Home / Animais / Tartaruga Cabeçuda ou Mestiça: Características e Fotos

Tartaruga Cabeçuda ou Mestiça: Características e Fotos

Essa incrível espécie de tartaruga está presente em praticamente todos os oceanos do mundo. Infelizmente, as recorrentes ameaças humanas tornaram a vida da tartaruga cabeçuda ou mestiça um tanto quanto complicada. 

Ela é classificada como vulnerável na lista mundial (IUCN) e aqui no Brasil está classificada como em perigo (MMA).

Conheça a seguir as principais características deste magnífico ser vivo, que nada em águas brasileiras e por onde passa, é capaz de chamar atenção de todos.

Características da Tartaruga Cabeçuda ou Mestiça

Tartaruga Cabeçuda Com a Cabeça Pra Fora da Água
Tartaruga Cabeçuda Com a Cabeça Pra Fora da Água

A tartaruga cabeçuda ou mestiça possui características únicas, diferente de todas as outras espécies. 

O tamanho de sua cabeça é avantajado se comparado com o corpo, como seu próprio nome diz.

Porém, ela recebe muitos outros nomes populares, como por exemplo: tartaruga-comum, tartaruga-amarela, tartaruga-meio pente, tartaruga cabeçuda e tartaruga mestiça.

Cientificamente, ela recebe o nome de Caretta Caretta e está presente na família Cheloniidae, dentro do gênero Caretta. 

Ela habitam sobretudo águas oceânicas, desde o Oceano Atlântico, Índico, Pacífico até o Mediterrâneo, e vem à praia apenas para desovar. 

No Brasil, elas podem ser encontradas desde o litoral do Rio de Janeiro, passando pelo Espírito Santo, Bahia e Sergipe.

Essas que são regiões onde as fêmeas vem até a praia para desovar, e consequentemente, os filhotes retornam ao mar quando eclodem os ovos. 

Você pode conferir algumas características específicas da tartaruga cabeçuda abaixo:

  • Habitam sobretudo águas tropicais, subtropicais e temperados do mundo todo
  • O habitat varia de acordo com a idade do animal, enquanto os filhotes vivem em alto mar, os adultos vivem em regiões que possam se alimentar com mais facilidade (entre 25m e 50m de profundidade)
  • O tamanho da tartaruga é grande se comparada às outras, ela pode medir até 136 centímetros de comprimento medindo toda a sua carapaça curvilínea
  • O peso varia entre 120 kg a 180 kg, porém, a tartaruga encontrada com maior peso foi com 227 kg.
  • Sua mandíbula é extremamente potente, capaz de triturar qualquer coisa, possui dois pares de placas pré-frontais e três pares de pós-orbitais (não queira nunca ser mordido por ela)
  • O casco (carapaça) do animal é constituído pela cor marrom, com tons amarelados e possui uma estrutura óssea, com placas laterais (cinco pares, o que torna-a única e a diferencia das demais espécies)
  • Suas nadadeiras são grossas, curtas e muito potentes, elas possuem unhas tanto nas dianteiras, quanto nas traseiras
  • Elas alimentam-se basicamente de peixes, caranguejos, moluscos, água vivas, mexilhões e vários outros invertebrados, ou seja, são consideradas carnívoras.
    Tartaruga Cabeçuda Dentro da Água
    Tartaruga Cabeçuda Dentro da Água

Elas merecem todo cuidado e atenção, já que correm sérios riscos de vida devido a poluição de seu habitat natural, às pescas predatórias e muitos outros fatores que diminuem a qualidade e a longevidade de suas vidas. 

Confira abaixo a situação atual de preservação da tartaruga cabeçuda e do seu habitat.

Tartaruga Cabeçuda Está Em Extinção?

Ela não é considerada um animal em extinção, porém, corre riscos de vida e pode a qualquer momento entrar nessa triste e cruel lista.

A espécie não possui um alto potencial de reprodução, já que a fêmea desova seus ovos na praia e volta apenas depois de 3 ou 4 anos quando produzem ovos novamente. 

No Brasil, atualmente, estima-se que as tartarugas cabeçudas colocam cerca de 8.000 ninhos por período reprodutivo.

E em âmbito mundial, estima-se que existam cerca de 60 mil fêmeas em idade reprodutiva. 

A IUCN (International Union Conservation of Nature) classifica a espécie como ameaçada, ou seja, não está em extinção, mas sim, corre sérios perigos de vida e de perda de habitat.

IUCN

Já aqui no Brasil, o MMA (Ministério do Meio Ambiente) classifica a espécie como em perigo, ameaçada também. 

Infelizmente, tanto a pesca predatória, quanto a pesca acidental, contribuem para os decorrentes problemas das tartarugas. 

Por elas ficarem “presas e enroscadas” nas redes dos pescadores, muitos indivíduos acabam sendo prejudicados e nada é feito em relação a isso. 

Outro fator que ameaça muito a vida das tartarugas, é a poluição do seu habitat natural, seja por plásticos, sujeira vinda das praias, garrafas, enlatados e muitos outros “lixos” que os humanos fazem e depositam no mar. 

Recentemente, o litoral de todo o Nordeste sofreu com um enorme despejamento de óleo, não se sabe ainda exatamente o que é, porém, sabe-se que essa ação criminosa afetou e vai afetar por um longo tempo a vida das tartarugas que vivem na região, e infelizmente, a tartaruga cabeçuda é uma delas. 

Ou seja, os principais predadores das tartarugas são os próprios homens, devido a vários descuidos e ações maldosas em relação ao meio ambiente, muitos seres vivos, de todas as espécies e tamanhos são prejudicados. 

E as autoridades, que deveriam proteger as espécies ou mesmo prestar esclarecimentos à população, parecem não se importar muito com isso. 

Mas fato é que a vida marinha aqui no Brasil corre sérios perigos e precisamos ficar atentos a isso, não apenas com as tartarugas, mas todas as espécies. 

Fotos Da Tartaruga Cabeçuda E Métodos De Preservação

Você pode conferir abaixo algumas fotos desses incríveis animais que habitam o litoral brasileiro e diversos oceanos do mundo todo. E conheça também os métodos de preservação presentes aqui no Brasil e no Mundo

Aqui no Brasil, diversas medidas foram tomadas ao longo dos anos para conter os riscos da população de tartarugas. 

O principal órgão responsável pelo controle e preservação de todas as espécies de tartarugas no Brasil é o Projeto Tamar, que realiza diferentes ações visando conscientizar a população e preservar as espécies de tartarugas.

Além disso, diferentes pesquisas, estudos, conscientização, educação ambiental e desenvolvimento sustentável são realizados pela organização, que precisa do apoio e da ajuda de todos que se preocupam com o meio ambiente e com os animais que nele habitam.

De fato, as tartarugas estão presentes no mundo há muito mais tempo que os seres humanos, estima-se que elas estão por aqui há pelo menos 100 milhões de anos, passando por diferentes períodos evolutivos. 

Sua vida é muito importante, e preservá-la é um dever de todos!

Achou a informação útil? Então compartilhe com seus amigos e amigas nas redes sociais e contribua para a preservação das tartarugas e da vida marinha!

Veja também

Sagui-de-Bigode: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

O Sagui-de-bigode (Saguinus myxtax), conhecido também como sagui-da-boca-branca, é uma espécie de macaco do novo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *