Home / Animais / Salamandra Brasileira: Características, Nome Científico e Fotos

Salamandra Brasileira: Características, Nome Científico e Fotos

Você conhece a salamandra brasileira? Deseja saber um pouco mais sobre esse animal? Você está no lugar certo! Continue lendo esse artigo e aprenda tudo sobre esse animal.

Quando estudamos um pouco mais sobre o mundo animal, percebemos o quão variável são as espécies de animais que povoa o nosso planeta Terra, não é mesmo?

Cada animal, possui sua importância para a manutenção de todo o ecossistema. E uma alternativa de respeitar todos os animais, é conhecê-los um pouco mais. Para, assim, saber qual a melhor forma de tratá-los, para que haja a manutenção da espécie.

Nesse artigo, vamos falar um pouco mais sobre a salamandra, que faz parte do grupo dos anfíbios e pertencem à ordem Urodela também chamada de Caudata. Essa classe possui cerca de 550 espécies. Mas aqui no Brasil há apenas cinco salamandras que são mais conhecidas, existentes na região amazônica.

As Características da Salamandra

Esses animas apresentam corpo alongado, com uma cauda em uma extremidade, e em alguns casos, e 4 patas funcionais.

O tamanho da salamandra brasileira varia entre 3 e 30 cm. Algumas das espécies encontradas fora do nosso país como, por exemplo, na China e no Japão, podem chegar a ter cerca de 1 m e comprimento.

Apesar de existirem espécies terrestres e aquáticas, durante o processo de larva, todas as espécies são aquáticas.

Salamandra Características

Apesar de visualmente as salamandras sejam muito parecidas com os lagartos, a sua pele é lisa, não possui escamas e é bem lustrosa. Em sua pele existem algumas glândulas que ajuda na manutenção da umidade.

As glândulas que ficam em sua pele possuem importância fundamental para a respiração dessa espécie (respiração tegumentar). Apesar de algumas espécies possuírem respiração pulmonar.

As salamandras são animais ectodérmicos, ou seja, a sua temperatura (a do corpo) depende da temperatura do ambiente.

A Alimentação das Salamandras

Elas são animais carnívoros estejam tanto passando pela fase de larva como em sua fase adulta. Isso acontece quando as salamandras capturam as suas presas, ao projetarem a sua língua até elas.

Dentre as preferências alimentares estão insetos, pequenos animais, algumas larvas, pequenos crustáceos e peixes, entre outros.

Alguns estudos relatam que há a presença de uma relação de canibalismo em algumas espécies de salamandras, pois elas conseguem se alimentar de larvas da mesma espécie.

Locomoção das Salamandras

A maioria das salamandras que vive na Terra, se assemelha a dos primeiros tetrápodes. Nesse caso, eles se movem por meio de ondulações laterais do corpo, e também da sua cauda. Os movimentos das patas também são articulados como ondas.

A Reprodução das Salamandras

Esse animal se reproduz principalmente por fecundação interna. O que varia entre as espécies é a forma de colocar os ovos, pois ela pode ocorrer na terra ou na água.

A maioria das salamandras passa por uma fase larval, (metamorfose) antes de chegar à fase adulta, é o que chamamos de desenvolvimento indireto. Na fase de larva, elas apresentam algumas brânquias externas, que não permanecem durante a fase adulta.

O Veneno da Salamandra

Algumas pessoas possuem muito de salamandras por elas serem venenosas, mas será que isso é bem verdade? Assim como outros anfíbios existentes no mundo, a salamandra possui algumas glândulas que secretam um tipo de toxina.

No entanto, a toxina que é liberada não prejudica o ser humano, e serve apenas para a defesa do animal, contra outros predadores que podem querer atacá-la. Elas não inoculam veneno, apenas procuram preservar a sua espécie se protegendo.

Veneno da Salamandra

A Figura da Salamandra no Passado

A salamandra foi um animal bem conhecido na Idade Média, e era considerada um tanto diabólica, que seria até capaz de renascer do fogo. Mas é claro que essa era uma ideia bastante equivocada.

O que acontecia é que as salamandras se abrigavam em pequenos troncos velhos, e caso eles pegassem fogo, elas saiam de forma bastante rápida. O receio desse animal era tão grande, que muitas pessoas procuravam até mesmo exorcismo.

https://www.youtube.com/watch?v=SdXwlrhSTbg

Conservação da Salamandra Brasileira

Os anfíbios, em geral, passam por dificuldades de adaptação porque são geralmente muito afetadas quando ocorre mudanças em seu habitat. Essas mudanças podem ser causadas pelo excesso de poluição, desmatamento, ou destruição por conta de avanços na agropecuária.

As atividades humanas em habitats que abrigam essas espécies causam tanto uma perturbação ecológica, como colocam os animais em perigo. Como, por exemplo, animais podem ser atropelados, envenenados etc.

No Brasil, há diversos grupos representantes da comunidade científica, que possuem como meta cuidar cada vez mais do meio ambiente e das espécies ameaçadas.

Além disso, de acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), a inserção de tópicos em livros didáticos e salas de aula sobre preservação de espécies, estimula que os alunos se tornem cidadãos preocupados com o mundo que vivem e com as mais diversas espécies que nele habitam.

Por isso, é muito importante que haja a elaboração, bem como a prática de políticas de preservação do meio ambiente em nosso país. Dessa forma, as espécies tanto da flora como da fauna, podem ser preservadas, e o meio ambiente como um todo agradece, abrigando as diversas espécies que existem no planeta.

Algumas Curiosidades Sobre as Salamandras

Que tal você saber um pouco mais sobre esse animal? Elencamos aqui as principais curiosidades sobre as salamandras. Vejamos a seguir:

Curiosidades Sobre as Salamandras
  • Elas fazem parte do grupo de animais mais antigos do nosso planeta. Alguns dos fósseis de salamandra datam cerca de 160 milhões de anos.
  • Para se defender de possíveis predadores, elas emitem alguns sons a fim de amedrontá-los.
  • As salamandras que possuem pelo em seu corpo e manchas de cores fortes, são as que possuem mais venenos, e são mais temidas pelos seus predadores.
  • A salamandra-de-fogo possui o corpo preto, com algumas manchas amarelas. No entanto, são vistas com maior intensidade na região da Europa.
  • Elas possuem a capacidade de regeneração do corpo. Nesse caso, quando perdem uma parte da cauda, ela pode ser regenerada.
  • As cores mais comuns da salamandra são: preta, laranja, marrom e verde. No entanto, algumas são mescladas como verde com marrom, vermelho com preto, etc.

Veja também

Affenpinscher

História do Affenpinscher, Personalidade e Origem da Raça

Hoje vamos conhecer um pouco mais a fundo sobre a raça Affenpinscher, já fizemos um …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.