Home / Animais / Reprodução do Rinoceronte: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Rinoceronte: Filhotes e Período de Gestação

Rinocerontes normalmente vivem solitários, mas na savana, às vezes pequenos rebanhos podem ser vistos. Ambos são poligâmicos e poliândricos, ou seja, os machos e as fêmeas têm vários parceiros. Sua comunicação é essencialmente olfativa.

Comportamento Social do Rinoceronte

A lama é a maior proteção para os rinocerontes, não para a casca visual. A lama é essencial para resfriá-los, protegê-los dos insetos, suavizar e proteger a pele do sol. Durante o dia o rinoceronte dorme; eles são principalmente ativos ao entardecer e à noite.

Exclusivamente herbívoros, eles são essencialmente filófagos. O rinoceronte adapta sua dieta de acordo com o ambiente: o rinoceronte negro, cujo lábio superior é preênsil, se alimenta de folhas de acácia ou de outros arbustos espinhosos; o rinoceronte branco, com boca larga e lábios quadrados, roça a grama; Os rinocerontes asiáticos são mais ecléticos e consomem toda a vegetação ao seu alcance (galhos, botões, gramíneas).

Esses mega-herbívoros digerem as plantas por uma fermentação que ocorre no cólon. Ao contrário dos ruminantes, eles são monogástricos; também os rinocerontes adultos que pesam mais de uma tonelada devem consumir 50 kg de plantas por dia, até 100 kg às vezes.

A pele grossa serve como uma concha durante as lutas estabelecidas para dominância. As placas de pele do rinoceronte indiano, com formas vascularizadas ricas, tem grandes pregas que aumentam a superfície de troca e promovem a regulação térmica transferindo o calor para os maiores pedaços de pele que atuam como refrigeradores.

Esses animais evitam humanos e atacam quando se sentem ameaçados, principalmente para proteger rinocerontes jovens. Muito raros, esses ataques podem, às vezes, causar ferimentos graves devido ao poder do animal e ao perigo que seu chifre representa.

Comportamento Social do Rinoceronte

Os rinocerontes são frequentemente acompanhados de pássaros que se empoleiram na pele e os limpam de pragas ou garças que caçam insetos perturbados pela passagem do animal.

Em raros casos, rinocerontes jovens podem ser uma presa de oportunidade para grandes felinos como o leão. Em contraste, os rinocerontes adultos não têm outros inimigos além dos humanos. Na maioria das vezes, o rinoceronte ameaça seu oponente, mas na verdade não o enfrenta.

Reprodução do Rinoceronte: Filhotes e Período de Gestação

Se uma fêmea está no cio, os machos podem lutar. O vencedor corteja a fêmea de maneira curiosa: ele marca seu território com sua urina e seus excrementos, virando o rabo como um leque para se espalhar por uma área maior; Além disso, ambos os parceiros perseguem-se e lutam entre si antes do acasalamento. O macho vencedor ainda terá de lidar com os ataques de rejeição da fêmea depois até conseguir convencê-la a acasalar.

Após uma gestação de 15 a 18 meses nasce um pequeno que pode permanecer dois anos e meio com a mãe, ou até quatro anos. Ele segue sua mãe como sua sombra. Esta é então especialmente agressiva para defender seu bebê, mesmo contra os membros de sua espécie. A amamentação dura no mínimo um ano. Oito anos é a idade adulta de um jovem rinoceronte. A mãe repele seu filho mais velho no nascimento do próximo. A fêmea pode ter 10 bebês durante seus 45 anos de vida mínima.

As Chances Mínimas de Reprodução

O problema hoje é conseguir com que rinocerontes possam acasalar em paz. Estima-se que havia 500 mil rinocerontes na África e na Ásia no início do século 20. Hoje, a estimativa é de que existem apenas 29 mil rinocerontes na natureza. A caça furtiva e a perda de habitat colocaram todas as espécies de rinocerontes em risco de extinção.

Todos os dias, três rinocerontes perdem a vida para caçar. É uma tragédia de proporção global, ameaçando o futuro das espécies. E a caça ilegal também está tendo efeitos terríveis nas populações vivas. As rinocerontes fêmeas atingem a maturidade sexual aos 6 ou 7 anos de idade e os machos aos 10 ou 12 anos de idade.

Além disso, como já dissemos, a gestação demora cerca de 16 meses e os bebês ficam com a mãe por pelos menos 2 ou 4 anos. Assim, qualquer rinoceronte precisa então de no mínimo 10 anos para reproduzir com sucesso outro rinoceronte. Sobreviver pelo menos por dez anos livre na natureza hoje em dia é, de fato, uma sorte pra poucos rinocerontes.

O que estamos tentando dizer é que, em meio à caça furtiva generalizada, devemos supor que existam rinocerontes deixados em idade apropriada para acasalar; e que a mãe não é morta antes de dar à luz ou durante a amamentação. Em rinocerontes, as fêmeas acasalam somente depois que um bebê é independente delas (média de 3 anos), mas em áreas com caça mais prevalente, os animais ficam estressados. Esse estresse faz com que eles acasalem com menos frequência.

Outro grande desafio é que, com presas e chifres que valem seu peso em ouro, o objetivo de um caçador ilegal é as maiores presas e chifres em que ele consegue colocar suas mãos gananciosas. A questão com isto, é que geralmente os animais com os maiores chifres ou presas são também os mais geneticamente fortes dentro de suas espécies.

A natureza tem uma maneira de garantir a sobrevivência de uma espécie. Quando os membros mais fortes de uma espécie são removidos, as espécies restantes irão procriar, mas com genes “menores” e abaixo do padrão. É muito cedo para ter certeza do efeito exato que isso terá sobre os rinocerontes sobreviventes, mas com certeza haverá uma conseqüência.

Por fim, os rinocerontes não têm a estrutura social complexa. Portanto, quando ocorre a caça ilegal de uma mãe, o bebê fica imediatamente órfão e, a menos que os humanos intervenham, não há chance de sobrevivência. Nossos majestosos paquidermes não se reproduzem como cães e gatos. Com apenas um parto a cada poucos anos e múltiplas mortes diariamente, as probabilidades estão contra eles. Assim, enquanto se luta para impedir a caça furtiva e evitar a morte, mutuamente se tenta incentivar a reprodução da vida.

Tentativas de Preservação

Esforços científicos vem sendo feitos para que espécies do rinoceronte sejam preservados, em especial os considerados mais críticos como o rinoceronte branco e o rinoceronte de Sumatra. Sugestões como preservação criogênica e inseminação artificial chegaram a ser testadas, mas até o momento sem sucesso garantido.

Existem 5.055 rinocerontes negros, menos de 100 rinocerontes de Sumatra e apenas 35 a 44 rinocerontes de Java. Os rinocerontes brancos do sul têm uma população crescente; existem 20.405 rinocerontes brancos do sul. No entanto, o rinoceronte branco do norte é considerado “extinto” na natureza.

Veja também

Tartaruga De Aquário

Tartaruga De Aquário: Como Cuidar, O Que Dar Para Comer E Fotos

A gama de animais de estimação é muito grande pra escolher, e entre alguns dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *