Home / Animais / Saliva de Cachorro é Bom para Feridas?

Saliva de Cachorro é Bom para Feridas?

Caso você tenha um cão e ele tenha se ferido, é comum que lamba suas próprias feridas. E, algumas ocasiões, quando uma pessoa que estão próxima a ele se fere, o hábito é o mesmo: lamber os machucados de quem quer que seja.

Mas, será que isso faz mal de alguma forma? A saliva do cachorro tem algum poder cicatrizante, ou simplesmente pode provocar alguma infecção? Bem, isso vamos descobrir agora.

Pra que Serve as Lambidas de um Cachorro?

É por meio de suas lambidas que um cão comum expressa afeto, simbolizando uma carícia, por exemplo. Fora o fato de que é através desse ato também que o animal consegue identificar o estado de espírito do seu dono.; Tipo: se a pessoa estiver triste, é normal o cachorro lamber suas mãos e face.

Quando nascem, os pequenos cachorro tem como primeiro meio de comunicação as lambidas que a mãe dá. Isso, além de estimular a respiração, ainda os deixa limpos. Ao mesmo tempo, os filhotes lambem o focinho da mãe como que para demonstrar submissão, e que pode ser interpretado dessa maneira quando um cão adulto lambe o seu dono.

Por fim, podemos dizer que as lambidas habituais dos cachorros servem como um método bastante eficaz de reconhecimento do ambiente por meio do paladar, assim como as crianças fazem. Assim, eles podem explorar e interagir em diferentes lugares, e, dessa forma, não se perdem.

Lambida com Propriedades Curativas

É preciso esclarecer uma coisa: da mesma forma que em todos os seres vivos, a saliva de um cachorro contém uma substância responsável pela regeneração dos tecidos, que é a enzima lisozima. Ela promove a coagulação do sangue, prevenindo ainda infecções causadas por certas bactérias.

A saliva de um cão, falando mais especificamente ainda, é eficiente no combate à Escherichia coli e à Streptococcus canis. Em, suma, podemos dizer que o hábito dos cães em lamberem as suas feridas é, de certa forma, benéfico, pois acelera na cicatrização.

Cão Lambendo sua Ferida na Pata
Cão Lambendo sua Ferida na Pata

No entanto, é bom salientar também que lamber demais uma ferida sua é prejudicial para o cachorro em questão, já que esse ato pode causar glanulomas, ou mesmo infecções estomacais devido à ingestão de bactérias. Sem contar ainda que a raiva pode ser transmitida de um animal para o animal, caso o cão saudável lamba a ferida de um que esteja infectado.

Ou seja, mesmo se o cachorro vive em um ambiente relativamente limpo, ainda assim, o risco dele estar com a saliva contaminada (nem que seja apenas um pouco), é bem grande.

Mas, e Lamber a Ferida de um ser Humano? É Prejudicial para essa Pessoa Também?

Na verdade, sim. Mesmo que a saliva desse animal possua, sob certo aspecto, propriedades cicatrizantes, importante destacar que, apesar da baba do animal ser antibacteriana, dados os hábitos cotidianos de um cão comum, ele também está cheias de bactérias, e muitas delas podem aproveitar a sua ferida para entrarem em seu organismo.

Alguns desses hábitos corriqueiros de um cachorro incluem lamber urina, excrementos, cheirar o chão, ou mesmo limpar seus genitais com o auxílio da boca. Portanto, quem deixa um cachorro lamber as suas feridas corre o risco de ser infectado por milhões de bactérias, que, com certeza, farão mal à sua saúde.

Além da raiva, a lambida de um cachorro nas feridas de uma pessoa, também pode causar micoses e verminoses. Sem contar que a própria umidade proporcionada pela saliva do animal é ruim para a cicatrização de uma ferida, que, por recomendação, precisa ficar seca.

Conclusão: quando tiver uma ferida, provocada pelo o que quer que seja, não é recomendável deixar o seu cãozinho lambê-la, mesmo que ele tenha a melhor das intenções, e esteja demostrando afeto ao dono. A saída é: evite ao máximo que isso aconteça, mas sem deixar o seu pet triste de alguma forma.

E, Quanto aos Cachorros Lamberem suas Próprias Feridas? Faz Mal pra Eles?

Na verdade, um cão não tem consciência se a saliva dele pode ou não ter propriedades curativas, mas, o que se sabe é que ele lambe seus machucados pelo simples fato de doerem e coçarem. Sem contar ainda que esse ato é motivado também pelo instinto do cão, que, no meio selvagem em que viviam antigamente, deveria ser algo de grande ajuda lamber suas feridas.

Em geral, quando esse animal está operado, ou com alguma ferida aberta, o mais recomendado é colocar um daqueles colares isabelinos para evitar que o animal mexa no machucado até que ele cicatrize por completo (em gatos, o procedimento é o mesmo).

Portanto, não é bom que o cão lamba suas feridas, nem as das pessoas que convivem com ele, pois isso pode gerar doenças infecciosas sérias tanto pra um, quanto para o outro.

E, o que Fazer se um Cão se Lambe Muito?

Não é raro que os cães domésticos lambam de maneira compulsória a si, além das pessoas que convivem com ele. De fato, lamber muito o seu dono é uma prova inquestionável de afeto por parte do animal. Porém, também não deixa de ser um inconveniente se isso é feito praticamente o tempo todo.

Caso isso seja um costume que ficar próximo do exagero, é recomendável ignorar as lambidas e sair do ambiente em que o animal se encontra. Ou seja, deve-se ignorar o cão por certo tempo. Através da repetição, o cão irá aprender a se controlar mais.

Cão se Lambendo Muito? Monitore!
Cão se Lambendo Muito? Monitore!

E se, por acaso, ele se lambe o tempo todo, mesmo que não seja para molhar alguma ferida, é porque, provavelmente, ele deve estar entediado de alguma forma. Nesse caso, basta mantê-lo ocupado com exercícios rotineiros. Mas, isso também pode ser alergia de pele ou dores nas pernas.

É necessário ficar atento a esses hábitos, pois o cachorro pode estar passando por algum problema, sem que você saiba. Nesse caso, o mais indicado é levá-lo a um veterinário, e constatar qual a causa de tantas lambidas.

Esperamos que essas informações tenham esclarecido uma dúvida frequente entre os criadores de cães por aí, e que certas coisas sejam evitadas (tanto para o bem desses animais, quanto para o nosso).

Veja também

Saiba Tudo Sobre Cabrito

Tudo Sobre o Cabrito: Características, Nome Científico e Fotos

Cabras, bodes e cabritos são os correspondentes macho, fêmea e filhote do mesmo mamífero ruminante. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *