Home / Animais / Saola: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

Saola: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

Segundo a ONU, a década em que estamos vivendo (de 2011 até 2020) é a “Década da Biodiversidade”. Por isso, em 2010, foram propostas alguns metas a serem cumpridas para que a humanidade tenha ciência dos valores da biodiversidade mundial e passe a se preocupar mais em preservá-la.

Porém, agora que estamos no último ano da década, estamos longe de cumpri-las. Cabe as ONG’s o papel principal na luta de preservação de várias espécies, dentre elas, está o Saola. Mas afinal, que espécie é essa?

Características Gerais do Saola

Em relação ao seu nome, a palavra “saola” em vietnamita significa Vu Quang ox, o que quer dizer “Chifrudo de Vu Quang”, por isso, é reconhecido como o Unicórnio Asiático. O Saola (pronuncia-se “sow-la”) é conhecido cientificamente como Pseudoryx nghetinhensis; que significam respectivamente “falso ou pseudo”; Nghe e Ha Tinh, que são suas províncias do Vietnã.

Analisando toda a sua taxonomia, podemos dizer, que seu reino é o Animal, seu filo, dos Vertebrados; e a sua classe é dos Mamíferos. Afunilando ainda mais, o Saola é um animal que faz parte da família dos Bovídeos. Este táxon se subdivide em dez famílias, dentre elas, a subfamília dos Bovíneos, da qual o Saola faz parte. Dentro dos animais bovinos, se dividem em 10 gêneros e 20 espécies, sendo o gênero e espécie do Saola, o Pseudoryx nghetinhensis.

Pseudoryx Nghetinhensis

Historia

O Saola foi descoberto pela primeira vez há apenas 28 anos pelo Dr. Do Tuoc, que liderou uma expedição do Fundo Mundial da Natureza à Reserva Natural de Vu Quang, na zona vietnamita das Montanhas Anamitas. Desde então, o enigmático Saola só foi visto na natureza em quatro ocasiões; e pesquisadores de todo o mundo, têm procurado vislumbrar um Saola ao vivo – sem muito sucesso na maior parte das vezes. 

Através dos dados obtidos, pesquisadores afirmam que o animal possa existir há mais de oito milhões de anos. Isso pode ser comprovado, devido à pinturas rupestre encontradas nas cavernas Montanhas Anamitas, que podem conter pistas de quando esses animais foram observados e caçados há milhares de anos.

Morfologia

Pouco se sabe sobre esse animal, embora um pesquisador tenha conseguido capturá-lo e tenha feito medições antes de divulgar sua descoberta ao mundo. Com cerca de um metro de altura (das patas ao ombro) e pesando entre 80 e 100 kg; o Saola apresenta um pelo castanho-avermelhado parecido a um antílope, e distintas marcas brancas por todo o rosto e pescoço. Possuem também uma longa faixa branca em seu dorso e uma cauda de coloração preta, bastante cheia.

Além disso, sua característica mais proeminente é, sem sombra de dúvidas, seus chifres longos, lisos e afiados; localizados de forma paralela, acima de sua cabeça. Ambos têm aproximadamente 50 cm de comprimento e são encontrados tanto em machos, como nas fêmeas.

Habitat e Comportamento do Saola

Ele costuma viver nas florestas tropicais das planícies com pouca ou nenhuma estação seca. Embora raramente seja visto, ocupa as encostas e vales mais baixos das Montanhas Anamitas, que se estendem pelo Vietnã, Laos e o nordeste do Camboja. 

Os vietnamitas locais hoje em dia ainda se referem ao Saola como um “animal educado”, devido à sua timidez inerente. É um animal solitário, pois dados afirma ser muito difícil vê-lo na companhia de outras espécies.

Pseudoryx Nghetinhensis em seu Habitat

Reprodução do Saola

A época de reprodução dos Saolas (que é classificada como sexuada) ocorre uma vez ao ano, junto a época de chuvas do ambiente em que vivem. Após 24 horas do acasalamento, a fêmea fecundada tem aproximadamente nove meses de gestação e dá à luz a somente um pequeno Saola (tal qual seus parentes bovinos). A expectativa de vida dos Saolas, segundo estimam os pesquisadores, pode ser entre 7 a 12 anos.

Alimentação do Saola

A maioria dos alimentos do Saola, são comidas de fácil mastigação, porque sua arcada dentária é pequena e seus dentes têm um baixo potencial corte e trituração. Por isso, entre os alimentos que formam o corpo de sua dieta (que por sinal, é herbívora) estão: árvores e plantas da região, mas, principalmente, folhas de figueira e seus talos, localizados próximo à margem dos rios.

Alimentação do Saola

Preservação do Saola

Por ser um dos mamíferos mais raros do mundo, o Saola é integrante da Lista Vermelha de Deficiência de Dados da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), classificado como “em estado crítico”. Com a crescente destruição das matas para dar lugar a estradas e novos desenvolvimentos agrícolas, lentamente o habitat florestal do Saola está diminuindo. 

Autoridades no Vietnã, comprovaram que muitos dos novos trabalhadores da construção civil caçaram Saolas para comer/vender sua carne. No ano passado, a organização WWF e o governo vietnamita coletaram 3700 armadilhas e entre 2010 e 2018, um total de 127.000 utensílios de caça foram confiscados e destruídos. Durante as análises por parte de ONG’s e o governo, tragicamente, os Saolas são vistos presos e/ou encontrados como carcaças, pois os caçadores furtivos estão mais interessados ​​em espécies maiores, de onde a carne será mais lucrativa.

Estes últimos são vendidos aos fornecedores intermediários, para embelezar as mesas de pessoas endinheiradas nos restaurantes de luxo do Laos e do Vietnã, onde a carne de animais selvagens se tornou um prato da moda.

Felizmente, o Saola ainda existirá por pelo menos mais 20 anos. E isso só será possível devido à:

  • Crescente vigilância dos moradores locais, pois, com a invenção dos dispositivos móveis e smartphones, eles desempenham um papel importante ao alertar as equipes responsáveis, quanto ao paradeiro dos caçadores e as demais atividades ilícitas desempenhadas por eles.
  • É também pelos incansáveis esforços de organizações como a WWF e as campanhas de conscientização ambiental do Vietnã, que mais do que proteger o Saola, essas entidades e organizações batalham para que o ambiente natural do Saola seja preservado das interferências humanas; e que a luta para a preservação do bovino ganhe voz ao nível mundial.

Há pouca dúvida de que o Saola é um dos melhores segredos descobertos nos último anos. Se por um acaso, você for ao Vietnã e tiver a sorte de ver e fotografar um espécime, nunca revelará a localização do local onde este animal foi testemunhado, é claro, por razões muito óbvias.

Veja também

Ornitorrinco: Filo, Classe, Reino, Gênero, Família e Espécie

O ornitorrinco é um animal muito curioso. Ele possui características únicas, peculiaridades que nenhum outro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *