Home / Animais / Tigre: Habitat Onde Eles Vivem na Natureza

Tigre: Habitat Onde Eles Vivem na Natureza

O Habitat dos Tigres: O Lar Dessa Espécie na Natureza

Investigações apontam que já no Pleistoceno os tigres eram espécies bastante comuns em regiões como a Indonésia, Sumatra, Ilha de Bornéu, Filipinas, Ilha de Java, entre outras regiões próximas.

Mais recentemente, alguns estudos concluíram que o entorno do Mar Cáspio, do Mar Negro, Sibéria, trechos do Cáucaso, China, entre outras locais do continente asiático , também foram habitats bastante apreciados pelos tigres, e onde eles escolherem para viver em abundância na natureza.

No entanto, nos últimos 100 anos, os tigres foram praticamente varridos em boa parte desses territórios – o Oeste Asiático –, tornando-se espécies quase raras na região do Mar Negro, do Mar Cáspio, na Ilha de Bali, nas florestas da Turquia, entre outras regiões que tiveram que ceder espaço para o progresso.

Na verdade, estima-se que nos últimos 100 anos as áreas que um dia já foram habitats naturais para os tigres tenham encolhido pelo menos 40%. E por isso a sua presença com maior pujança hoje é limitada à região sudeste da Sibéria, à Ilha de Sumatra, Índia, trechos da Indonésia e à Ilha de Bornéu.

Nessas regiões, eles espalham-se pelas florestas úmidas, bosques, imensos prados, estepes geladas, savanas, além de outros tipos de vegetações, onde possam encontrar água em abundância, boa quantidade de presas e vegetação fechada.

Pois essas são as condições ideais para que possam utilizar-se da sua excelente camuflagem, que lhes confere uma excelente vantagem em florestas densas e quase impenetráveis.

O habitat ideal para um tigre – e onde eles podem viver em condições ideais na natureza – também deve contemplar uma boa quantidade de grutas, cavernas, imensas árvores ocas, matas fechadas, entre outros recursos semelhantes.

Essas são condições que eles geralmente encontram em diversos tipos de florestas úmidas do Nepal, nas vegetações perenes e manguezais da Tailândia, também nas florestas caducifólias da Indonésia e Índia, em áreas inundadas do Ganges, nas vegetações semiáridas do entorno do Mar Negro, entre outros trechos com características semelhantes.

O Comportamento dos Tigres nos Habitats Onde Vivem na Natureza

Habitat do Tigre
Habitat do Tigre

Os tigres são personagens solitários e de hábitos diurnos. Eles também caracterizam-se por serem espécies territorialistas, ou seja, demarcam um espaço, e, a partir daí, defende-o literalmente com unhas e dentes, como forma de determinar que ali será a sua morada por toda a vida, e onde criarão os seus rebentos.

Uma das principais características de um território selvagem que sirva como habitat para tigres, é que ele deverá, necessariamente, ser sempre 2 ou 3 vezes mais amplos para os machos, já que assim terão um maior acesso a uma boa quantidade de fêmeas e alimentos, além de manterem os outros machos sempre ao alcance dos seus olhos.

Entre 50 e 70km² costuma ser o tamanho da área “demarcada” pelos machos, e onde eles cultivarão as suas rotinas de acasalar e caçar, muitas vezes em condições que consideraríamos improváveis, como no caso da sua inacreditável habilidade de cruzar imensos lagos, lagoas e rios em busca de uma presa.

Outra característica interessante dessa espécie, é o fato de que os machos costumam iniciar o processo de demarcação dos seus territórios ainda jovens, em migrações sucessivas, enquanto as fêmeas permanecem o mais próximo possível da mãe, até que, com o tempo, sintam-se mais confortáveis para ampliar os seus horizontes.

A Espécie e As Suas Peculiaridades

Uma outra curiosidade a respeito dos tigres e dos habitats onde eles vivem na natureza, é que uma das maiores (senão a maior) taxas de mortalidade entre os membros dessa espécie é o resultado da busca arriscada por um território por parte dos jovens.

Estes, enquanto ainda não passam de um “projeto” de tigre, vivem perambulando à procura de um território, e, vez ou outra, invadindo algum já demarcado.

Essa demarcação geralmente é feita por meio do singular método de deixar o seu cheiro pelo caminho. E eles fazem isso com as suas fezes, urinas, arranhaduras em árvores e no solo, entre outras formas de mostrar que aquela terra ali já tem dono.

No caso das fêmeas, essa demarcação costuma ser feita para indicar aos machos o seu estado atual, se já estão em período reprodutivo, e, dessa forma, à disposição para o acasalamento.

Os tigres também costumam olhar uns aos outros com certa desconfiança. Entre eles – mesmo entre os que convivem no mesmo território – há sempre um clima de hostilidade e reserva. Mas em algumas situações podemos observar a quebra dessa regra, quando, por exemplo, um macho aceita dividir a sua caça com outros indivíduos.

O que podemos concluir é que as relações entre os tigres que habitam um mesmo espaço na natureza é, de certa forma, “civilizada”. Eles preferem mesmo é evitar-se, ao invés de entrarem em um atrito desgastante.

É como se cada um soubesse exatamente qual deve ser o seu espaço, e até onde podem ir sem invadir o do outro.

E aliás, para manter tal clima de “civilidade”, um macho – em disputa com outro por espaço – não pensará duas vezes na hora de colocar-se em posição de submissão, como forma de demonstrar que foi subjugado pelo “mais forte”.

Dessa forma, obterá deste a permissão para ocupar (a uma boa distância) o mesmo espaço – mas com uma recomendação bastante expressa de que se mantenha sempre a uma boa distância das fêmeas.

Conservação

O tigre é hoje um animal em grave risco de extinção. Reduzidos a trechos das Ilhas de Bornéu, Sumatra, Filipinas, Índia e a algumas paragens distantes da Indonésia, tornaram-se alvos fáceis para os famigerados caçadores de animais silvestres, que veem na sua pele e em outras partes do seu corpo, uma excelente fonte de renda.

A destruição do habitat dos tigres, com consequente devastação dos locais onde eles vivem na natureza, fez com que, de uma população de cerca de 100 mil indivíduos, chegássemos a não mais do que 3.000, em um período de mais ou menos 100 anos.

A World Wide Fund for Nature também atribui à caça para fins medicinais um dos motivos para essa realidade – como uma das práticas mais devastadoras para essa espécie, principalmente na China, onde esse hábito já comemora alguns milhares de anos.

Na verdade, pouco se sabe sobre os números exatos da população de tigres no planeta. O que se sabe apenas é que a Índia – ou mais especificamente o território de Bengala – é o seu principal refúgio.

É uma região que conseguiu manter não mais do que 10% do território original dos tigres, graças, em boa parte, aos esforços do Projeto Tigres da Índia, capitaneado por Indira Gandhi, que, juntamente com outros abnegados, vem conseguindo manter 25 reservas de proteção de tigres oriundos de várias regiões do continente asiático.

Os tigres fazem parte de uma comunidade – a família Felidae – considerada uma das mais exuberantes, agressivas e assustadoras da natureza. Mas, e para você, o que representa essa espécie. Deixe a resposta em forma de um comentário. E continue compartilhando as nossas publicações.

Veja também

Diferenças Entre Lince do Deserto, Jaguatirica e Gato Selvagem

A lince do deserto (nome científico Caracal caracal), a jaguatirica (nome científico Leopardus pardalis) e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *