Home / Animais / Tipos de Tatu: Espécies com Nomes Científicos e Fotos

Tipos de Tatu: Espécies com Nomes Científicos e Fotos

O tatu é um animal mamífero que frequenta terrenos úmidos, próximos de cursos d’água, em toda faixa marginal de florestas, entre o sul dos Estados Unidos e o norte da Argentina. Pertence a família Dasypodidae e à ordem Cingulata. Sua característica física é inigualável no reino animal, graças a sua carapaça dividida em cintas móveis e suas longas e desproporcionais garras. São conhecidas 21 tipos de tatus, todos de aspecto curto, robusto e musculoso.

Tatu-Galinha

Nome científico: Dasypus novemcinctus

Assim como toda sua família, o tatu-galinha alimenta-se tanto de outros animais (pequenos roedores, serpentes e lagartixas), como de plantas (tubérculos e raízes), característica de um animal onívoro. Sua dieta inclui até, carne em decomposição, embora a maior parte seja composta de insetos.

Sua armadura é formada por um mosaico de pequenas placas ósseas. É um animal de atividades noturnas. Todos os seus filhotes (de 4 a 12 por cria) são gêmeos idênticos e do mesmo sexo. O tatu-galinha apresenta uma cabeça pequena e alongada, de olhos miúdos e orelhas grandes e pontudas, com uma longa e fina cauda, medindo cerca de 60 cm. e pesando em torno de 5 kg, corpo castanho escuro e barriga de poucos pelos amarelada.

É um animal que não sobrevive a temperaturas extremamente baixas, razão pelo qual se abriga debaixo da terra para suportar os dias de frio prolongado. É capaz de percorrer grandes distância a nado e escavar longas tocas, graças a sua habilidade de permanecer até seis minutos sem respirar.

Tatu-China

Nome científico: Dasypus Septemcinctus

Possui as mesmas características do tatu-galinha, entretanto é bem menor, mede aproximadamente 25 cm. de comprimento e pesa menos de 2 kg., apresentando em sua carapaça menos cintas ósseas do que o tatu galinha. Talves por isso, também é conhecido como tatu-galinha-pequeno, entre outros nomes, dependendo da região. Assim como outros tipos, o tatu-china tem grande necessidade de hidratação, por isso vive próximo a rios e pântanos com boa oferta de água.

Tatu China ou Dasypus Septemcinctus
Tatu China ou Dasypus Septemcinctus

Sua carne é bastante apreciada para consumo por humanos e sua carapaça é utilizada na confecção do charango, um instrumento musical de coradas, semelhante ao alaúde e ao cavaquinho em termos de tamanho,  por isso sua preservação embora não seja ainda apontada como alarmante, requer uma certa preocupação, o tatu-china é um dos tipos que  ainda sobrevivem nas regiões áridas do nordeste brasileiro.

Tatu-Mulita

Nome Científico: Dasypus hybridus

Também conhecido como tatu-do-nariz-comprido-do-sul, é um tipo de tatu de hábitos diurnos.  Se alimenta especialmente de formigas e cupins, principalmente em formas de ovos, larvas ou pupas, gera entre 6 a 12 filhotes por ninhada, e seu estado de conservação encontra-se num estágio avançado de extinção em estado natural, com uma população decrescente no extremo sul do Brasil, Uruguai e Argentina, tanto pela caça, como pela degradação de seu ambiente natural. Muito semelhante ao tatu-galinha-pequeno ou tatu-china, tanto no peso, como no tamanho.

Tatu-dos-llanos

Nome científico: Dasypus sabanicola

O tatu-dos-llanos possui o mesmo porte do tatu galinha tanto no tamanho como no peso, sendo alguns indivíduos até um pouco maiores e mais robustos. Sobrevive bem em áreas de pecuária extensiva, mas encontra séries dificuldades de sobrevivência em regiões cultivadas, principalmente em função do uso de agrotóxicos que envenenam os insetos, seu principal alimento.

A mudança de uso da terra, antes ocupada por extensas pastagens, para a agricultura industrial (principalmente, arroz, soja e milho), plantações de madeiras e dendê, voltada para a produção de biocombustíveis, tem afetado significativamente a população destes tatus da Venezuela e Colômbia.

Tatu-de-Quinze-Quilos

Nome científico: Dasypus kappleri

Existem poucas referências quanto a história natural desta espécie, sabe-se que possui hábitos noturnos e que escavam tocas com mais de uma entrada em terrenos macios a beira das florestas nas regiões em torno de toda  a bacia amazônica. Sua dieta inclui insetos, e outros pequenos vertebrados e invertebrados, além de vegetais. São portanto animais onívoros. Apresentam alguns indivíduos de tamanho e peso superiores ao tatu-galinha.

Tatu-Peludo-Peruano

Nome científico: Dasypus pilosus

Esta espécie enigmática, também conhecido como tatu-de-nariz-comprido-e-peludo é um animal exclusivo dos Andes peruanos, em meio as florestas de neblina. Não fosse seus longos pelos castanhos-avermelhados ocultando sua carapaça, seria facilmente confundido com o tatu-dos-llanos.

Tatu Peludo Peruano ou Dasypus Pilosus

Mulita-de-Yepes

Nome científico: Dsypus yepesi

Nativo da Argentina, este tipo de tatu parece ser tolerante a diferentes condições ecológicas, desde ambientes xéricos a florestas montanhosas úmidas,  sua população pode se estender até a Bolívia e Paraguai, entretanto as informações sobre o status e sua tendência populacional não são consistentes.

Pichiciego-Maior

Nome científico: Calyptophractus retusus

Também chamado tatu-fada é o único tipo de tatu deste gênero. É um animal pouquíssimo conhecido, adaptado a cavar e viver sob o solo. Possui olhos e orelhas reduzidas, carapaça fixa e garras dianteiras bem desenvolvidas, adaptadas para escavação em solos moles e arenosos. É um tipo de tatu bem menor do que o tatu galinha, de tamanho inferior a 20 cm. de comprimento.

Tatu-Pelado-Chorão

Nome científico: Chaetophractus vellerosus

Também conhecido como tatu-cabeludo, este tipo de tatu vive em tocas inclinadas em dunas de areias do deserto. A isolação térmica de sua toca, mantendo-o protegido do calor intenso é obtida graças a profundidade que são cavadas. São ativos a noite durante o verão, e de dia durante o inverno, evitando os extremos de temperatura. Quando ameaçado ou manipulado reverbera um chiado, que justifica seu nome.

Grande-Tatu-Peludo

Nome científico: Chaetophractus villosus

Este tipo de tatu é o mais peludo do qual se tem notícia, eles tem muito pelo e boa audição, mas tem uma visão deficiente. Se locomovem pelo substrato com o nariz junto ao solo, utilizando suas garras para desenterrar materiais e troncos podres a procura de larvas, raízes, carniça, ovos, cobras e lagartos que encontrarem. Solitários, habitam áreas semi desérticas. Trocam constantemente de tocas. Tem o mesmo porte do tatu-galinha.

Tatu-Bola-da-Caatinga

Nome científico: Tolypeutes tricinctus

Este é o tatu do Brasil, foi escolhido como mascote da Copa do Mundo. Sua principal e mais conhecida característica é fechar-se, sob sua carapaça, assumindo o formato de uma bola, para defender-se de seus predadores.

Esta reduzida amostra de alguns tipos de tatus, que enriquecem a fauna da América do Sul , mais especialmente, fornecendo uma breve descrição de seu comportamento, hábitos e taxonomia, certamente mostra-se tímida em virtude do muito do que pode ser acrescentado a este artigo.

Utilize a seção de comentários acrescentando mais informações a este tema.

Veja também

Bull Terrier Preço, Valor Para Comprar e Fotos

Cachorros são os grandes amigos das pessoas no mundo animal, e isso é algo quase …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *