Home / Animais / Sagui-De-Tufos-Pretos Ou Mico-Estrela: Características E Fotos

Sagui-De-Tufos-Pretos Ou Mico-Estrela: Características E Fotos

Provavelmente você já ouviu falar em Saguis. São pequenos macaquinhos que podem até invadir centros urbanos ou casas. São populares e podem ser encontrados com mais facilidade do que outros animais silvestres. Fazem parte da cultura popular já foram inspirações para diversas animações e desenhos. Assim como outros primatas são inteligentes e sociais. Vamos conhecer melhor!

Características dos Saguis-De-Tufos-Pretos

O saguis-de-tufos-pretos são pequenos primatas brasileiros. O nome se dá por causa de dois tubos de pelos localizados nas extremidades de sua cabeça, separados por uma mancha branca no centro da sua testa.

Quatro Sagui-De-Tufos-Pretos

É conhecido também como mico estrela. São extremamente pequenos em relação aos outros primatas, podem pesar em média 250 gramas. Muito diferente comparado ao maior primata que pode pesar até 220 quilos. Medem no máximo 35 cm e sua cauda pode chegar ao mesmo tamanho do seu corpo. Ela pode servir de equilíbrio estabilidade para a locomoção do sagui.

Assim como alguns outros primatas, esses saguis podem formar grupos. Suas colônias podem conter até 15 indivíduos. Podem ocupar até um quilômetro de floresta. Entre esses grupos existe uma certa hierarquia entre as fêmeas. Algumas podem procriar, e essas são as comandantes. Enquanto as outras não podem. Os saguis em geral têm hábitos diurnos, ou seja, durante o dia eles caçam, socializam, acasalam-se e se alimentam. Já durante a noite eles fogem de possíveis predadores. Considerando o seu tamanho e seu despreparo, dificilmente eles podem enfrentar suas ameaças.

Alimentação Dos Saguis-De-Tufos-Pretos

Esse primata apresenta uma alimentação diferenciada. Sua dieta inclui gomas, seivas ou látex das árvores. Isso se trata de uma substância liberada de dentro dos troncos de algumas árvores. Essa substância pode conter nutrientes e vitaminas necessárias para alimentação desses macacos.

A dieta dos Saguis de Tufos Pretos pode conter também vegetais, porém 50% dela é composta dessas gomas retiradas das árvores.

Essa alimentação restrita faz com que o macaco necessite somente de uma ou duas árvores para se alimentar. Para isso eles marcam essas árvores com seu cheiro, ou seja, eles deixam seus dejetos, para que a competição por aquela árvore seja menor. Eles precisam fazer isso pois, após a perfuração para retirada da goma, é necessário que seja e que é necessário esperar um tempo até que a árvore libere essa substância. Esse tempo outros macacos podem chegar aí e retirar a goma de dentro do tronco. Usando a técnica de demarcação de território, outros macacos ficam impossibilitados de roubar árvore escolhida.

Reprodução dos Mico-Estrelas

Esses primatas podem chegar a maturidade sexual com apenas 18 meses de vida. Nesse período após o acasalamento com as fêmeas, as fêmeas dão a luz a dois pequenos filhotes, depois de uma gestação que pode levar de 140 a 160 dias.

Depois desse período, o filhote nasce. Esse filhote é de responsabilidade de todo o grupo. Ele se alimenta e se amamenta através de sua mãe, porém a sua proteção, ensino, e cuidados são de responsabilidade do grupo. Sua locomoção é por conta do seu pai. Ele e o carrega em casos de locomoções longas e ensina a caçar e sobreviver.

Esse processo entre sua infância, adolescência e fazer adulta deve levar em torno de 20 meses. Aos 18 meses ele já está pronto para reproduzir novamente.

Habitat E Criação dos Mico-Estrelas

Os Saguis de Tufos Pretos são nativos do solo brasileiro. Podem ser encontrados em regiões centrais como Goiás, Maranhão, e também podem ser encontrados ao norte do país e ao norte do Sudeste, em estados como São Paulo e Rio de Janeiro.

Portanto seu habitat preferido são florestas do cerrado. Podem ser muito adaptáveis e resistentes a falta de água.

Apesar de serem ativos apenas alguns lugares do país a invasão do homem e ambição por ter esses animais silvestres por perto, fez com que essa raça fosse propagada para mais lugares. Apesar de isso parecer uma boa propagação, pode fazer mal à raça, à biodiversidade e causar até a extinção desses animais.

Fotos do Mico Estrela

É possível criar esses animais com autorização do governo. Porém não é recomendável. Apesar de serem adaptáveis, ao viverem em centros urbanos, podem contrair doenças e serem expostos a situações que podem machuca-los ou machucar outras pessoas.

De qualquer forma o local adequado para seu crescimento e desenvolvimento precisa ser grande, ensolarado, espaços e bem equipado. Esse animal precisa de acompanhamento veterinário constante, abrigo, e possibilidade de socialização.

Curiosidades do Sagui-de-Tufo-Preto

A observar o comportamento de um primata, é notória a inteligência e desenvoltura que esses animais têm. Além da simples observação, diversas pesquisas e estudos já constataram que os primatas estão entre os animais mais inteligentes. Além disso seu comportamento, organismo, DNA e até estrutura são muito parecidos com estruturas humanas.

Apesar desses macacos pequenos não estarem entre os animais mais parecidos com os humanos como gorilas ou chimpanzés, seu comportamento em grupo pode ser muito parecido com humanos e pode ser surpreendente a inteligência e capacidade de comunicação desses animais.

Em estudos já foram comprovadas diversas situações em que esses animais apresentam sarcasmo, interesse, emoções e sentimentos. O uso de ferramentas no dia-a-dia também é algo surpreendente. Nenhum outro animal tem essa capacidade motora de pegar algo e transformar em outra coisa. Por exemplo, esses animais conseguem transformar gravetos em objetos pontiagudos para que os ajudem a perfurar e caçar.

Os saguis também já serviram de sentinela, entenda: muitos acreditam que doenças como febre amarela vem desses animais. A ignorância e falta de conhecimento faz com muitas pessoas cheguem a machucar e matar alguns saguis, pensando que são os culpados pela propagação da doença.

Pelo contrário, esses macacos são os primeiros a contrair a doença e são os primeiros a avisarem que essa doença está chegando aos centros urbanos. Isso já aconteceu em diversas metrópoles como São Paulo, por exemplo. Na costa do país, muitos animais começaram a morrer de febre amarela, esse foi o tempo suficiente para que vacinas e campanhas de prevenção fossem preparadas para que pudéssemos estar prontos para a chegada do vírus na região metropolitana. Foi exatamente o que aconteceu, quando o vídeo chegou, as campanhas já estavam em ação. Mais uma vez, a natureza provou seu valor.

Veja também

Cachorro Passando a Pata no Rosto e no Focinho: o Que Fazer?

Você é capaz de analisar como seu cachorro está se comportando? Algumas condutas podem indicar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *