Home / Natureza / Características da Atmosfera: Resumo e Temperatura

Características da Atmosfera: Resumo e Temperatura

A atmosfera é um conjunto de elementos bem mais amplo do que imaginamos. Vai além, por exemplo, de ser apenas o limite entre o céu da Terra e o “espaço”, digamos assim. Fator essencial para a vida em nosso planeta, a atmosfera é um lugar bem interessante de ser observado e estudado.

E, é por isso que vamos esmiuçar tudo o que for possível a respeito desse assunto a seguir.

O Que é a Atmosfera, Afinal?

Chamamos de atmosfera a camada gasosa que envolve o nosso planeta. Por sinal, não somente a Terra tem o “privilégio” de possuir uma, como todos os outros planetas do sistema solar também. É justamente através delas que podemos dizer que um ser humano, por exemplo, não sobreviveria em Saturno ou Marte, simplesmente porque as atmosferas desses lugares são completamente inóspitas para a vida exista nesses planetas (pelo menos, a vida como conhecemos na Terra).

Os gases que compõem a nossa atmosfera, e que são responsáveis diretos pela nossa existência, são o hidrogênio, o gás carbônico, e, principalmente, o oxigênio. Formada por camadas, ela funciona como uma espécie de “capa protetora” contra os raios ultravioletas do sol, bastante nocivos a nós, seres humanos, e, ainda por cima, desempenha outro papel primordial: mantém a temperatura média da Terra, evitando que hajam grandes diferenças nas temperaturas dos dias e das noites.

Quem estuda climatologia, afirma que o limite da atmosfera terrestre é de cerca de 100 quilômetros. No entanto, devido à força atuante da gravidade sobre os gases que fazem parte dela, ela pode chegar a inacreditáveis 10 mil quilômetros, o que significa que ela pode, facilmente, alcançar o espaço sideral.

Composição por Gases

Nossa atmosfera é feita de gases, alguns em maior, outros, em menor escala. Graças à atuante ação da gravidade, esses gases não se dissipam, pois, caso contrário, eles simplesmente “iriam para o espaço”. Quer saber quais são os que compõem a atmosfera terrestre?

Nitrogênio – Este aqui representa cerca de 78% do volume total da nossa atmosfera. Ele absorve poucas quantidades de calor provenientes do sol, e mesmo que esteja em maior quantidade, não representa, de fato, muita importância como um todo.

Ciclo do Nitrogênio
Ciclo do Nitrogênio

Oxigênio – Simplesmente o gás que respiramos, e que é tão essencial à vida na Terra, principalmente para nós, seres humanos. Representa aproximadamente 21% do volume atmosférico total. É o oxigênio também que possibilita a formação do gás ozônio, a famosa camada que nos protege das radiações solares, e que evita desastres ambientais através do efeito estufa.

Oxigênio: O Ar que Respiramos
Oxigênio: O Ar que Respiramos

Argônio – Formando cerca de 0,93% do volume atmosférico, o argônio é considerado por estudiosos como um “gás inerte”. Isso porque ele simplesmente não reage com outros gases presentes na atmosfera terrestre. E, é justamente por conta disso que ele pode ser encontrado em sua forma pura, digamos assim.

Argônio
Argônio

Gás Carbônico – Este gás aqui, que também tem importância na vida da Terra, em especial, no que se refere ao reino vegetal, representa, aproximadamente, 0,039% do volume atmosférico. Ele, por sinal, é encontrado na atmosfera graças ao processo de respiração dos seres vivos, ao mesmo tempo em que ele também pode ser proveniente dos processos de combustão.

Ciclo do Gás Carbônico
Ciclo do Gás Carbônico

Outros Gases – Além de todos esses gases citados até aqui, existem outros em quantidade ínfima na atmosfera, como neônio, metano, hélio, etc.

Gás Hélio - Famoso Por Encher Balões Para Festas e Eventos
Gás Hélio – Famoso Por Encher Balões Para Festas e Eventos

Utilidade Prática

A principal serventia da atmosfera terrestre é possibilitar o que chamamos de efeito estufa, onde, sem ele, não haveria vida em nosso planeta. Na prática, essa camada impede que o calor proveniente do sol retorne ao espaço rapidamente. Isso evita que tenhamos grandes amplitudes térmicas entre os períodos do dia e da noite. Assim, a Terra fica numa espécie de temperatura média, o que possibilita o surgimento e a manutenção da vida.

Além disso, a nossa atmosfera também possui outras funções importantes, como servir de “filtro”, impedindo que raios ultravioleta cheguem à superfície de nosso planeta. Isso evita, sem dúvida, que a Terra seja extremamente quente, como ocorre em outros planetas, como Mercúrio, por exemplo. E, isso sem contar que ela também impede que meteoritos ou fragmentos rochosos que orbitam no espaço cheguem ao nosso planeta, pois esse material se fragmenta ao entrar em contato com uma das camadas atmosféricas.

Camadas Atmosféricas

Interessante notar que a nossa atmosfera é dividida seguindo um critério bem específico: o da temperatura. Claro, não existe, necessariamente, um limite físico entre uma camada e outra, já que a atmosfera não é um meio sólido, mas gasoso.

A seguir, mostraremos camada por camada.

Troposfera – Essa é a mais importante camada para os seres vivos de nosso planeta, já que é através dela que respiramos. Sendo a camada mais próxima da superfície terrestre, ela chega a uma altura de aproximadamente 17 quilômetros, e é nela que ocorrem a maioria dos fenômenos climáticos, como chuva, granizo e nevoeiro. Quanto maior a altitude na troposfera, menor a temperatura.

A Troposfera é a Camada da Atmosfera em Que Vivemos
A Troposfera é a Camada da Atmosfera em Que Vivemos

Estratosfera – É nessa área que circulam os aviões de carga e passageiros, por exemplo. É nela também que se localiza a camada de ozônio, havendo um gradativo aumento de temperatura, com pouca concentração de vapor d’água e com o ar se movimentando de maneira horizontal.

Estratosfera é a Camada Onde Circulam os Aviões
Estratosfera é a Camada Onde Circulam os Aviões

Mesosfera – Aqui temos a camada mais fria da atmosfera, com temperaturas podendo chegar a – 90° C, e onde o ar é rarefeito. Essa baixa temperatura se dá em decorrência da baixa concentração de moléculas, e também pela redução de calor devido à ação da camada de ozônio. É nessa camada também que há a fragmentação de meteoritos por causa da combustão.

Mesosfera é a Camada Mais Fria da Atmosfera
Mesosfera é a Camada Mais Fria da Atmosfera

Termosfera – Também conhecida como ionosfera, essa parte da atmosfera apresenta temperaturas altíssimas, podendo chegar a 1500° C à medida que a altitude aumenta. É nessa camada, inclusive, que se observa um fenômeno conhecido como aurora polar ou aurora boreal. É também nesse ambiente que orbitam os ônibus espaciais.

Termosfera é a Camada Que Apresenta Temperaturas Altíssimas
Termosfera é a Camada Que Apresenta Temperaturas Altíssimas

Exosfera – A última camada atmosférica representa o limite com o espaço sideral. O ar é rarefeito e é constituído basicamente de hélio e hidrogênio. Com temperaturas que podem atingir 1000° C, essa, junto com a Termosfera, é o motivo pelo qual as espaçonaves precisam ser construídas com material de muita resistência a altas temperaturas.

Exosfera é a Camada Superior da Atmosfera
Exosfera é a Camada Superior da Atmosfera

Gostou das informações?

Agora, cabe a nós preservarmos a atmosfera, que é onde está a camada de ozônio, tão importante para os seres vivos que residem aqui, incluindo a nós, evidentemente.

E, o que fazer? Evitar queimadas e a emissão de gases poluentes já seria de bom tamanho. Cabe, então, a cada um fazer a sua parte.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *