Home / Animais / Reprodução do Piolho-de-Cobra e Filhotes

Reprodução do Piolho-de-Cobra e Filhotes

Esses pequenos seres causam medo e espanto em muitas pessoas, mas o fato é que eles são tão inofensivos, que não fazem mal nem a uma formiga.

Tal espanto vem por causa da sua aparência, do corpo mole e enrugado. Mas fique tranquilo, a única coisa que eles podem causar no ambiente é um cheiro desagradável, sobretudo quando se sentem ameaçados.

Com suas diversas perninhas, eles locomovem-se lentamente, sem pressa de avançar e quando se sentem ameaçados, enrolam-se em volta do corpo e se fingem de morto.

Vamos conhecer um pouco mais destes seres que vivem entre nós, nos nossos jardins, nos parques e nas praças. Confira as características, alimentação e a reprodução do Piolho-de-Cobra e filhotes.

Piolho-de-Cobra – Principais Características

Estes invertebrados estão classificados na classe dos diploides, categoria que está presente no filo dos artrópodes (invertebrados que possuem exoesqueleto e partes adjacentes), onde também estão os quilópodes (centopeias, lacraias), os aracnídeos (escorpião, aranha), os crustáceos (caranguejos, siri). Este é o maior o filo de animais existente.

Logo, os diploides possuem características específicas, por isso existe uma classe apenas para eles. As características que diferenciam os diploides dos outros filos são:

  • Movimentar-se lentamente
  • Possuem corpo cilíndrico
  • Desenvolvem-se diretamente
  • Vivem em locais úmidos e de preferencia escuro
  • Ovíparos e herbívoros

Desta maneira, o piolho-de-cobra, também conhecido como Maria-café (Portugal), Embuá ou Gongolo é um ser vivo único, que não é da mesma família das centopeias, muito menos é um inseto – diferente do que muitos pensam.

As centopeias possuem nas primeiras garras o forcípulo, onde contém veneno e são utilizados principalmente para imobilizar suas presas e facilitar a alimentação; já no caso do piolho-de-cobra, no lugar do forcípulo, ele possui duas antenas e não detém de nenhum tipo de veneno, e por isso, parou de fazer parte do grupo dos Miriápodes (que possuem muitas pernas) e passou a possuir o seu próprio grupo; mas não se engane, estima-se que existem pelo menos 8.000 diploides no mundo todo.

Eles possuem dois pares de pernas em cada anel (segmento) do corpo, isso pode variar de algumas pernas e até passar de 100. Realmente, são muitas pernas que este animal possui.

O corpo cilíndrico do piolho-de-cobra é dividido em três principais partes, sendo elas: a cabeça, o tórax e abdômen; além de possuírem uma visão comum e a respiração traqueal, ou seja, acontece a partir das traqueias, que são minúsculos tubos condutores localizados na lateral do corpo do animal.

Mas você já se perguntou onde vivem e do que se alimentam os piolhos-de-cobra?

Piolho-de-Cobra: Alimentação

A alimentação do piolho-de-cobra é constituída principalmente de animais ou vegetais mortos, ou seja, ele não caça, alimenta-se de matéria morta.

E geralmente encontra de baixo da terra, ou mesmo na superfície terrestre. Mas também são herbívoros e alimentam-se de vegetais.

Piolho de Cobra Enrolado
Piolho de Cobra Enrolado

É quase impossível de ver a olho nu, mas estes seres possuem um aparelho mastigador (semelhante a boca) abaixo da cabeça, assim podem mastigar tranquilamente o seu alimento.

A locomoção lenta do animal está diretamente ligada com a sua alimentação, pois não constitui de substancias que favoreçam a locomoção e a velocidade. E onde vivem os piolhos-de-cobra?

Habitat do Piolho-de-Cobra

Bom, eles podem estar em qualquer lugar, desde que seja úmido e escuro. Você pode encontra-los entre as cascas do tronco de uma árvore, entre rochas ou mesmo alimentando-se perto das folhas e matas.

Mas não se assuste se encontrar um piolho-de-cobra dentro da sua casa; eles procuram locais escuros para se protegerem. É muito comum eles aparecem em épocas de calor ou chuva intensa. Não fique com nojo deles, eles são inofensivos.

Um fator que contribui – e muito –, para o piolho-de-cobra aparecer na sua residência é a irrigação em excesso; como dissemos acima, eles adoram lugares úmidos, plantas, troncos de árvores, ou seja, tudo o que um jardim possui. Se o lugar ficar úmido com frequência, com certeza eles aparecerão.

Outro fator que contribui é o acumulo de lixo. Imagina, ele alimenta-se de matéria morta, adora locais escuros e úmidos, além de não se importar com o mau cheiro. O lixo doméstico é um lugar perfeito para a proliferação de Piolhos-de-cobra.

E apesar de serem inofensivos, não possuírem veneno e não fazerem mal, ninguém quer sua casa infestada de piolhos-de-cobra, não é mesmo?

Evite o acumulo de lixos, tampe os ralos, seja cauteloso na irrigação do jardim, evite também o acumulo de folhas e galhos. Desta maneira você deixará sua casa livre de piolhos-de-cobra, que podem emitir um mau cheiro, além de mancharem determinados locais da sua residência.

E como estas pequenas criaturas se reproduzem? Elas colocam ovos?

Reprodução do Piolho-de-Cobra e Filhotes

O piolho-de-cobra, como grande parte dos outros diploides, possui a reprodução sexuada, ou seja, necessita dos gametas masculinos e femininos para a reprodução.

A reprodução é por fecundação do macho com a fêmea, mas o gametas também podem estar presentes no solo.

Outro fator interessante sobre a reprodução sexuado dos piolhos-de-cobra, é que a fêmea possui uma abertura genital no segundo segmento (anel) do seu corpo; já o macho, possui a pata do sétimo anel modificada.

E desta maneira, acontece a troca de espermatóforos do piolho-de-cobra macho com os gonópodes do piolho-de-cobra fêmea.

São animais muito curiosos e os filhotes (as larvas), nascem com apenas 2 milímetros de comprimento, com apenas 6 pernas e conforme vão evoluindo e se desenvolvendo adquirem mais.

Como foi dito acima, o piolho-de-cobra é um animal ovíparo; ou seja, é um animal que gera ovos onde seus filhotes irão ficar por um determinado período.

Os ovos são pequenininhos e muito fáceis de ser escondidos, para que outros animais curiosos não afetem o desenvolvimento dos filhotes; o que a fêmea da espécie faz: ela os esconde em baixo da terra, em pequenas fissuras, para que não possam ser encontrados.

De fato, o piolho-de-cobra é um animal que merece nossa atenção, por onde ele passa, chama a atenção de quem o avista. E fique atento para não pisar ou esmagar um deles, eles liberam um odor desagradável, que muitas vezes incomoda.

Porém, lembre-se, ele faz isso para sua própria defesa, para a reprodução e disseminação da espécie.

Veja também

Diferenças Entre Raças de Cães Maltês, Poodle, Shih-Tzu, Yorkshire e Bichon Frise

Porque as necessidades de todos são tão diferentes, vamos nos concentrar na comparação entre algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *