Home / Animais / Texugo Mydaus Javanensis: Características, Peso, Tamanho e Fotos

Texugo Mydaus Javanensis: Características, Peso, Tamanho e Fotos

Muitos animais possuem espécies bem diferenciadas e interessantes. O texugo, mesmo, tem alguns tipos bem peculiares na natureza, como, por exemplo, o Mydaus javanensis, também conhecido como texugo fétido javanês, que, mesmo com esse nome, não é bem um texugo.

Vamos conhecer melhor esse animalzinho tão diferente e que vive apenas em algumas partes do mundo?

Principais Características do Texugo Mydaus Javanensis

Sendo originária da Indonésia e da Malásia, essa é uma espécie que, apesar do nome, não é parentes próximo dos verdadeiros texugos. Estão mais para, digamos assim, parentes do Velho Mundo dos nossos conhecidos gambás. O formato do corpo do Mydaus javanensis, no entanto, lembra bastante um texugo, mesmo sendo consideravelmente menores do que estes.

Em termos corporais, esse texugo fétido javanês tem, no máximo, 52 cm de cumprimento, e podem pesar até 3,6 kg. Sua pele é bem grossa, podendo ser ou preta ou marrom bastante escuro na maior parte do corpo, possuindo uma listra branca que vai da cabeça até a ponta da cauda. Já esta é curta, e mede cerca de 3,6 cm, sendo coberta por uma pelagem branca. A largura dessa faixa branca que se encontra nas costas do bicho varia de indivíduo para indivíduo, mas, em geral, ela é bem estreita e descontínua.

Em geral, o corpo desse animal é pequeno, atarracado, pesado e quase plantígrado. O focinho é móvel e pontiagudo, Enquanto que as pernas são curtas e musculosas, as garras são longas e fortes, sendo recurvadas nos pés dianteiros. Os dedos são unidos até a base das garras.

Além dessas características citadas até aqui, como o próprio nome sugere, esse texugo possui uma glândula de cheiro anal, que tem por função secretar uma substância fétida que o animal pode lançar contra qualquer ameaça, como um predador, por exemplo.

Principal Distribuição Geográfica do Animal

Esse texugo pode ser encontrado nas ilhas de Sumatra, Java e Bornéu, que formam as Grandes Ilhas de Sonda, localizadas na Indonésia. Já, com relação aos habitats, eles podem pertencer a uma variedade bem grande de lugares, incluindo as periferias de florestas, ou simplesmente em florestas secundárias.

Antigamente, acreditava-se que eles só viviam a altitudes de mais de 2.000 m acima do nível do mar, e raramente em planícies de terras baixas. Hoje em dia, no entanto, sabe-se que não é bem assim. Pesquisas recentes demonstram que eles vivem com frequência, sim, em altitudes bem abaixo de 2.000 metros.

Texugo Mydaus Javanensis em Seu Habitat

Ou seja, mesmo vivendo em poucos lugares em uma determinada área do mundo, eles se adaptam bem em ambientes um pouco diversos, contanto que não sejam extremos em se tratando de temperatura, por exemplo.

Comportamento Geral Desse Texugo

O texugo Mydaus javanensis são essencialmente onívoros, e seus hábitos apenas noturnos. Do reino animal, pode se alimentar de invertebrados, ovos e até mesmo de carniça. É durante a noite que eles entram nos solos macios com a ajuda de seus focinhos e de suas poderosas garras, procurando vermes e insetos em geral.

Durante o dia, contudo, esses animais dormem em tocas curtas, com menos de 60 cm de comprimento (só dá pra esconder o corpo deles, mesmo). Essas tocas são cavadas por eles mesmos, ou ficam com locais abandonados por outros animais.

Em termos de produção, interessante notar, por exemplo, que as fêmeas dessa espécie possui seis tetas (quatro que são peitorais e duas que são inguinais). A estimativa é que elas deem a luz de dois a três filhotes por ninhada, sendo que essas ninhadas são criadas naquelas tocas subterrâneas que falamos anteriormente.

Bom destacar ainda que esses animais, em geral, vivem em pares, ou seja, machos e fêmeas não se encontram apenas na época do acasalamento.

Armas para Caça e Predação

Para se alimentarem muitos animais na natureza dispõem de armas muito eficazes. No caso do Mydaus javanensis, as armas são suas fortes patas dianteiras, além das suas longas garras e do seu focinho alongado, possuindo, dessa forma, um excelente olfato. Dessa forma, eles se enraízam no solo macio à procura, essencialmente, de vermes e inseto.

Já quando ele é o caçado, esse texugo usa sua glândula fétida para soltar um cheiro insuportável (parecido com de um gambá). El simplesmente levanta o rabo, e solta uma secreção verde, suja e leitosa. A depender do predador, essa secreção pode ser nauseante prejudicial. Há relatos de seres humanos que desmaiaram somente com o fedor do bicho.

Quando ele é manipulado, inclusive, o Mydaus javanensis pode ser bastante feroz, rosnando e mordendo quando necessário.

Algumas Curiosidades Sobre o Mydaus Javanensis

Num passado longínquo, nativos da ilha de Java usavam o fluido da glândula fétida desse animal na confecção de perfumes para os sultões da região. Atualmente, alguns nativo do local caçam e matam o animal para alimentação, não sem antes retirarem suas glândulas fétidas antes. Essa substância que o animal secreta também era bastante usada na produção de cremes no combate a certas enfermidades, como febre e reumatismo.

Seu nome científico original era Mephitis javanensis, quando ele ainda não era colocado como pertencente ao grupo dos texugos. Inclusive, o nome mydaus é uma derivação da palavra grega “mudao”, que significa simplesmente “eu sou úmido”, fazendo referência ao desagradável cheiro úmido que exala.

Outros Texugos Fétidos

Além do Mydaus javanensis, existem outra espécie de texugo que podemos chamar de fétido, ou seja, que secreta substâncias malcheirosas. Eles fazem parte do gênero Mydaus, e que se assemelham à família Mustelidae, que é justamente a qual pertence o texugo verdadeiro. Essa outra espécie é chamada de texugo fétido de Palawan, ou, de nome científico Mydaus marchei. Tanto um como o outro vivem somente nas ilhas do arquipélago Malaio.

Acreditava-se que esses texugos fétidos tivessem relação com texugos oriundos da Eurásia, porém, pesquisas recentes feitas com o DNA desses animais indicaram que eles compartilham um ancestral em comum, e que também tem relação com os gambás, e é provavelmente a partir desse ancestral em comum que surgiu essa característica de exalar um fedor bem forte.

No geral, o texugo fétido javanês e o texugo fétido de Palawan são diferentes em diversos aspectos, tanto é que este último possui o seu próprio gênero, o Suillotaxus.

Veja também

Qual É O Animal Que Mais Come No Mundo?

Determinar, de forma precisa e definitiva, qual o animal que mais come no mundo não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *