Home / Natureza / Bambu Guadua: Características, Como Cultivar e Fotos

Bambu Guadua: Características, Como Cultivar e Fotos

O bambu Guadua, de nome científico Guadua angustifolia, é uma espécie de bambu comum no Brasil, assim como em toda a América do Sul.

Inclusive, o bambu guadua é conhecido por ser uma espécie de bambu gigante no Ocidente, pois ele configura a maior espécie de bambu neotropical, isto é, ele é o maior tipo de bambu que existe na América Latina.

No entanto, sua principal características não se asbtem apenas ao seu tamanho, mas também à sua resistência, e por consequência, ao seu uso variado, sendo matéria-prima número um em construção civil de vários povos sulamericanos, onde casas e inúmeros móveis são construídos a partir de sua madeira, não obstante o uso na construção de barcos e ele também marca presença em fábricas de produção de papel.

Assim como outras espécies de bambu, o bambu guada possui um crescimento médio que varia de 20 centímetros a 25 centímetros de crescimento durante 24 horas, mas a diferença principal está no fato de que o bambu guada é o tipo de bambu que mais cresce, podendo alcançar mais de 30 metros de altura.

Principais Características do Bambu Guadua

O bambu Guadua é caracterizado por sua resistência e tamanho, onde a sua circunferência pode variar entre 8 e 13 centímetros, e sua altura normal é de 30 metros ou um pouco mais que isso, no entanto, é possível observar exemplares menores, com 20 metros ou até mesmo com 15 metros.

A resistência do bambu guadua o caracterizada como uma madeira ideal para inúmeros usos, mas principalmente para construção civil e fabricação de móveis. Os locais onde a cultura de manipular a madeira do bambu guadua é mais evidente se encontra em Países como Equador, Colômbia, Chile e Peru.

Bambu Guadua Características

O bambu guadua é um tipo de bambu que resiste por quase uma vida inteira, pois ele para de produzir novos caules somente quando atinge 30 ou 40 anos de vida, em boas condições de plantio e cuidados.

O bambu guadua está listado entre cerca de outras 40 espécies de bambu do gênero neotropical Guadua, e eles compõe cerca de 34% das Américas, incluindo a Central e a do Norte, além de que no Brasil, o bambu Guadua está focado quase que inteiramente na Floresta Amazônica, mas é possível encontrar o gênero mais para o Sul até o Paraná.

Como Cultivar o Bambu Guadua

Assim como todas as outras espécies de bambu, o bambu Guadua necessita de cuidados específicos para ter um crescimento saudável e uma vida longa.

O solo para o bambu guadua se reproduzir deve ser um solo riquíssimo em nutrientes, com presença de outras plantas para que as mesmas produzam mais nutrientes para o solo.

Ademais, o solo deve ser seco, isto é, não pode ser encharcado, onde exista acúmulo de água, pois isso impede o bambu de crescer, levando até a sua morte, e por isso, quando o bambu começa a tomar forma e crescer, sua raiz se eleva e fica irregular, no intuito de evitar acúmulo de água.

O solo deve ser tratado com substrato de alta absorção, pois haverá a necessidade de que a água da chuva ou a água das regas escoe de forma eficaz, pois é indicado que se regue o bambu até 4 vezes por semana.

Outro cuidado importante na hora de cultivar o bambu guadua, é o local certo para plantar, pois os bambus necessitam de bastante luz solar para crescerem solenemente, caso contrário, podem não atingir a altura desejada ou até mesmo podem não sobreviver.

Nome Científico e Família Guadua

O bambu guadua é um gênero de bambu exclusivo da América do Sul, porém isso não significa que exista apenas uma espécie desse gênero. Confira abaixo todas espécies conhecidas de bambu guadua presente no Continente.

  • Guadua amplexifolia – J. Presl
Guadua Amplexifolia
  • Guadua angustifolia – Kunth
Guadua Angustifolia
  • Guadua calderoniana – Londoño & Judz
Guadua Calderoniana
  • Guadua chacoensis – Londoño & P. M. Peterson
Guadua Chacoensis
  • Guadua chaparensis – Londoño & Zurita
Guadua Chaparensis
  • Guadua ciliata – Londoño & Davidse
Guadua Ciliata
  • Guadua glomerata – Munro
Guadua Glomerata
  • Guadua incana – Londoño
Guadua Incana
  • Guadua latifolia – Kunth
Guadua Latifolia
  • Guadua longifolia – R. W. Pohl
Guadua Longifolia
  • Guadua macclurei – R. W. Pojl & Davidse
Guadua Macclurei
  • Guadua macrospiculata – Londño & L. G. Clark
Guadua Macrospiculata
  • Guadua macrostachya – Rupr
Guadua Macrostachya
  • Guadua maculosa – E. G. Camus
Guadua Maculosa
  • Guadua magna – Londoño & Filg
Guadua Magna
  • Guadua panicuata – Munro
Guadua Panicuata
  • Guadua paraguayana – Döll
Guadua Paraguayana
  • Guadua refracta – Munro
Guadua Refracta
  • Guadua sarcocarpa – Londoño & P. M. Peterson
Guadua Sarcocarpa
  • Guadua superba – Huber
Guadua Superba
  • Guadua tagoara – Kunth
Guadua Tagoara
  • Guadua trinii – Rupr
Guadua Trinii
  • Guardua uncinata – Londoño & L. G. Clark
Guardua Uncinata
  • Guadua velutina – Londoño & L. G. Clark
Guadua Velutina
  • Guadua venezuelae – Munro
Guadua Venezuelae
  • Guadua virgata – Rupr
Guadua Virgata
  • Guadua weberbaueri – Pilg
Guadua Weberbaueri

Todas essas espécies são encontradas, principalmente, na Floresta Amazônica, mas vários exemplares existem em inúmeras regiões do Brasil e de outros Países que dividem a Floresta Amazônica.

Curiosidades e Informações Adicionais Sobre o Bambu Guadua

O bambu guada é o gênero de bambu mais largo e mais resistente que existe nas Américas, o que o torna o expoente na economia de Países que trabalham com sua madeira.

O uso mais comum do bambu nas Américas, é na construção civil, mas não na construção de casas, como a ideia pode soar, mas sim durante o projeto de execução, onde ele funciona como pilar para sustentação e vários outros tipos de usos que dependem de sua resistência.

Além de tudo, muitos móveis e paineis são criados com a madeira do bambu Guadua, que quando tratada, fica com um aspecto liso e brilhante, podendo revestir pisos e tetos.

Ademais, O bambu Guadua também pode ser modelado, tendo uma envergadura alta e ainda assim oferece extrema resistência.

A colômbia é um dos Países que mais trabalha com o bambu Guadua, e em todos os projetos de construção de residências, comércios e prédios, o bambu guadua é a principal fonte para criar pilares de sustenção, além de fazer parte na conexão de vários tubos, substituindo até madeiras mais pesadas e facilitando a construção.

A espécie Guadua angustifolia, que é a mais comum e a descrita nesse artigo, foi descoberta por Kunth, um botânico Alemão, e em 1822, Kunth disse que a espécie era uma espécie segredada do Oriente. Ele disse isso pelo fato dos melhores e maiores bambus que existem no mundo estarem presentes na China.

Ele deu o nome de Guada pelo fato desse ser o nome nativo dado pelos povos da Colômbia e Equador, que também chamavam o bambu de “ferro vegetal”.

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *