?

Quando se fala em drogas, logo pensamos nas drogas ilícitas que são fabricadas, vendidas e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *