Home / Animais / Tudo Sobre o Crocodilo: Características, Nome Científico e Fotos

Tudo Sobre o Crocodilo: Características, Nome Científico e Fotos

Os crocodilos (Crocodylidae) são animais pertencentes à família de répteis, composta por 14 espécies diferentes. A palavra crocodilo também costuma ser usada para se referir aos crocodilianos, ordem Crocodulia.

As regiões onde os crocodilos vivem são: Américas, Austrália, Ásia e África. E a maior parte deles vive nas margens de rios. Já os crocodilos da Austrália e das ilhas do Pacífico, costumam frequentar o mar também.

Close no Rosto do Crocodilo
Close no Rosto do Crocodilo

Como os crocodilos são animais do topo da cadeia alimentar, eles não possuem predadores naturais. A maior espécie de réptil que existe atualmente é o crocodilo-de-água-salgada. Ele pode ser encontrado nas ilhas do sudeste da Ásia, e também no norte da Austrália.

Confira tudo sobre o crocodilo, características, nome científico, curiosidades, espécies e muito mais…

Crocodilos e os Dinossauros

Depois das aves, os crocodilos são os parentes mais próximos de dinossauros que existem hoje em dia. Os crocodilos e os dinossauros são evoluções dos tecodontes. E as aves são espécies que, possivelmente, evoluíram de dinossauros.

Crocodilo de Boca Aberta de Costas
Crocodilo de Boca Aberta de Costas

De acordo com estudos da University of California in Santa Cruz, UCSC (Universidade da Califórnia em Santa Cruz), os crocodilos são os animais mais próximos das aves, filogeneticamente falando, do que as demais espécies de répteis viventes hoje em dia, como é o caso das cobras e dos lagartos, por exemplo, uma vez que eles possuem em comum o mesmo ancestral.

Ainda que os crocodilos não possuam a mesma mobilidade que os dinossauros, já foram registradas espécies com capacidade de correr nas margens dos rios, alcançando uma velocidade de até 16 km/h. São crocodilos carnívoros, que costumam se alimentar de peixes, mamíferos de pequeno e de médio porte, e também de aves aquáticas.

Crocodilos – Principais Características

Confira abaixo as principais características apresentadas pelos crocodilos:

  • Os crocodilos possuem o corpo todo coberto por escamas;
  • São animais carnívoros;
  • Crocodilos são animais semiaquáticos, que vivem em locais onde há água doce (como é o caso de lagos, rios e lagoas) e também água salgada (principalmente em regiões de mangues);
  • O seu corpo é coberto por placas ósseas dérmicas,
  • Crocodilos são animais ovíparos, ou seja, durante a sua reprodução, são depositados ovos no meio externo, que consiste no local onde acontecerá o desenvolvimento do filhote antes que o mesmo saia do ovo.

  • Os crocodilos são animais ectotérmicos aquáticos. Por isso, o seu comportamento é facilmente adaptável à diversas condições climáticas. O controle da sua temperatura corporal é feito por meio de trocas de energia com o meio em que está. A sua termorregulação relaciona-se com a alimentação, crescimento, digestão e reprodução.
Crocodiolo Com as Presas a Mostra
Crocodiolo Com as Presas a Mostra
  • Um animal carnívoro muito parecido com os lagartos, parente dos jacarés e do aligátor. Ele é o maior de sua linhagem réptil, talvez você não saiba, mas ele faz parte da família de repteis de archosauria, que são os repteis dominantes, agressivos e fortes.
Crocodilo de Perfil e Boca Aberta
Crocodilo de Perfil e Boca Aberta
  • Há pesquisas que mostram que os crocodilos estão na terra há mais de 200 milhões de anos. Podem pesar até 800 quilos e medir até 6 metros de comprimento. Não é um tipo de animal que você iria querer encontrar por aí.
Crocodilo de Perfil na Terra
Crocodilo de Perfil na Terra
  • A sua pele costuma ser grossa e áspera, composta por grandes placas e escamas. É bastante desejada pelo ser humano por fins lucrativos, vendendo seu couro para serem fabricados diversos itens. Não se é à toa que o animal não se dá bem com o ser humano. Por causa da caça, a espécie corre o risco de extinção.
Crocodilo na Beira do Lago
Crocodilo na Beira do Lago
  • Para evitar que isso aconteça, a caça do crocodilo está cada vez mais punida, além de novas estarem sendo criadas também, para impedir essa ação.
Crocodilo Saindo do Lago
Crocodilo Saindo do Lago
  • Os olhos e as orelhas dos crocodilos ficam em cima da cabeça, facilitando que o animal veja, ouça e respire com mais facilidade se o seu corpo estiver submerso, lhe dando mais agilidade e vantagem na captura de uma presa grande.
Crocodilo Com o Papo em Cima da Pedra
Crocodilo Com o Papo em Cima da Pedra
  • Este animal pode tanto viver em mundo aquático quanto em solo. Suas narinas foram minuciosamente criadas para suportar até seis horas em movimento embaixo d’agua.
Crocodilo Olhando Para Câmera
Crocodilo Olhando Para Câmera
  • Além disso, ele aguenta até dois dias se estiver em repouso, evitando que a água atinja seus pulmões enquanto eles estão submersos, o que facilita sua vida. No entanto, mesmo passando muito tempo na água, ele também gosta de sair para andar na terra.
Crocodilo Com a Boca Aberta
Crocodilo Com a Boca Aberta
  • Mesmo que ele se pareça muito com o aligátor, é fácil de se distinguir uma espécie da outra. Para isso, basta prestar atenção na boca. Quando o crocodilo fecha a sua boca, os dentes grandes de cima e de baixo sempre ficam à mostra.
Crocodilo Com a Cabeça Saindo da Água
Crocodilo Com a Cabeça Saindo da Água
  • Enquanto que o aligátor não deixa à mostra nenhum de seus dentes. Além do mais, o focinho do crocodilo costuma ser mais estreito e com uma ponta, enquanto o aligátor não tem essa característica.
Crocodilo Saindo do Lago
Crocodilo Saindo do Lago
  • O crocodilo, como já sabemos é um animal carnívoro, sempre se alimentando de animais mortos, peixes, caranguejos e as vezes até se arriscando em um búfalo ou zebra. Esse animal é muito sigiloso. Ele fica imerso sob a água, se aproximando pouco a pouco, até alcançar a sua presa, enquanto ela pode estar bebendo água, ou se refrescando no rio. Nesse momento, começa uma luta em que, raramente, o réptil perde.
Crocodilo com a Boca Aberta na Terra
Crocodilo com a Boca Aberta na Terra
  • Apesar de ser uma majestade no topo dos répteis, esse animal ainda parece terrível para muitas pessoas. Mas, sem dúvida alguma, é um animal fascinante, que vale a pena ficar mais pra conhecer, não é mesmo? Saiba já os tipos de crocodilo que existem, e conheça as principais características de cada um deles.

Quais São os Grupos de Crocodilianos

Os crocodilianos dividem-se em 3 grupos, basicamente. São eles:

Crocodilos

1 – Os crocodilos: que são bem parecidos com os jacarés. O que os diferencia é o formato da cabeça, e também a presença de um 4° dente inferior de cada um dos lados da boca, mesmo fechada. Essa característica está presente nos crocodilos. Os jacarés não possuem esse 4° dente.

Esses animais vivem nas margens dos rios, mares, lagos e nos mangues. São exemplos de espécies de crocodilos: crocodilo-do-nilo, crocodilo-anão, crocodilo-americano, crocodilo-do-orino e o crocodilo-cubano.

Jacarés

2 – Jacarés: esses animais são espécies de répteis típicas de água doce, e que habitam as margens de rios e lagos, principalmente. No Brasil, é mais comum encontra-los na região do Pantanal Mato-Grossense. Os jacarés vivem, normalmente, em regiões da América do Sul e do México.

Os jacarés apresentam o focinho mais largo do que o focinho dos crocodilos. São exemplos de espécies de jacarés: jacaré-americano, jacaré-açu, jacaré-do-pantanal, jacaré-coroa e o jacaré-de-papo-amarelo.

Gaviais

3 – Gaviais: trata-se de crocodilianos que são encontrados em áreas de lagos e rios, em território nepalês e indiano. O focinho dos gaviais tem o formato estreito e alongado. Um exemplo desses répteis são os Gavialis gngeticus.

Diferenças Entre Crocodilos e Jacarés

Os crocodilos diferem-se dos jacarés, seus parentes pertencentes à família Alligatoridae, pelo formato do rosto. Eles possuem a cabeça mais comprida, e o rosto mais estreito. Os seus dentes de cima e de baixo também ficam à mostra, ainda que a sua boca esteja fechada. Essas características morfológicas diferentes têm a ver com as estratégias alimentares e com as preferências desses animais, que se alimentam de peixes, principalmente.

Quais São as Espécies de Crocodilos?

Na família Crocodylidae, existem 14 espécies diferentes de crocodilos, que se encontram divididas nos gêneros abaixo:

1 – Crocodylus

Trata-se do principal gênero, que conta com 12 espécies diferentes. Dentre elas, podemos destacar dois: o Crocodilo-americano (Crocodylus acutus), e também o Crocodilo-de-água-salgada (Crocodylus porosus). Confira abaixo todas as espécies de crocodilos pertencentes a esse gênero:

  • Crocodilo-Americano (Crocodylus acutus)

Os locais onde esse crocodilo pode ser encontrado são: América Central, sul do México, e no norte da América do Sul. Essa espécie também entra no mar, assim como acontece com o crocodilo-de-água-salgada. As populações desse crocodilo acontecem no Atlântico e no Pacífico, a partir das costas do sul do México, até a América do Sul, bem na medida da Venezuela e do Peru. Essa espécie também se reproduz na Jamaica, em Cuba e na Hispaniola.

Os maiores crocodilos dessa espécie podem medir até 6 m de comprimento, podendo pesar até 800 kg. No entanto, atualmente, não se encontra mais desses crocodilos medindo mais de 4 m de comprimento, e pesando mais que 500 kg.

A mordida desse animal é algo realmente incrível, com uma força de mais de 1.300 quilos. Por isso, ele é considerado um dos animais com uma força de mordida mais fortes do planeta.

O crocodilo Americano é nativo das Américas do Sul e Norte. É por esse motivo que carrega esse nome. Trata-se de um enorme réptil. Costuma-se dizer que ele é primo do jacaré americano. Mas o que poucos sabem é que ele possui um ar mais pré-histórico que o de seu primo.

Crocodylus Acutus Saindo do Lago
Crocodylus Acutus Saindo do Lago

O crocodilo-americanos possui um focinho mais estreito e comprido, com a coloração mais pálida, e dois dentes bastante compridos em sua mandíbula da parte inferior, que ficam visíveis quando está de boca fechada, mas ainda assim. Os dois podem até viver no mesmo espaço, mas corre o risco de disputarem pelo mesmo.

Ele é um dos maiores crocodilos do mundo. Os machos chegam a atingir cerca de 5 metros de comprimentos, enquanto a população de crocodilos dos Estados Unidos dificilmente chega a 4 metros e 378kg, sendo bem menores. Já as fêmeas, essas costumam ser menores e ter cerca de 3 metros de comprimento, podendo pesar até 173 kg. Eles vivem até 77 anos de idade, graças à sua grande mobilidade

No sul da África, existe uma pequena comunidade de Crocodilos, sendo que a maioria se encontra no sul do México e na América Central, alguns no Norte da América do Sul e nas Caraíbas. Mas uma das maiores comunidades de Crocodilos pode ser encontrada na Costa Rica, ainda que eles prefiram locais de água doce, encontradas em pântanos, rios e lagoas.

Crocodylus Acutus Na Beira do Lago
Crocodylus Acutus Na Beira do Lago

Sua dieta é baseada em pequenos mamíferos, peixes, pássaros e algumas carcaças. Os filhotes costumam comer sapos, insetos e caracóis. Por mais que tenham essas referências na alimentação, os crocodilos americanos, geralmente, se alimentam de quase qualquer animal da faixa terrestre que se aproximar dos ribeirinhos onde eles habitam.

Por sua alimentação brusca, a digestão pode duras até meses, enquanto ele se recupera da grande quantidade de carne digerida. Geralmente, os crocodilos-americanos fogem quando se encontram com humanos. Porém, existem relatos de ataque. Então, não é bom arriscar, a sua mordida é impressionante e uma das mais fortes no mundo.

O seu principal predador é o jacaré-americano que tem coragem de enfrenta-lo por ser maior. Mesmo que o tamanho e idade do predador possam o privilegiar ou atrapalhar. Além dos jacarés-americanos, os tubarões-limão também são predadores fatais.

Seus olhos são cobertos por uma camada membranosa que protege o olho, e permite que ele tenha uma excelente visão em baixo d’agua. E, para ter uma excelente experiência na água, seus ouvidos e olhos são encontrados no topo de sua cabeça, para que ele possa ficar submerso, enquanto espera por uma presa para atacar

Mesmo que a caça seja ilegal, há bastante devastação de seu habitat, o que levou a enormes reduções no número de crocodilos-americanos. Foram vistos crocodilos dessa espécie no Grand Cayman, o que leva os especialistas a acreditarem que os crocodilos foram nadando de seu habitat em cuba e, aos poucos, recriando, para repovoamento da espécie nesse novo habitat.

Por mais que ele seja natural da água doce, o crocodilo-americano tem uma grande tolerância à água salgada, o que o permitiu colonizar grandes partes dos Estados unidos, como o Sul da Florida e Porto Rico.

Crocodylus Acutus Na Terra
Crocodylus Acutus Na Terra

Na Costa Rica, são avistados, geralmente, durante travessia de pontes onde sempre são alimentados, o que pode ter ajudado a atingir um tamanho tão extenso (de 4 a 5 metros). Eles aparecem em pontes públicas. Por isso, eles são considerados atrações turísticas.

Já na Flórida, o tamanho é próximo a 5 metros, mas os machos adultos costumam chegar, no máximo, aos 4,2 m de comprimento. Se eles viverem nas Bacias hidrográficas, podem atingir a tamanhos maiores. Os machos adultos chegam a medir até 6 metros de comprimento.

Já foi encontrada uma ossada dessa espécie, na qual, apenas o crânio, media em torno de 72,6 centímetros. Os especialistas dizem que o dono do crânio tinha em torno a 6 metros e 6 centímetros.  Os grandes adultos pesam em torno de 400 a 500 kg.

Na Flórida, dois biólogos pesquisadores encontraram um crocodilo de 6 metros no fundo do parque Everglades National Park.

  • Crocodilo-do-Focinho-Delgado (Crocodylus Cataphractus)

Trata-se de uma espécie de crocodilo africana, comumente encontrada na região no Golfo da Guiné.

  • Crocodilo-do-Orinoco (Crocodylus Intermedius)

Essa é uma espécie de crocodilo sul-americano, que pode ser encontrada habitando as planícies alagadiças de um dos principais rios que existe na América do Sul, que é o Orinoco. Essa espécie de crocodilo está correndo um grande perigo de extinção.

  • Crocodilo-de-Água-Doce (Crocodylus Johnstoni)

Essa espécie pode ser encontrada no norte da Austrália.

  • Crocodilo-Filipino (Crocodylus Mindorensis)

Essa espécie é bem comum nas Filipinas. E também está muito ameaçado de extinção. O seu território, que antes ocupava os rios da região, estão sendo destruídos. E isso acabou reduzindo muito a população desse crocodilo. De acordo com relatos, haveriam crocodilos-filipinos habitando a região leste das Filipinas. No entanto, não houve nenhuma confirmação até o momento.

  • Crocodilo-Mexicano ou Crocodilo-de-Morelet (Crocodylus Moreletii)

Trata-se de uma espécie de crocodilo bem pequena, e que é encontrada no México.

  • Crocodilo-do-Nilo (Crocodylus Niloticus)

Espécie de crocodilo africano, em que a sua distribuição vai da bacia do Nilo, até as regiões que se estendem do sul do deserto do Saara até Madagáscar, e até o arquipélago da União dos Comores.

Trata-se de uma das maiores espécies que existem no mundo, sendo que a maior delas é o crocodilo-de-água-salgada. O crocodilo-do-nilo é muito perigoso para o homem. No Egito Antigo, era muito venerado com uma divindade.

O crocodilo-do-nilo é carnívoro, da mesma forma que as demais espécies de crocodilos, ainda que a sua enorme boca, repleta de dentes e afiados e curtos, não seja a ideal para conseguir devorar os pedaços de carne. É por isso que, ao pegar a sua presa, ele a leva para dentro da água, onde ela permanece até que a sua carne esteja mais macia. E ele possa comer mais facilmente.

  • Crocodilo-da-Nova-Guiné (Crocodylus Novaeguineae)

Essa espécie é mais comum de acontecer na ilha Nova Guiné.

  • Crocodilo-Persa ou Crocodilo-Mugger (Crocodylus Palustres)

Espécie muito comum na península da índia. Esse crocodilo pode ser encontrado por todo o subcontinente indiano, e também nos países vizinhos. Trata-se de uma das três espécies de crocodilos que podem ser encontradas na Índia, assim como o crocodilo de água salgada, e o gavial.

Sendo um crocodilo trivial na Península da índia, ele é visto em quase todo subcontinente indiano e em seus vizinhos mais próximos. Existem 3 crocodilos encontrados nos litorais indianos, sendo eles o crocodilo-gavial, o crocodilo-persa e o crocodilo-de-água-salgada.

O crocodilo persa, em solo terrestre, pode rastejar a uma velocidade de 8 km/h. Assim como outros de sua espécie, é um animal carnívoro, que se alimenta de peixes, mamíferos e aves. As suas maiores vítimas entre os mamíferos são os macacos, que sempre estão próximos da água para se refrescar. O crocodilo também costuma se alimentar de búfalos e até vacas domésticas, ou roubar alimentos de outros predadores como os leões e leopardos.

Alguns crocodilos usam táticas de isca, como deixar folhas e ramos sob a cabeça para atrair aves, que buscam materiais para montar seus ninhos. O crocodilo espera, pacientemente, até que a presa pouse em sua cabeça, e o momento em que ele possa abocanhar e devorar a ave.

Assim como o crocodilo-cubano, que são muito parecidos, ele está se acostumando com a vida terrestre, se assemelhando ao crocodilo-do-nilo.

Graças a sua grande mobilidade na terra, ele pode se aventurar a caçar outros animais um pouco distante das águas, cavando buracos e tocas, para que possa utilizar como casa em tempos de pouca chuva.

Crocodylus Palustris Nadando no Lago
Crocodylus Palustris Nadando no Lago

O que facilita para o tigre conseguir caçá-lo, já que em raras vezes o animal se arrisca a entrar em um duelo carnal, é um encontro bastante comum na natureza, mas nem sempre o tigre tenta predá-lo.

Assim como os crocodilos de água-salgada, os machos Persas também tendem a ser maiores, e medem até 4,50 metros. E pesam até 300 kg. Como de costume, as fêmeas são menores, com até 3,20 metros de comprimento, pesando até 200 kg.

Sendo um dos maiores da sua espécie, o crocodilo-persa é bastante agressivo, com 19 dentes do lado superior de cada lado, cabeça áspera e um focinho largo. Sua mordida pode ser fatal.

Seu maior risco de ameaça, certamente, é o homem, que destrói seu habitat natural para a extensão da agricultura e indústrias, o que faz com que eles sejam mortos ou migrem para outros locais, sem conseguirem se adaptar.

Existem relatos de crocodilos que são encontrados em quintais de casas. As pessoas acabam tendo essa surpresa assustadora ao encontrar o animal em fuga, devido a devastação de seu lar.

Sua pele, carne e até os ovos são bastante requisitados pelo ser humano. Sua pele é usada para bolsas e roupas, sua carne para alimentação, na composição de pratos exóticos. E usam-se até pedaços do corpo na medicina.

Crocodylus Palustris Na Beira do Lago
Crocodylus Palustris Na Beira do Lago

Os crocodilos eram, repetidamente, considerados como se fossem pragas pelos pescadores, pelo fato de eles consumirem peixes, e afastarem vários outros do seu redor. Esse, inclusive, é um dos motivos de os crocodilos serem mortos e caçados por pescadores. Por isso, é comum os crocodilos sempre entrarem em conflito com o homem.

No Butão, a espécie já foi considera extinta. No ano de 1960, foi feito um esquema de criação, em que alguns exemplares da espécie foram soltos na no Rio Manas. No entanto, não foram encontradas mais informações sobre o caso, já que os crocodilos não foram monitorados. Não se sabe onde eles podem estar. Já na Índia, foram vistos crocodilos-persas em cerca de 15 estados. E estima-se que existam entre 3.000 e 4.287 exemplares no país.

No Irã, são vistos crocodilos nas drenagens de água e em pequenas barragens, lagos naturais e artificiais, e também nos rios próximos às fronteiras com Paquistão. Existem pesquisas que mostram que a quantidade de crocodilos está cada vez maior, sendo distribuídos em vários locais já citados. Foi descoberto o crescimento de 300 espécies depois de uma pesquisa feita em 2007.

No Paquistão, estima-se que existam cerca de 600 exemplares da espécie, espalhados pelos 4 conjuntos pantanais. Os principais no Sindh, contando até com um lago artificial. Mas, devido à seca e à mudança climática do habitat, essa população vem diminuindo no local. Existem cerca de 150 crocodilos-persas mantidos em cativeiros.

Crocodylus Palustris Sob Ilha no Meio do Lago
Crocodylus Palustris Sob Ilha no Meio do Lago

Sua alimentação, quando jovem, geralmente é à base de crustáceos, pequenos peixes e alguns insetos. Na fase adulta, eles caçam mais em busca de grandes peixes, anfíbios (como algumas cobras) e até mesmo tartarugas). Também podem ir à caça de alguns mamíferos e algumas espécies de aves.

A reprodução dos crocodilos-persas acontece na época de seca, quando as fêmeas alcançam a maturidade fértil e atingirem cerca de 2 metros de comprimento. Geralmente, quando completam 6 anos.

Já os machos atingem a sua maturidade sexual a partir dos 10 anos, quando atingem cerca de 2,6 metros de comprimento.

A fêmea costuma botar até 49 ovos. Ela faz um buraco para colocar os seus ovos, que eclodem após 75 dias, em média. Os filhotes já nascem com 30 cm de comprimento.

  • Crocodilo-de-Água-Salgada, Crocodilo-Marinho ou Crocodilo-Poroso (Crocodylus Porosus)

Essa espécie é, nada menos, do que o maior réptil que existe no mundo. E representa muito perigo para o homem.

Pode ser encontrado no Oceano Índico, no Oceano Pacífico, indo desde a costa leste da Índia, da República Popular do Banglagladesh, Tailândia, Myanmar, até as Ilhas Nicobar e Andaman.

E também na maior parte das ilhas da República da Indonésia, indo desde a costa do Vietname, até as ilhas Filipinas e Salomão. Sendo que o mais comum é na região Norte da Austrália, e também na ilha Nova Guiné.

O crocodilo-de-água-salgada é o maior réptil do mundo hoje em dia, com o macho adulto medindo entre 6 a 7 metros, e podendo pesar até 1500kg, as fêmeas são bem menores, chegando até 3 metros de comprimento. Vale lembrar que um exemplar de 2,5 metros já pode ser considerado grande. Suas características comuns são as escamas ovais e o escudo pequeno comparado a outras espécies.

Os jovens crocodilos-de-água-salgada têm listras pretas e a coloração amarelada, com manchas pelo corpo inteiro. Essa coloração continua até que o crocodilo chegue à vida adulta. Depois disso, a cor muda para um tom mais acinzentado, muito mais escuro do que a coloração dos exemplares jovens, com as superfícies ventral branca ou amarela.

Crocodylus Porosus No Fundo do Mar
Crocodylus Porosus No Fundo do Mar

As listras continuam presentes, mas nos lados inferiores do corpo, e não chegam até a barriga. Com a cauda cinza e algumas faixas escuras. Os crocodilos de água salgada têm uma enorme mandíbula com, no mínimo, 64 dentes, podendo chegar até 68 dentes.

Os locais onde são habitados pelo formidável crocodilo-de-água-salgada são os litorais de Mianmar, Tailândia, Costa Leste da Índia e da Austrália. Também pode ser encontrado ao longo de toda ilha costeira, e das zonas ribeirinhas do sudeste e centro de Vietnã, ou na Ásia, em torno de Filipinas e Borneou, e até mesmo em Palau Vanuatu e ilhas Salomão.

Os Crocodilos de água salgada são excelentes nadadores, e podem ser encontrados muito longe da terra, submersos, aguardando uma presa ou repousando.

Habitat do Crocodilo-de-Água-Salgada

Os crocodilos-de-água-salgada mostram grande tolerância ao sal, o que lhes dá vantagem em seu habitat favorito, que são as águas costeiras e ao redor de rios.

Por mais que “água-salgada” faça parte do seu nome, também é possível encontrar essa espécie em pântanos de água doce. A movimentação acontece em períodos chuvosos, pois os filhotes são chocados e criados em águas doce.

O crocodilo-de-água-salgada espera até a estação mais chuvosa para procriar, assim como outros da espécie. Em tempos mais úmidos, nas regiões mais habitadas por eles, as fêmeas sempre colocam entre 40 a 60 ovos, e seus ninhos são modelados de areia, ramos e lama, onde são cobertos, para nascerem em até 90 dias de baixo da terra.

Mas, acontece que, geralmente, os mais jovens acabam sendo exilados desse território, por machos alfas e dominantes que ficam nas costeiras de água doce para que possam procriar em lugares em que a água não é salgada.

Para que isso aconteça, os machos demarcam locais de território que sempre são protegidos por meio de lutas e brigas fatais com outros machos competidores, para que possam decidir em lutas, quem será aquele com o direito de cruzar com as fêmeas que moram nesses locais.

2 – Tomistoma

Nesse gênero há apenas uma espécie, a Tomistoma schlegelli, que é mais conhecido como Falso Gavial.

3 – Osteomaumus

Esse gênero também é composto de apenas uma espécie, a Osteolaemus tetraspis.

  • Crocodilo-Cubano (Crocodylus Rhombifer)

Trata-se de um crocodiliano proveniente de água doce, é que é nativo de Cuba. Essa espécie de crocodilo vai de pequeno a médio porte. Os adultos podem medir de 2,10 até 2,30 m de comprimento. E podem pesar entre 70 e 80 kg.

Os machos maiores podem medir até um pouco mais que 3,5 metros, e pesarem 215 kg, ou até mais. Na fase adulta, eles costumam ser mais brilhantes do que os demais crocodilianos. Suas pernas são bem fortes e longas. E as suas escamas também são mais ásperas.

  • Crocodilo-siamês (Crocodylus Siamensis)

Um crocodilo de água doce, cuja espécie é nativa de Laos, Tailândia, Bornéu, Malásia, Vietnã, Indinésia, Camboja e Mianmar. De acordo com a lista da IUCN, essa espécie está extremamente ameaçada de extinção. Apesar de uma boa quantidade ser criada em cativeiro, esse crocodilo é considerado como um dos mais ameaçados.

Esse animal de água doce também, e de pequeno porte, tem um focinho largo, crista óssea atrás de cada um dos olhos. Os exemplares mais novos medem de 1,20 a 1,50 m de comprimento. E o seu peso pode variar entre 40 e 70 kg. No entanto, os machos grandes podem chegar a um comprimento de 4 metros, e um peso de até 350 kg.

Já as fêmeas grandes podem chegar a um comprimento de até 3,20 m, e alcançarem um peso de até 150 kg. A maior parte dos animais adultos não costuma ultrapassar 3 m de comprimento. Os animais híbridos já chegaram a alcançar tamanhos bem maiores.

Curiosidades Sobre os Crocodilos

Abaixo, fizemos uma seleção com algumas curiosidades bem interessantes sobre os crocodilos. Confira!

  • Sendo o maior réptil vivo atualmente, ele prefere águas calmas e tranquilas, para poderem se camuflar tranquilamente enquanto aguardam por uma presa.
  • Mesmo que os Crocodilos estejam presentes na terra desde a época pré-histórica, até hoje há muita coisa a ser descoberta a respeito desses animais.
  • Existem 14 tipos de espécies de crocodilos pelo mundo, principalmente nas costas arenosas, ribeirinhos e margens de rios, onde existem lamas, pântanos e grandes lagos. É nesses locais que eles fazem suas tocas.

  • Os crocodilos estão presentes em quase todos os continentes, menos na Europa e Antártida. • São animais adaptáveis ao clima tropical, e gostam de descansar sob o sol todos os dias do ano. É comum encontrar um crocodilo pairando sob as águas, enquanto relaxa ao sentir o sol.
  • Alguns insetos adoram se alimentar de suas lágrimas e de seu sangue. Por isso, sempre que o crocodilo estiver relaxando no sol, sempre haverá vários insetos aos seus arredores para desfrutarem de suas lágrimas.
  • Por mais que os crocodilos e jacarés sejam considerados primos, ele pertencem à diferentes famílias. Os crocodilos são da família Crocodylae, que possuem a parte do crânio mais longa, e quando fecham a boca, vários dentes ficam expostos. Enquanto que o jacaré pertence à família Alligatoridae que, ao contrário de seus “primos”, quando eles fecham a boca, nenhum dente fica exposto.

  • Crocodilos e jacarés não têm a possibilidade de mastigar o alimento. Por isso, estraçalham as presas até poderem engolir. Eles também não conseguem colocar a língua pra fora.
  • A cauda do crocodilo é usada como um impulsor durante o nado no momento da caça, pois garante a mobilidade de 25 m/h.
  • Os crocodilos têm até 80 dentes e, com o passar do tempo, mesmo que alguns quebrem ou caiam, sempre irá nascer outro no lugar. Durante toda a vida um crocodilo, ele pode ter cerca de 3 mil dentes. Ou seja, nunca ficará banguela.
Crocodilo no Meio da Mata
Crocodilo no Meio da Mata
  • Quanto mais velho, mais fértil o animal fica. E também mais potente sexualmente. À medica com que vão envelhecendo, o ato sexual vai se tornando cada vez mais barulhento. Quando o casal entra na água, o macho só para de se mexer bruscamente quando a relação termina
  • A pele do animal é bastante requisitada, o que faz que sua caça seja frequente. Com 10 animais, é possível fazer um par de sapatos. Com 18 animais, é possível produzir 1 bolsa. E, para fazer uma carteira, são necessários 4 animais
  • A lágrima e o sangue do crocodilo podem ajudar na medicina contra o vírus HIV. Eles perdem muito sangue nos conflitos com as suas presas, e com outros crocodilos. Mas sua resistência é muito grande, suas feridas são logo curadas, mesmo vivendo em águas contaminadas.
Crocodilo Saindo da Água
Crocodilo Saindo da Água

Os cientistas pesquisaram sobre essa resistência desse animal e coletaram várias amostras de sangue, que servem para criação de soro. O mesmo tipo de soro foi feito do sangue humano. Os dois foram testados e expostos a cerca de 23 bactérias do vírus. O soro originado do humano resistiu a apenas oito das bactérias. Enquanto o soro feito a partir do crocodilo, resistiu a todas as bactérias e diminuiu significativamente o vírus HIV do sangue contaminado.

  • A caça sempre esteve presente entre os humanos, até mesmo na época da mumificação. Os egípcios acreditavam em vida após a morte. Por isso, mumificavam os entes queridos, e até os animais para que, quando eles “voltassem a vida”, pudessem retomar ao seu antigo receptáculo.
  • Como não poderia esperar pela morte do animal, muitas vezes eram criados ou caçados já com esse intuito, apenas para mumificá-los. um grupo de estudo foi surpreendido depois de encontrar uma múmia de filhote de crocodilo que tinha em torno de 2.000 de anos.
Crocodilo Na Beira do Lago
Crocodilo Na Beira do Lago

Foi encontrado por Arqueólogos que estudavam Kom Ombo, uma cidade do Egito, no começo do século 20. Na autopsia, os arqueólogos se surpreenderam ao ter encontrado uma grave lesão no crânio do réptil, causa provável da morte: um único golpe na cabeça feito por um pedaço grosso de madeira.

  • Atualmente, esse crocodilo é uma das milhares de múmias animais em exposição em um museu das confluências, situado na França. Lyon, o animal encontrado mumificado, era macho, com 1 metro e meio de comprimento.

Segundo estudos, com base na cultura egípcia, a imagem do crocodilo estava associada ao Deus Sobek, considerado o Deus da Fertilidade, que tinha o corpo de homem e cabeça do réptil crocodilo.

  • Além disso, desde o ano de 1828, um grande crocodilo de 3 metros recebe a visita de várias pessoas, interessadas em conhecer no animal mumificado. Na década de 1990, vários pesquisadores comprovaram que, de fato, não se tratava de um crocodilo, mas sim de dois: um sobre o outro.

E também mostrava várias anomalias na coloração azul, que na época não foi pesquisado, além de ser algo bem curioso.

Crocodilo de Boca Aberta
Crocodilo de Boca Aberta

Mais recentemente, em 2016, uma nova equipe de pesquisadores achou interessante ir mais além no curioso crocodilo mumificado, e descobriu que os resíduos azuis eram, na verdade, 47 filhotes de crocodilos, que os antigos egípcios usaram para “rechear” o animal mumificado.

Isso pode ter sido feito para homenagear o já mencionado Deus Sobek.

  • Após todas essas espécies já mencionadas na Alustraria, foi encontrado um crocodilo meio albino, que tinha todo o corpo normal, exceto a cabeça, que era sua parte albina. Esse animal bem exótico matou um pescador.
Crocodilo na Floresta
Crocodilo na Floresta

Por isso, ele foi morto a tiros. Após pesquisadores examinarem seu corpo, foi descoberto que esse crocodilo era um enorme sobrevivente, pois tinha várias cicatrizes pelo seu corpo. Provavelmente, elas foram obtidas após intensas brigas.

  • Por mais que pareça estranho e assustador, existem espécies de crocodilos que têm a habilidade de subir em árvores. Por mais que você pense que esse fato não é tão raro assim de se encontrar, já foram vistas quatro espécies de crocodilos em cima de árvores.

Por isso, se você fugindo da perseguição de algum crocodilo, subir em uma árvore pode não ser uma boa ideia.

Espécies Extintas de Crocodilos

Confira abaixo as três espécies de extintas de crocodilos:

1 – Crocodyllus affinis

Espécie de crocodilo do segunda época da era Cenozoica (Eoceno) de um estado pertencente aos Estados  Unidos, chamado Wyoming.

2 – Crocodyllus Acer

Crocodyllus Acer no Lago
Crocodyllus Acer no Lago

Espécie extinta do Eocene de um dos estados dos Estados Unidos, o Utah.

3 – Crocodylus Anthropophagus

Crocodylus Anthropophagus
Crocodylus Anthropophagus

Essa espécie extinta teria habitado o famoso desfiladeiro da garganta de Olduvai, situado na Tanzânia.

Veja também

Alimentação do Dachshund: o Que Eles Comem?

O nome dessa raça é Dachshund, mas muitos chamam de salsichinha ou salsicha. É uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *