Home / Natureza / Bromélia Neoregelia: Fotos, Tipos e Classificações Inferiores

Bromélia Neoregelia: Fotos, Tipos e Classificações Inferiores

“Subete no Hito no Kokoro ni Hana wo”

A filosofia budista, extensamente difundida no Oriente, abriga estas e muitas outras expressões, cuja tradução ficará por conta da curiosidade dos caros leitores, que remetem ao elo necessário entre o homem e as flores.

Não à arranjos requintados, mas na simplicidade, providas de conexão e devoção. Neste post vamos conhecer melhor a bromélia Neuregelia, uma espécie nativa que encanta pela beleza e simplicidade de suas formas.

Apresentação

A família bromeliáceae, dependendo de suas características botânicas,  existem divididas em mais de 60 gêneros e 3.000 espécies pesquisadas, mais da metade  nativa do Brasil.

Ocorrem nas Amérias do Norte, Central e do Sul.

No Brasil ocorre em todos os ecosistemas, estima-se que existam mais de 1.200 espécies e mais de 40 gêneros.

A maioria das bromélias brasileiras são encontradas na Mata Atlântica, ex: Neuregelia mucugensis Leme.

Alguns exemplares híbridos, frutos de cruzamentos de espécies in vitro, demandam estudos , ex: Neuregelia eleutheropetala.

São em geral de pequeno porte e com pouca raiz.

Tem como característica mais constante seu formato de  cálice, com uma roseta central aberta e o crescimentos de folhas rijas, ex: Neuregelia fireball, lanceoladas, ex: Neuregelia wilsoniana,  de várias espessuras,  formando uma espiral em torno da roseta, ex: Neuregelia mooreana, serrilhadas nas bordas, ex: Neoregelia pineliana, ou lisas, com nervuras simétricas e fibrosas.

Rizoma curto (acaule) possibilitando brotação lateral.

Qaunto ao seu ambiente natural, podem ser encontradas fixadas diretamente no solo, ex: Neuregelia pauciflora, rupículas, pois também crescem em terrenos pedregosos, ex: Neuregelia cruenta, em muros e até em fiação elétrica, embora na natureza a maioria sejam epífitas pois são encontradas fixadas em arvores, ex: Neuregelia ampullacea.

Além de serem muito resistentes, suas cores vistosas e sedutoras as fazem muito requisitadas para jardinagem e ornamentação .

Bromélias Neuregelias

Popularmante conhecida como ninho-de-passarinho, as Neuregelias se apoiam em plantas de outras  espécies vegetais garantindo as porções necessárias de nutrientes, ventilação e luminosidade necessárias ao seu desenvolvimento (forofito).

Apesar dessas  interdependência de outras plantas, denominada em Biologia como epífita, as Neuregelias não são consideradas parasitas, uma vez que não usurpam os ingredientes da vegetação anfitriã .

Ao contrário seu rizoma tem a função de fornecer  nutrientes necessários para sua anfitriã.

Bromélias Neuregelias
Bromélias Neuregelias

Em virtude da disposição sobreposta das folhas no meio da roseta, as Neuregelias retém muita água, ex: Neuregelia compacta.

Embora na natureza esta característica não represente risco, em domicílio, recomenda-se cautela e controle frequentes, a fim de evitar doenças sazonais.

Iluminação

O aspecto ornamental das folhas, ex: Neuregelia johanis, por ocasiao da inflorescência (reunião de vária flores), justificam a grande procura das Neuregelias por parte de decoradores de ambiente.

Fundamental para o desenvolvimento e aspecto das  Neuregelias é a iluminação adequada.

Recomenda-se que as plantas estejam sob a exposição direta do sol, ex: Neuregelia Fairy Queen, nas horas mais frias da manhã e da tarde e nos horários com temperaturas mais elevadas que estas estejam sob a sombra, ex: Neuregelia ‘Leprechaun’

Processos químicos em seu metabolismo,  durante a floração, sobrepõe tons avermelhados às cores de suas rígidas e brilhantes folhas,  normalmente pequenas, ex: Neuregelia olens ‘vulcan’,  de coloração branca, ex: Neuregelia burle-marxii, rosadas, ex: Neuregelia Fairy Dust, púrpura ou azuladas, ex: Neuregelia princeps, tornando-as belíssimas e muito atraentes.

Este processo e sua exuberância dependem diretamente da oferta de luminosidade adequada para ocorrer (Neuregelia chlorosticta).

Com pouca oferta de luz apresentam folhas escuras e estioladas, exceção para a Neuregelia Marmorata.

Com luz demais suas folhas amarelam, apresentam manchas e aspecto ressecado como se estivessem esturricadas, exceção para a Neuregelia carcharodon ‘Tiger’.

Reprodução

Após gerar brotos as Neuregelias encerram seu ciclo de vida, fornecendo apenas uma florada em  fase adulta, são portanto monocárpicas.

Logo após a inflorescência e posterior floração as folhas tomam um aspecto com aparentes listras e manchas, ex: Neuregelia Kautskyi e surgem estolhos em suas bordas, donde surgirão brotos.

Os brotos devem ser retirados cuidadosamente da planta-mãe quando atingirem pelo menos  8 cm.

Após a retirada da planta-mãe, essas jovens Neuregelias podem ser fixadas em troncos, ex: Neuregelia Lilliputiana, diretamente no solo ou em vasos, nunca muito grande.

O corte do rizoma e bulbos também fornece possibilidade de se reproduzir as Neuregelias maiores, desde incluam as compensações ( raízes) , ex: Neuregelia fosteriana.

O Plantio

Neuregelias devem ser plantadas sobre substratos com partes iguais de areia grossa, ex: Neuregelia tigrina, ou pedrinhas, musgo ressecado, xaxim, cascas de pínus ou outros subtratos com características de possibilitarem rápida drenagem , ex: Neuregelia pendula , e no entanto, permanecerem úmidos, sem excessos, a maior parte do tempo.

Não há necessidade de que estes substratos sejam ricos em nutrientes, entretanto,  é fundamental que estejam bem limpos,  a fim de não comprometerem o desenvolvimento da Neuregelia.

Cuidados

Não apodreça suas Neuregelias!!!, mantenha os seguintes cuidados:

Mantenha-as  em local bem arejado.

Regue  com moderação suas “folhas”, porém, nunca sob a luz direta do sol.

Mantenha seus vasos internos com “pouca” água, ex: Neuregelia carolinae ‘tricolor’.

Providencie que suas raízes permaneçam apenas “úmidas”, nunca encharcadas, ex: Neuregelia concentrica.

O pratinho embaixo de seus vasos tem de permanecer “seco”.

A plantar suas Neuregelias mantenha suas folhas acima do solo, portanto não enterre demais as raízes.

Pra não prejudicar o surgimento de novas raízes, fixe pontos de apoio para que a Neuregelia não fique “balançando”.

As Neuregelias só devem ser adubadas, entre agosto e abril (meses quente), com muita moderação e cuidados, pois absorvem nutrientes com muita facilidade e podem apodrecer, ex: Neuregelia punctatissima.

O adubo utilizado não deve conter nem boro (queima sua Neuregelia), nem fósforo e nem cobre (matam sua Neuregelia).

Embora as Neuregelias possam ser chamada de “casca grossa”, em virtude de sua vitalidade e resistência, ao cultiva-las é  preciso ficar de “olho vivo” quanto ao surgimento de doenças (fungos e bactérias), além das malditas pragas (lesmas, lagartas, insetos e etc).

Nunca utilize fungicidas e inseticidas na Neuregelia.

Em caso de infestação, a recomendação é tirar os bichinhos de forma manual , pode-se também utilizar uma esponja ou escova de dente embebida com sabão de coco ou fumo diluído em água, removendo as praguinhas.

Em boas condições e cuidados especiais espera-se que as novas Neuregelias atinjam a floração após um ano ou no máximo um ano e meio de replantio.

Boa safra!!!

By  [email protected]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também

Nectarina Rosalina: Características, Nome Cientifico, Mudas e Fotos

O que é Nectarina? As Nectarinas cujo nome científico é Pronus persica nurcipersica pertence à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *