Home / Animais / Tarântula Amarela É Venenosa? Características E Nome Cientifico

Tarântula Amarela É Venenosa? Características E Nome Cientifico

Há muitas espécies interessantes de tarântulas, algumas mais ou menos agressivas e venenosas do que outras. Existe uma que merece destaque, e que é a que vamos abordar a seguir: a tarântula amarela.

Principais Características

Na verdade, essa espécie de tarântula não é necessariamente amarela, mas, um misto de amarelo com laranja (mais especificamente da cor dourada), o que deixa sua coloração bem característica e vibrante. Seu nome científico é Pterinochilus murinus, e ela é encontrada em Angola e na África do Sul.

Essa espécie foi descoberta e registrada pela primeira vez no ano de 1897 pelo zoólogo britânico Reginald Innes Pocock. Pertence a uma família bem específica desse tipo de aranha, que se convencionou chamar de “aranhas babuínos”, pois as suas costas, vistas de relance, realmente, parecem-se com o rosto desse primata.

Trata-se de uma tarântula relativamente pequena em relação a outras aranhas do tipo, medindo cerca de 6 cm (fêmeas) ou 4 cm (machos). Já os pelos que cobrem o seu corpo são mais curtos em relação aos das pernas, que são mais longos. Nas pernas, existem anéis alaranjados brilhantes, o que dá um aspecto ainda mais exótico a essa aranha.

São tarântulas de hábitos terrestres, mas podem, eventualmente, buscar moradia em troncos de árvores. Assim como acontece com outras espécies de tarântulas, a expectativa de vida das fêmeas é bem maior do que a dos machos, pelo fato deles morrerem logo após o primeiro acasalamento deles. Elas podem viver até 15 anos, e eles, apenas 4 anos.

Como É O Acasalamento Dessa Tarântula?

Pelo fato dos machos serem menores do que as fêmeas, em geral, o acasalamento entre eles é bem sucedido, apesar dessa espécie de tarântula ter a mesma peculiaridade macabra que tantas outras: da fêmea tentar matar e devorar o macho após o processo.

Quando se passam cerca de 10 semanas após o acasalamento, a fêmea, ou faz um único casulo, ou faz dois menores, em direção ao seu ninho. Em aproximadamente mais 8 semanas, nascem os filhotes, que já está bem desenvolvidos e parecidos com aranhas adultas.

E, assim como acontece com outras espécies de tarântulas, esta aqui não tem cuidados parentais com os seus filhotes, que, depois de algum tempo, saem da toca, e ficam por sua conta e risco.

Essa espécie de tarântula tem um crescimento muito rápido, inclusive, com os machos podendo amadurecer em pouco menos de 1 ano de idade, apenas. Essa tarântula está, por sinal, entre os tipos de tarântula com menor expectativa de vida.

Tarântula Amarela É Venenosa?

Foto de uma Tarântula Amarela na Teia
Foto de uma Tarântula Amarela na Teia

Como toda tarântula que se preze, essa daqui também tem sua peçonha. O que vai diferenciar entre as espécies é o grau do veneno que possuem. No caso desta aqui, seu veneno é especialmente forte, e a depender do local da picada e da quantidade de peçonha injetada, a dor pode ser bem intensa.

Por sinal, essa é uma espécie de tarântula que, mesmo pequena, possui certo grau de agressividade, e não tem medo de atacar caso se sinta acuada. Portanto, ele é uma das espécies menos indicadas para se criar como animal de estimação, visto que as tarântulas frequentemente são criadas em casa com essa finalidade.

Portanto, fica a recomendação: mesmo que o veneno dessa aranha não seja necessariamente mortal para os seres humanos, é aconselhável ter muito cuidado ao lidar com ela. Caso contrário, você terá o desprazer de sentir uma picada bem dolorosa. Para criadores que sejam novatos na área, não é nem um pouco indicado começar por ela, portanto.

Como É Criar Uma Tarântula Amarela?

Dono Brincando Com Sua Tarântula Amarela no Braço
Dono Brincando Com Sua Tarântula Amarela no Braço

Para quem é criador experiente, e quer criar esse bicho como animal de estimação, algumas dicas se fazem necessárias. Por exemplo: elas não exigem muita umidade, e o substrato usado nos viveiros deve ser levemente umedecido com um pouco de água. Para a aranha se ambientar melhor, coloque no terrário um pouco de terra, mais algumas lascas de árvores.

Caso tenha substrato suficiente, elas podem até mesmo cavar tocas como se estiverem na natureza. E, lembrando ainda que pelo fato dessa aranha escalar árvores, o terrário precisa ser um pouco alto, onde o tamanho mínimo recomendável tem que ser de 40x20x20 cm, que tenha entre 5 e 10 litros. Já a temperatura do ambiente precisa variar entre 22 e 26°C, não muito mais (ou muito menos) do que isso.

Já com relação aos alimentos, esses tipos de tarântulas se alimentam basicamente de grilos, vermes e gafanhotos, sendo que na maturidade, elas podem até mesmo comer pequenos filhos de ratos. Uma boa opção é colocar dois ou três grilos por semana para alimentação da tarântula amarela. É preciso também colocar uma pequena tigela de água, pois acredite: aranhas têm sede, e bebem água.

Tarântula Amarela se Alimentando
Tarântula Amarela se Alimentando

E, mais uma vez, vai a recomendação: ao manusear essa espécie de aranha, tenha muito cuidado. Ela é do tipo que não tem pelos urticantes, ou seja, não há “aviso” algum que a picada virá. Por terem presas bem pequenas, quase não se vê o local da picada, só sendo identificada (claro) graças à incômoda dor que causa.

Outros Aspectos Interessantes Da Tarântula Amarela

A espécie Pterinichilus murinus, pelo fato de viver em um ambiente muito duro e seco, adquiriu uma incrível resistência, além de ser muito rápida e defensiva (e ofensiva, quando necessário). Ele é tão arisca, e de comportamento tão imprevisível, que o seu apelido é “orange bitey thing” (ou seja, coisa mordedora laranja, em tradução livre). Não é à toa que ele veio diretamente dos cerrados das savanas, em um ambiente bastante inóspito.

Frequentemente, essa espécie é considerada uma espécie de híbrido entre tipos de aranhas arbóreas e terrestres. Dependendo do tipo, essa afirmação é verdadeira, já que essa tarântula tanto pode cavar tocas no chão, como tecer teias no alto das plantas para se abrigar.

Resumindo, essa é uma das mais interessantes espécies de tarântulas que temos na natureza. Bastante resistente, mas também muito agressiva, não é o espécime ideal para criadores amadores terem em casa. Mas, pra quem tem experiência, e quiser se arriscar, trata-se de um animal bem exótico ideal pra quem aprecia cuidar desse tipo de bicho.

Veja também

Barata Australiana: Características, Nome Científico e Fotos

As baratas muitas vezes causam espanto, isso é fato. Pois andam pelos lugares mais inóspitos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *