Home / Animais / Tucano-de-Bico-Verde: Características, Habitat e Fotos

Tucano-de-Bico-Verde: Características, Habitat e Fotos

No artigo de hoje vamos falar sobre uma ave muito diferente que possui nome científico de Ramphastos dicolorus. Estamos nos referindo ao exuberante tucano-de-bico-verde que habita as regiões sudeste e sul do nosso país. Preparado? É só continuar acompanhando!

Características do Tucano-de-Bico-Verde

O Tucano-de-bico-verde possui um bico de grandes  proporções, entretanto, este não pode ser considerado muito resistente. Além disso, seu corpo é formado pelas cores vermelha e amarela e são excelentes escaladores de árvores. Chegam a viver por quarenta anos quando estão no seu habitat  e se alimentam de frutas como cocos, goiabas e também de pequenos animais e ovos de outros pássaros.

São aves muito ativas e cheia de energia e é muito fácil encontrá-las pulando inquietas de um galho para outro. Podem chegar a medir quase cinquenta centímetros e produzem um barulho muito intenso durantes os seus voos.

Dispersam sementes de frutas nas fezes ou na regurgitação e não possuem hábitos de migrar para outras regiões. Voam de uma árvore para outra e se comunicam com os seus pares.

Uma característica interessante do tucano-de-bico-verde é que eles adoram tomar banho de chuva e procuram locais para se refrescarem mesmo na época da seca. Os ninhos dessa ave são construídos nas plantas e eles costumam ficar com o bico debaixo das suas asas.

 Habitat do Tucano-de-Bico-Verde

Os animais habitam o alto das árvores e podem ser encontrados em países sul americanos como o Brasil, Argentina, Bolívia e Paraguai. No nosso país são mais comuns nas regiões sul e sudeste em estados como: Tocantins, Minas Gerais e também Rio Grande do Sul.

O tucano-de-bico-verde é uma ave nativa das serras e florestas e pode ser encontrado em áreas mais montanhosas e até mesmo no litoral. Em algumas dessas regiões é possível observá-los em pequenos grupos aproveitando a água da chuva ou de pequenas poças d’água.

Reprodução do Animal

Essa espécie de tucano pode colocar até quatro ovos em cada ninhada que permanecem por um período de dezoito dias até eclodirem. O processo de acasalamento envolve um ritual de conquista até a cópula.

Primeiro o macho oferece alimento para a fêmea para iniciar a aproximação e em seguida acontece o acasalamento. No período de incubação dos ovos a fêmeas fica responsável por cuidar dos ovos e o macho fica responsável por levar comida para que a nova mamãe se concentre na função de chocar os ovos.

Logo após o nascimento, os pequeninos são alimentados pelas mães que oferecem pequenos insetos e frutas para os novos integrantes da família.

Um fato interessante sobe o tucano-de-bico-verde é que mesmo ele possuindo um bico muito grande as aves não conseguem escavam buracos nas árvores e costuma utilizar cavidades já feitas por outros animais como, por exemplo, os pica-paus

Ameaça de Extinção

Felizmente o tucano-de-bico-verde não é uma espécie que compõe a lista de animais ameaçados de extinção. Ainda assim, é muito comum que os indivíduos da espécie sejam capturados pela caça ilegal e levados para a venda em loja de colecionadores de pássaros.

Por esse motivo, a população tem diminuído consideravelmente e alguns dos animais sequer resistem ao transporte para o cativeiro.

Tucano-de-Bico-Verde Voando
Tucano-de-Bico-Verde Voando

Principais Informações Sobre o Tucano-de-Bico-Verde

Sistematizamos as principais informações sobre essa espécie. Vamos conferir?

  • Podem pesar até 400 gramas e não existe diferença de tamanho entre os machos e fêmeas da espécie.
  • Seu nome científico é Ramphastos dicolorus.
  • O seu bico é longo, verde, mas não apresenta muita resistência. É com o auxílio dele que os animais conseguem colher frutas e capturar alguns pequenos animais. É muito comum que os tucanos-de-bico-verde ataquem ovos de outras aves.
  • É um animal colorido. Além do bico verde possuem detalhes nas cores: vermelho, amarelo, cinza e azul ao longo do corpo. Suas garras são afiadas e ajudam que eles escalem nas árvores.
  • São aves que vivem em pequenos grupos que podem chegar a integrar até vinte indivíduos.
  • Podem dispersar sementes pelo seu habitat natural e são muito importantes para a propagação das espécies de frutas.
  • O período de reprodução acontece geralmente entre o período que vai de outubro até fevereiro. É possível que nessa época o tucano-de-bico-verde cante um pouco mais alto que o de costume. O “jogo de sedução” no período de acasalamento inclui limpeza nas penas da fêmea e comida especial. Tudo isso para conquistá-la e concluir a cópula.
  • Os ninhos ficam acima do solo e os tucanos aproveitam buracos feitos por outras espécies. Espertinhos, não é verdade? Como o seu bico não permite perfurações muito profundas essa é a alternativa encontrada pela ave.
  • A incubação pode durar até 18 dias e os ovos são chocados pela nova mamãe. O pai fica responsável pela captura de comida e leva até a fêmea que permanece concentrada na função de trazer os filhotes para o mundo. Com apenas quarenta dias de vida os pequenos tucanos-de-bico-verde já começam a arriscar as primeiras tentativas de voos em busca do seu próprio alimento.
    Tucano-de-Bico-Verde no Tronco de uma Árvore
    Tucano-de-Bico-Verde no Tronco de uma Árvore

E você já conhecia essa espécie? Nós aqui do Mundo Ecologia ficamos surpresos com a beleza dessa ave! Que tal nos deixar um comentário e nos contar o que achou dela? Caso tenha ficado alguma dúvida sobre as características e habitat do tucano de bico verde é só nos enviar uma mensagem, ok?

Aproveite para compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais e com os seus amigos. Ficamos muito felizes com a sua visita e esperamos que você continue acompanhando nossos artigos sobre os mais variados temas que envolvem animais, plantas e natureza! Até mais!

Veja também

Pato-de-Crista: Características, Nome Cientifico, Habitat e Fotos

A criação de patos é muito comum no Brasil, já que não exige grande trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *