Home / Animais / Tudo Sobre O Tucano – Características, Nome Científico E Fotos!

Tudo Sobre O Tucano – Características, Nome Científico E Fotos!

Ainda que você não conheça profundamente os tucanos, ou mesmo saiba como eles se comportam, com certeza já viu fotografias desse animal, e sabe que se trata de uma das aves mais bonitas da fauna mundial.

Reconhecido pelo seu bico de grandes proporções, os tucanos são animais imponentes e belíssimos, compostos por cores fortes e um aspecto muito agradável. Mas muito mais do que isso, são aves muito importantes para o equilíbrio ambiental!

No total existem mais de 30 diferentes espécies na família Ramphastidae, onde estão classificadas essas aves. Elas se parecem fisicamente, mas podem variar um pouco em seus hábitos e comportamentos.

Um de seus papeis mais importantes está no espalhamento das sementes de diferentes árvores, o que contribui diretamente para o reflorestamento e a manutenção de diversas espécies.

Mas, as curiosidades a respeito dos tucanos vão um pouco além. Estamos falando de aves que também são vítimas do tráfico e da caça de animais silvestres, e conhecer um pouco a respeito delas é importantíssimo para que possamos preservar e valorizar esses animais de maneira adequada.

Características Do Tucano – Para Que Esse Bico Tão Grande?

O bico achatado e muito longo é a característica mais marcante desse animal. Ele possui uma coloração alaranjada muito forte e viva, que se destaca em relação a plumagem preta e branca que compõe o restante do corpo da ave.

Muitas pessoas ficam em dúvida sobre como o tucano aguenta aquele bico daquele tamanho. A aparência realmente dá a impressão de que aquilo pesa muito, mas na verdade não é assim.

A estrutura do bico é bem leve, o que permite que o animal viva confortavelmente com ele. E você com certeza nunca viu um tucano tombar para a frente por conta do peso. Muito pelo contrário: eles conseguem voar tranquilamente mesmo com aquele bicão.

Na verdade, segundo informações disponibilizadas por profissionais, o bico pesa bem pouco, e representa apenas 1/20 do peso total da ave. Então, realmente a sensação de que pesa muito é apenas uma impressão que nós temos!

Tucano
Características físicas e beleza de um Tucano.

O bico é parte essencial na vida das aves. Não é diferente quando estamos falando do imponente tucano.
Durante muito tempo o bico foi motivo de estudo e questionamentos para os pesquisadores. Sabendo que a natureza não dá “ponto sem nó”, muitos biólogos e estudiosos se perguntavam por que o bico do tucano é tão anormalmente grande.

Não há nada relacionado aos hábitos alimentares desse animal que realmente demande isso.
Existem diferentes pesquisas e impressões a respeito disso. Alguns pesquisadores acreditam que o bico tem um importante papel na escolha de parceiros. Já outros afirmam que o bico consegue regular a temperatura do corpo do Tucano, agindo como um termômetro.

Isso porque o bico é composto por uma série de vasos sanguíneos. Com o aumento ou a diminuição da circulação sanguínea por essa região, o corpo do Tucano se aquece em dias frios e se resfria em dias quentes.

A composição do bico não é extremamente rígida, por isso o tucano não consegue usar essa parte do corpo para brigas, por exemplo. Mas, é através do bico que ele vai ajudar a disseminar as sementes.

Comportamento: Migra Ou Não Migra?

Imagine só que incrível chegar a uma ilha desconhecida, um local belíssimo, rodeado de verde e espécies raras ou até então nunca identificadas, e avistar ao longe um belíssimo tucano.

Foi justamente isso que aconteceu com as embarcações portuguesas que aportaram no Brasil no início das expedições. Ao menos é o que dizem alguns livros de história, que relatam que os tucanos foram as primeiras aves avistadas pelos europeus no período do descobrimento.

Os tucanos não são aves migratórias. Eles têm preferência por regiões tropicais, onde a temperatura se mantém amena durante todo o ano. Com isso, não há necessidade de os tucanos partirem em migração para outras regiões.

Além da preferência pelas regiões quentes e de tempo firme, os tucanos também não são exímios voadores. Eles se locomovem grande parte do tempo dando pequenos pulinhos de um local para o outro.

Eventualmente podem voar, mas por pequenas distâncias, e preferem fazer isso quando conseguem avistar logo um local para pouso – por exemplo, partindo de uma árvore para a outra. Um tucano jamais enfrentaria uma viagem muito extensa de voo.

• Regiões:

Essa ave vive especialmente nas regiões tropicais, portanto América do Sul e América Central são seus locais mais comuns. No Brasil estão concentrados em regiões como Mata Atlântica e Pantanal. Também podem ser encontrados em praticamente todo o México.

Do Que Se Alimentam Os Tucanos?

Os tucanos são essencialmente vegetarianos, e na maioria das vezes consomem apenas frutas. Mas, em alguns casos eles podem consumir alguns pequenos animais – embora isso seja mais comum quando ocorre alguma escassez de frutas.

Nesse caso, obviamente a escolha é por animais pequenos, já que o tucano não tem grandes habilidades enquanto caçador. Eles podem comer, por exemplo, insetos, cobras, rãs e lagartos.

Também pode acontecer de um tucano invadir o ninho de outros pássaros para consumir os seus ovos – desde que os ovos sejam pequenos e caibam na sua boca.

O bico do tucano é muito eficiente na hora de quebrar cascas 0 de ovos ou de frutas – mas não é exatamente eficiente para caçadas, já que seu formato dificulta um pouco que o tucano consiga inserir o bico em alguns espaços.

A proteína é importante para esse animal. Então, quando não está comendo pequenos animais, o tucano insere em sua dieta o consumo de insetos como larvas e formigas.

Um dos cuidados que se deve ter com tucanos é o de oferecer apenas frutas que tenham um processo digestivo mais simples. Isso porque é comum que ele se alimente e defeque dentro de pouco tempo.

Tucano silvestre se alimentando
Tucano silvestre se alimentando

Na natureza os tucanos tendem a evitar as frutas ácidas e cítricas, e dão preferência para aquelas de sabor mais doce e leve, tais como:

• Maçã;

• Melão;

• Pêssego;

• Banana;

• Pêra;

• Manga;

• Kiwi;

• Papaia;

• Morango.

As verduras também podem compor a dieta dessa ave. Nesse caso é comum que os tucanos comam pepino, tomate, chuchu e cenoura.

• Alimentação Em cativeiro:

Naturalmente a alimentação é diferente quando o animal está na natureza, em seu habitat, e quando está em cativeiro. No entanto, os tratadores devem tentar se aproximar ao máximo do que seria a alimentação natural.

O indicado é que se crie um cardápio composto 60% por frutas picadas ou cortadas, e complementar o restante com alimentos variados que sejam importantes de acordo com o estado de saúde de cada animal.

O Tucano Não Come Muito, E Não Precisa De Alimento Disponível Em Tempo Integral!

Uma das características dessa ave é que os tucanos costumam comer bem pouco. Por isso, não há necessidade em manter o animal em cativeiro com uma grande quantidade de alimentos.

Eles costumam ser alimentados duas vezes ao dia. A água deve estar disponível em tempo integral, sim – embora eles também não sejam muito sedentos.

O mais comum é que se hidratem através do líquido obtido nas frutas que comem. Novamente vemos a importância de manter uma dieta rica em frutas para que o animal se mantenha saudável e equilibrado.

• Sistema digestivo:

Aves possuem um sistema digestivo bem particular. No caso do tucano, um dos pontos mais importantes de saber é que o estômago é bem pequeno. Esse é o motivo pelo qual eles não comem muito, e porque rapidamente evacuam após a alimentação.

Outra peculiaridade é que eles não digerem as sementes. A melhor coisa a fazer com tucanos em cativeiro é removê-las. Na natureza os animais costumam fazer isso por conta própria.

É nessa atividade que os tucanos são apontados como os mais importantes cultivadores da flora nacional. Cada vez que dispensam as sementes no solo, eles geram uma nova possibilidade de crescimento de uma árvore, contribuindo com o reflorestamento.

• Excesso de ferro:

Um dos problemas de saúde que mais acomete tucanos é o excesso de ferro no fígado. Assim sendo, a sua alimentação tende a não priorizar esse elemento. Ter todo o cuidado com a alimentação é uma das coisas mais importantes para que o tucano seja muito saudável, seja na natureza ou em cativeiro.

Tucano Em Cativeiro E Ameaça De Extinção

Por ser uma ave belíssima, não é de se espantar que os tucanos sofram com a questão da captura ilegal. Infelizmente esse animal é amplamente capturado para ser comercializado enquanto ave doméstica.

Apesar de o tucano-toco, aquele mais conhecido, não ser uma ave em extinção, a sua captura representa um problema para a espécie. Na região amazônica e no pantanal, por exemplo, o tráfico e comércio ilegal de animais silvestres é uma questão a ser analisada com atenção, e o tucano é amplamente atingido por essa prática.

É preciso lembrar que eles são responsáveis por ao menos 80% da disseminação de sementes de algumas árvores nesses locais. Com isso, a captura de tucanos não apensar representa um ato de crueldade com a espécie, mas também compromete a variedade e a manutenção da flora local.

A grande questão é que a captura dos tucanos gera um desequilíbrio geral. Eles disseminam sementes de manduvi (Sterculia apetala). Essa árvore em especial é utilizada pelas araras-azuis como ninho. A diminuição de tucanos diminui as arvores, o que por sua vez compromete a vida de outras espécies.

Tucano sendo mantido em cativeiro
Tucano sendo mantido em cativeiro

• Criação em cativeiro:

A criação em cativeiro demanda de autorizações específicas dos órgãos responsáveis. Para ter um tucano para chamar de seu você deve obter uma licença com o Ibama.

Não se trata de um animal difícil e ser cuidado, mas com certeza demanda alguns cuidados essenciais para o seu bem-estar. A começar, obviamente, pelo espaço em que será mantido.

O tucano é uma ave grande, e por isso precisa de um espaço amplo para viver bem. O processo de aquisição de um tucano também requer cuidados com relação ao criador com quem está adquirindo.

Grandes redes de pet shop podem oferecer ou intermediar a negociação dessa ave. No entanto, o mais importante é sempre verificar se:

1. o criador possui autorização do IBAMA para comércio;

2. as aves são mantidas em boas condições e não são mal tratadas.

O ideal é buscar por pessoas que estejam doando tucanos resgatados de maus-tratos ou perigos. Comprar aves e animais silvestres estimula o comércio ilegal e prejudica diretamente o meio-ambiente.

A gaiola precisa contar com alguns cuidados extras. Você deve inserir poleiros onde a ave possa se movimentar. Portanto, o espaço precisa ter ao menos 2,5 metros.

A temperatura também precisa ser mantida sob controle. Lembre-se que tucanos são nativos e adaptáveis apenas a regiões tropicais. Portanto a temperatura precisa estar em torno dos 30 graus para que o animal se sinta realmente bem.

Convivendo Com Um Tucano Em Cativeiro

A convivência com esse animal não é nada complicada, pois se trata de uma ave com comportamento muito pacífico. Também se trata de um animal muito inteligente, que pode aprender alguns truques com mais facilidade do que um papagaio.

Duas vantagens que você logo perceberá em ter tucanos em detrimento de outras aves silvestres é que ele é mais carinhoso e o seu bico, embora imponente, não é capaz de dar bicadas muito fortes – por isso não causa ferimentos.

Também se trata de um animal mais silencioso. Ele não emite os gritos como as araras, o que facilita a sua criação.

• A asa do tucano:

A amputação da asa para impedir o animal de voar é uma prática comum, porém amplamente criticada. Definitivamente essas não é a melhor estratégia para manter o tucano em cativeiro.

É importante destacar ainda que, além de ser uma prática ilegal e cruel, cortar as asas limitará muito os movimentos do tucano. Esse pássaro não consegue escalar como alguns outros, e somente chega aos locais mais altos através do voo.

• Cuidados médicos:

Na natureza um tucano pode chegar a 20 anos de vida. Em cativeiro ele também pode viver bastante, mas é fundamental ter um veterinário especializado em aves silvestres acompanhando a criação do animal.

Espécies De Tucanos – Conheça As Diferenças Entre Eles

Conhecemos alguns tucanos, já vimos fotos de outros…mas nem todo mundo sabe que existe uma ampla variedade de tucanos. Vamos conhecer alguns dos principais, e entender mais a respeito de cada espécie.

• Tucano-toco (Ramphastos toco):

Esse é o tucano “clássico”. Ele possui um bico longo e alaranjado com uma pequena mancha preta na ponta. A região da garganta é composta por penas brancas enquanto o restante do corpo é completamente reto. O tucano-toco costuma ter olhos azuis.

Esse é o maior de todos os tucanos, e chega a pesar 530 gramas. Também é o que acaba representando a espécie como um todo, afinal, é a ave dessa família cuja figura é mais difundida não somente no Brasil, mas em todo o mundo.

O bico desse tucano chega a medir 22 centímetros na fase adulta. Ele possui um aspecto aerado, o que faz com que seja leve, embora grande e composto por estrutura óssea na parte interna.

Tucano-toco
Tucano-toco

• Tucano-de-bico-vermelho (Ramphastos tucanus):

Ele também é conhecido como tucano-da-garganta-branca. A sua diferença mais aparente com relação ao tucano-toco é o bico de coloração avermelhada. O bico também é bem menor do que o outro.

Ao redor dos olhos ele possui uma pele nua de coloração azulada. O corpo é composto por penas pretas, exceto na garganta, onde elas são brancas. Em algumas aves o bico também pode ser preto ou amarelado, com base colorida de verde e azul.

Ele existe no Brasil e na Bolívia. Pesa mais ou menos 430 gramas, e voa muito pouco, não sustentando mais do que 100 metros por vez.

Tucano-de-bico-vermelho
Tucano-de-bico-vermelho

• Tucano com mandíbula castanha (Ramphastos swainsoni):

Essa ave pode ser encontrada ao leste de Honduras ao norte da Colômbia e ao oeste do Equador. Diferente dos anteriores, a sua garganta possui uma coloração amarelada – por isso o nome faz referência ao castanho.

A pele ao redor dos olhos é verde. A plumagem do corpo é preta, o que gera um grande contraste com o amarelo do peitoral. Seu bico possui duas cores: amarelo e marrom escuro, quase preto.

Ele vive em bandos de 3 a 12 indivíduos e é um animal que também não voa mais do que 100 metros por vez. Machos e fêmeas são muito parecidos à primeira vista, sendo que elas são menores, alcançando cerca de 52 centímetros de comprimento, enquanto os machos chegam a 56.

Tucano com mandíbula castanha
Tucano com mandíbula castanha

• Tucano-de-bico-quilha (Ramphastos sulfuratus):

Um dos tucanos mais bonitos e mais difíceis de se ver. Ele possui pés azuis e um bico muito colorido. Uma de suas características mais importantes são os chamados pés de zigodáctilo. isso significa que possuem dedos que se voltam para diferentes direções. Na verdade, todos os tucanos possuem esse padrão de pés!

Esse fato facilita para o animal empoleirar, e permite que ele se segure com maior firmeza nos galhos das árvores. É uma das espécies mais sociáveis. Eles vivem em bandos e compartilham até mesmo o ambiente para dormir – geralmente se agrupam em buracos nas árvores.

Para economizar espaço, esse tucano dobra a sua cauda e junta o bico ao corpo, diminuindo consideravelmente o seu tamanho no momento do sono. Ele pode ser encontrado do México à Venezuela e Colômbia.

Tucano-de-bico-quilha
Tucano-de-bico-quilha

• Araçari-miudinho (Pteroglossus viridis):

Enquanto o tucano-toco é o maior da espécie, na família dos Ramphastidae o araçari-miudinho é o menor de todos. Ele mede pouco mais de 30 centímetros. É um pássaro muito bonito, de coloração esverdeada, mas cujo bico pode obter diferentes cores.

Machos e fêmeas dessa espécie possuem coloração diferente na cabeça, sendo preta para eles e castanha para elas. Já o bico e ambos é composto por amarelo, vermelho e preto.

Araçari-miudinho
Araçari-miudinho

Tipos De Tucanos – Eles São Divididos Em Grupos!

A variedade de espécies de tucanos é muito grande. E por isso eles são divididos em grupos, o que permite que percebamos algumas semelhanças que algumas dessas aves compartilham entre si.

• Grandes Tucanos:

Chamados de Ramphastos, esses são os maiores tucanos já classificados. Cerca de 10 diferentes raças estão dentro desse grupo. É justamente aqui que está classificado o tucano-toco, que é a espécie mais conhecida. Veja a lista:

  • Ramphastos culminatus
Ramphastos culminatus
Ramphastos culminatus
  • Ramphastos sulfuratus
Ramphastos sulfuratus
Ramphastos sulfuratus
  • Ramphastos brevis
Ramphastos brevis
Ramphastos brevis
  • Ramphastos citreolaemus
Ramphastos citreolaemus
Ramphastos citreolaemus
  • Ramphastos swainsonii
Ramphastos swainsonii
Ramphastos swainsonii
  • Ramphastos ambiguus
Ramphastos ambiguus
Ramphastos ambiguus
  • Ramphastos tucanus
Ramphastos tucanus
Ramphastos tucanus
  • Ramphastos toco
Ramphastos toco
Ramphastos toco
  • Ramphastos dicolorus
Ramphastos dicolorus
Ramphastos dicolorus

• Tucanos da montanha:

Os Andigenas são os tucanos que, como o próprio nome sugere, preferem habitar regiões montanhosas, escolhendo florestas altas e úmidas. São encontrados nos Andes e por quase toda a América do Sul.

  • Araçari bico de placa (Andigena laminirostris)
Araçari bico de placa
Araçari bico de placa
  • Araçari de bico preto (Andigena nigrirostris)
Araçari de bico preto
Araçari de bico preto
  • Tucano da montanha de peito cinza (Andigena hypoglauca)
Tucano da montanha de peito cinza
Tucano da montanha de peito cinza
  • Tucano da montanha de capuz (Andigena cucullata)
Tucano da montanha de capuz
Tucano da montanha de capuz

• Araçaris:

O nome científico dado a esse grupo é Pteroglossus. Ele inclui 12 espécies de tucanos, todos eles nativos da América do sul. São animais com grande variedade de cores, com predominância do vermelho e preto.

O comprimento é de 34 a 45 centímetros, fazendo com que pareçam pequenos perto de outros tucanos. É um grupo que possui dimorfismo sexual, o que significa que podemos identificar características diferentes entre machos e fêmeas além dos órgãos sexuais. Veja a lista de animais:

  • Pteroglossus aracari
Pteroglossus aracari
Pteroglossus aracari
  • Araçari-de-bico-de-marfim (Pteroglossus azara)
Araçari-de-bico-de-marfim
Araçari-de-bico-de-marfim
  • Araçari-mulato (Pteroglossus beauharnaesii)
Araçari-mulato
Araçari-mulato
  • Araçari-de-pescoço-vermelho (Pteroglossus bitorquatus)
Araçari-de-pescoço-vermelho
Araçari-de-pescoço-vermelho
  • Araçari-castanho (Pteroglossus castanotis)
Araçari-castanho
Araçari-castanho
  • Pteroglossus erythropygius
Pteroglossus erythropygius
Pteroglossus erythropygius
  • Pteroglossus frantzii
Pteroglossus frantzii
Pteroglossus frantzii
  • Araçari-miudinho-de-bico-riscado (Pteroglossus inscriptus)
Araçari-miudinho-de-bico-riscado
Araçari-miudinho-de-bico-riscado
  • Araçari-de-bico-marrom (Pteroglossus mariae)
Araçari-de-bico-marrom
Araçari-de-bico-marrom
  • Araçari-de-cinta-dupla (Pteroglossus pluricinctus)
Araçari-de-cinta-dupla
Araçari-de-cinta-dupla
  • Pteroglossus sanguineus
Pteroglossus sanguineus
Pteroglossus sanguineus
  • Pteroglossus torquatus
Pteroglossus torquatus
Pteroglossus torquatus
  • Araçari-miudinho (Pteroglossus viridis)
Araçari-miudinho
Araçari-miudinho
  • Pteroglossus bailloni
Pteroglossus bailloni
Pteroglossus bailloni

• Tucanos-verdes:

Os Aulacorhynchus são animais belíssimos. Com tamanho reduzido, chegam a 44 centímetros. Como o nome sugere possuem uma plumagem colorida, sendo principalmente verde. No entanto, a variedade de tonalidade tanto das penas quanto dos bicos é grande.

  • Aulacorhynchus wagleri
Aulacorhynchus wagleri
Aulacorhynchus wagleri
  • Aulacorhynchus prasinus
Aulacorhynchus prasinus
Aulacorhynchus prasinus
  • Aulacorhynchus caeruleogularis
Aulacorhynchus caeruleogularis
Aulacorhynchus caeruleogularis
  • Aulacorhynchus cognatus
Aulacorhynchus cognatus
Aulacorhynchus cognatus
  • Aulacorhynchus lautus
Aulacorhynchus lautus
Aulacorhynchus lautus
  • Aulacorhynchus griseigularis
Aulacorhynchus griseigularis
Aulacorhynchus griseigularis
  • Aulacorhynchus albivitta
Aulacorhynchus albivitta
Aulacorhynchus albivitta
  • Aulacorhynchus atrogularis
Aulacorhynchus atrogularis
Aulacorhynchus atrogularis
  • Aulacorhynchus whitelianus
Aulacorhynchus whitelianus
Aulacorhynchus whitelianus
  • Aulacorhynchus sulcatus
Aulacorhynchus sulcatus
Aulacorhynchus sulcatus
  • Tucaninho-verde (Aulacorhynchus derbianus)
Tucaninho-verde
Tucaninho-verde
  • Aulacorhynchus haematopygus
Aulacorhynchus haematopygus
Aulacorhynchus haematopygus
  • Aulacorhynchus huallagae
Aulacorhynchus huallagae
Aulacorhynchus huallagae
  • Aulacorhynchus coeruleicinctis
Aulacorhynchus coeruleicinctis
Aulacorhynchus coeruleicinctis

• Saripoca:

Para finalizar, vamos conhecer a lista que compõem o grupo Saripoca, ou Selenidera. Esse grupo inclui alguns araçaris. Apesar de parecerem muito com o tucano conforme estamos acostumados, elas são bem menores. Ao redor dos olhos possuem uma pele azulada sem penas.

  • Araçari negro (Selenidera culik)
Araçari negro
Araçari negro
  • Araçari poca (Selenidera maculirostris)
Araçari poca
Araçari poca
  • Saripoca de coleira (Selenidera reinwardtii)
Saripoca de coleira
Saripoca de coleira
  • Saripoca de bico castanho (Selenidera nattereri)
Saripoca de bico castanho
Saripoca de bico castanho
  • Saripoca de Gould (Selenidera gouldii)
Saripoca de Gould
Saripoca de Gould
  • Araçaripoca grande (Selenidera spectabilis)
Araçaripoca grande
Araçaripoca grande

A grande variedade de aves, modelos, cores e tamanhos é uma das coisas mais belas a respeito dos tucanos. Sem dúvidas estamos falando de pássaros importantíssimos para a fauna mundial.

Tucanos Brasileiros

O Brasil, é claro, é um dos locais mais adequados para a existência de tucanos. O clima tropical e a variedade de frutas do país são duas das coisas que com certeza favorecem a existência dessas aves por aqui.

Existem 22 espécies dessas aves vivendo no país. Elas se dividem entre os araçaris (16 espécies) e os tucanos (6 espécies). Surpreendem não apenas pela variedade, mas pela beleza e por características e cores tão particulares.

Uma das principais diferenças entre os tucanos e os araçaris, embora sejam muito parecidos em vários aspectos, é que araçaris mantêm uma alimentação estritamente vegetariana.

Já os tucanos, diante de qualquer dificuldade, tendem a buscar por alimentos variados como lagartos e até mesmo ovos de outros pássaros, como já citamos anteriormente.

Reprodução e Nascimento Dos Tucanos

Os tucanos são aves. Como tais, eles obviamente se reproduzem a partir da colocação de ovos. Esses ovos são gerados a partir do acasalamento entre um exemplar macho e um exemplar fêmea.

Na época de reprodução, é comum que os tucanos tentem chamar a atenção das fêmeas. No entanto, existem comportamentos que variam de uma espécie para a outra. Alguns tucanos, por exemplo, acabam se dedicando a cuidar da plumagem da fêmea que está cortejando.

Eles passam um bom tempo juntos, até que a fêmea o aceite como parceiro.

Às vezes, durante o processo de acasalamento pode parecer que o casal está brigando. Isso porque eles começam a bater os bicos – mas é tudo parte do processo de reprodução, e não um duelo, de fato.

Existem outras espécies, como o tucano de bico preto e o tucano de bico vermelho, onde a conquista ganha um viés mais…digamos…gastronômico. Os machos oferecem frutas e alimentos frescos para a fêmea que lhe interessa.

Filhote de tucano ao lado de pássaro preto
Filhote de tucano ao lado de pássaro preto

Uma vez que o macho é aceito, ele então precisa fecundar. Para isso eles utilizam a cloaca, que é um órgão existente em ambos os sexos.

O embrião das aves é gerado dentro de uma casca, o ovo. Ele é liberado pela fêmea antes de estar completamente formado. O restante do desenvolvimento acontecerá durante o processo de encubação.

Isso quer dizer que o casal de tucanos deverá chocar os ovos. Para tal, eles preparam um ninho em uma árvore. Nesse ninho poderão manter os ovos aquecidos até que virem pintinhos e possam nascer.

Os tucanos colocam de 2 a 4 ovos. Uma coisa importante de ressaltar é que o casal acaba revezando a tarefa de chocar. Ou seja, o macho também participa desse processo!

O processo deve durar de 16 a 20 dias, quando os ovos se quebram sozinhos com a saída dos filhotes. Até que isso aconteça é muito comum que um dos dois adultos esteja sempre por perto, evitando que os ovos sejam devorados por outras aves e predadores.

Depois desse tempo os filhotes finalmente nasceram. Os ovos se quebram para que eles consigam aparecer.

Como É O Filhote De Tucano?

Uma vez que os ovos se abram o filhote aparecerá. Eles chocam muito pequenos, quase sem pena, e também são cegos em um primeiro momento. Não é possível observar o bico avantajado nessa idade – isso se desenvolverá com o passar do tempo.

Os filhotes de tucano também são chamados de pintinhos. Quando nascem eles dependem que os pais os alimentem aponto de ganharem força para saírem do ninho.

Então, os tucanos adultos mastigam os alimentos e levam para os filhotes. Dessa forma eles conseguem engolir e se alimentar de maneira eficiente. Esse sumo é feito com frutas e insetos. Para alimentar os filhotes os pais precisam fazer vários voos, pois geralmente não conseguem levar todo o nutriente necessário apenas numa viagem.

Somente quando estiverem beirando 1 mês de idade é que os filhotes finalmente sairão do ninho para conhecer o mundo exterior. Nesse momento começará o empenho da mãe para que o filhote finalmente aprenda a voar.

Com o passar do tempo os filhotes começam a desenvolver o bico, e cada vez mais se parecem com a figura que conhecemos do tucano. No entanto, toda aquela imponência só virá mesmo na fase adulta.

Toucan Sam – Quem É O Mascote De Um Dos Cereais Mais Famosos Dos Estados Unidos?

Nos Estados Unidos existe um tucano que é para lá de famoso. Ele estampa das embalagens do cereal matinal mais famoso do país. A grande sacada de marketing aconteceu em 1963, quando o desenhista Manuel R. Veja criou a simpática ave que consegue “farejar” os cereais a grande distância.

Mas, por que um tucano? A resposta é simples: se trata de um cereal com sabor de frutas. Os grãos coloridos remetem cada um a um diferente sabor, a uma fruta tropical. Dessa forma, o tucano – um grande apreciador de frutas – acabou sendo a figura perfeita para representar o produto.

O sucesso do mascote dos cereais foi muito grande, e os comerciais veiculados na televisão americana com animações do personagem se tornaram um hit no país. Esse provavelmente é o tucano mais famoso do mundo!

Quem São Os Predadores Dos Tucanos?

Apesar de ser uma ave razoavelmente grande e muito imponente, tucanos também possuem predadores. O seu bico comprido não é suficientemente resistente para que essa ave entre em um duelo, por exemplo, o que o torna de certa forma vulnerável.

Águias, falcões, cobras e corujas são alguns dos predadores mais preocupantes, e que acabam caçando o tucano. Os macacos também procuram esses animais, mas apenas para roubar os seus ovos.

As águias são consideradas predadores do tucano
As águias são consideradas predadores do tucano

Ameaça humana:

Como você já imaginava, no entanto, os perigos mais expoentes para o tucano são provocados pelo homem. Esse é o seu principal predador!

Tucanos são frequentemente capturados para serem vendidos como ave de estimação. Esses animais são traficados em comércio ilegal, e muitos exemplares acabam morrendo graças as péssimas condições em que são mantidos.

Além disso, o desmatamento causado pelo homem também é um problema que acaba ameaçando a sobrevivência desses animais. Isso porque os tucanos dependem das árvores frutíferas para viver, além de ser na floresta o ambiente natural para nascimentos dos tucanos.

Quando uma floresta é desmatada ou queimada ela leva consigo toda a forma de vida que ali habitava. E o tucano acaba sendo um desses animais amplamente prejudicados por essa situação.

Como comentamos anteriormente, o tucano possui um papel crucial na natureza. Cada vez que ele se alimenta, ele acaba cuspindo as sementes, pois o seu sistema digestivo não processa esses elementos.

Dessa forma, o tucano cumpre um papel de “´plantar” árvores por onde quer que passe. A diminuição de exemplares desse animal nas florestas então compromete também a disseminação dessas sementes e o plantio de novas árvores.

Os humanos são ameaça aos tucanos
Os humanos são ameaça aos tucanos

Tudo Sobre Os Belos Olhos Dos Tucanos

Inegavelmente estamos falando de um dos animais mais lindos de que se tem notícia. As belas cores e aquele bico enorme fazem com que essa ave seja verdadeiramente encantadora.

Mas, quem tem a oportunidade de olhar um tucano com um pouco mais de atenção descobrirá outra coisa que é belíssima nesse animal: os seus olhos!

Um tucano-toco, por exemplo, possui um par de olhos de um azul belíssimo, talvez uma tonalidade que poucas vezes conseguimos ver em outros animais e com certeza jamais em seres humanos.

Ao redor dos olhos eles ainda possuem uma camada de pele nua, sem penas, que possui uma cor forte e belíssima, causando um contraste impressionante com os olhos. No caso dessa espécie em especial essa pele é laranja, mas em outros animais da mesma família podem ser verdes, amarelas e muitas outras cores.

Podemos observar que eles possuem uma membrana meio transparente meio opaca que cobre os olhos, numa espécie de pálpebra – porém bem mais fina. Isso é usado pelos animais para limpar ou proteger os olhos em casos de poeiras e afins.

Curiosidades Sobre A Língua Do Tucano

Se o bico desse animal desperta grande curiosidade e interesse, não podemos negar que a língua traz a mesma fascinação. Afinal, estamos falando de uma língua de pelo menos 7 polegadas – o tamanho do bico de um toco adulto!

A língua é fina e de coloração desbotada, como se fosse um cinza. Ela tem um aspecto que se parece muito com uma pena.

A língua comprida – que chega a 14 centímetros – ajuda essa ave a conseguir alimentos com mais facilidade. Por isso os tucanos conseguem pegar insetos em locais mais difíceis.
também é usada para alimentar os filhotes já que os tucanos adultos mastigam, engolem e regurgitam os alimentos para que os tucanos filhotes consigam comer. A língua auxilia nesse processo de levar o alimento da boca da mãe para a boca do filhote.

Posso Ter O Meu Próprio Tucano?

Como já esclarecemos nesse conteúdo, ter um tucano como pet é possível, mas requer alguns cuidados essenciais. A começar pela licença para ter o animal, pois se trata de uma espécie silvestre, e como tal está sob proteção do IBAMA.

Mas, uma das coisas mais importantes é realmente que você tenha um veterinário de qualidade a sua disposição. É necessário que seja um veterinário especializado em aves ou animais silvestres para que consiga acompanhar o seu tucano de maneira adequada.

Como Saber Se O Tucano Está Bem Ou Mal?

Ainda que você tenha um veterinário de sua confiança a disposição para auxiliar em qualquer problema com o seu tucano, é praticamente impossível garantir o bem-estar e a saúde de um animal sem conhecer nada a respeito dele.

Então, é essencial fazer esse serviço de pesquisa e aprender um pouco mais sobre a espécie, bem como seu comportamento natural e normal, e saber identificar aquilo que é anormal.

• Sinais de um tucano saudável:

Um tucano saudável deve apresentar penas saudáveis. Elas precisam estar brilhosas e bonitas. Penas opacas, fracas, desbotando ou caindo em excesso podem representar algum problema de saúde.

Os olhos também estão sempre em alerta. O tucano é uma ave muito ágil, e o seu comportamento deve demonstrar isso. O animal prostrado ou muito quieto durante o dia pode apresentar alguma doença.

Também devemos alertar que o tucano costuma emitir sons durante o dia. Os seus olhos são brilhantes e as narinas secas.

Se o animal apresentar penas quebradiças e opacas é importante buscar ajuda veterinária. O mesmo caso o seu tucano apresente sonolência excessiva, sobretudo durante o dia – considerando que esse é um animal diurno.

• Bicos e unhas podem ser um termômetro da saúde da sua ave:

No decorrer desse conteúdo você descobriu que o bico do tucano é realmente muito importante para ele, servindo não apenas como canal de alimentação, mas também regulando a temperatura do corpo do animal.

Por isso você deve ficar atento tanto ao bico quanto as unhas. Se apresentação algum tipo de escamação pode ser um indicativo de que o tucano está com ausência de algum nutriente essencial. A pele dos pés também pode apresentar esse sintoma seja por desnutrição ou por alguma reação alérgica.

O bico do tucano pode indicar se ele está bem ou mal
O bico do tucano pode indicar se ele está bem ou mal

• Observe as fezes do animal:

As fezes podem lhe dizer muito – acredite! Então, você deve observar a coloração e textura dela. Se perceber sangue, ou qualquer anomalia, não pense duas vezes antes de buscar ajuda veterinária.

• Respiração:

Acredite ou não, tucanos e aves em geral também podem contrair resfriados. Sendo assim, preste bastante atenção se o seu animalzinho está espirrando, tossindo ou se apresenta alguma dificuldade de respiração.

Se perceber chiados, por exemplo, corra para o hospital. Olhos vermelhos e perda de apetite podem ser outros sintomas que acabam acompanhando uma gripe forte. Fique atento!

Tucanos são animais muito resistentes e saudáveis. No entanto, é parte essencial dos cuidados observar tudo o que acontece com o animal, e perceber qualquer anomalia para buscar ajuda imediata.

Então, não deixe que a rotina corrida o impeça de prestar atenção em seu tucano, e se você não tem um, saiba que esses animais demandam muitos cuidados, e precisam ter o acompanhamento de um profissional qualificado.

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *