Home / Animais / Reprodução do Pastor-da-Anatólia: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Pastor-da-Anatólia: Filhotes e Período de Gestação

O pastor-da-anatólia é um cão de grande porte e que possui aparência muito robusta e resistente. Comumente utilizados para fazer a guardar de outros animais (como por exemplo gado), eles se apresentam em diversas cores e com uma pelagem bem grossa. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa raça? É só continuar acompanhado nosso artigo!

Características do Pastor-da-Anatólia

A raça pode chegar a medir oitenta centímetros e pesar mais de sessenta quilo. Com um temperamento forte e instinto de proteção aguçado, o cão pode chegar a viver por até quinze anos.

Possuem muita energia e são animais extremamente inteligentes. Como precisam de muito espaço para se movimentarem, não é aconselhável que sejam criados em apartamentos. Outro detalhe importante é que ele não costuma agir de forma muito amigável com pessoas estranhas e os latidos podem ser bem constantes.

Por essas características são super indicados para serem cães de guarda. Seu surgimento aconteceu na Turquia e são descendentes de animais que ajudavam os seres humanos nas caças. O seu nome, inclusive, remete ao local onde habitavam e que é uma região que apresenta muitos vulcões. Por serem muito ativos, são sempre usados para fazer o pastoreio de rebanho tanto de gados bovinos quanto de caprinos.

Reprodução do Pastor-da-Anatólia

Em geração o período de gestação dessa raça dura cerca de sessenta dias. A cada ninhada podem vir ao mundo cerca de oito filhotes. Esse número pode variar de acordo com o tamanho do animal.

Até um ano de idade, o pastor-da-anatólia é considerado um filhote e necessita de alimentação fracionada que pode chegar até 400 gramas por dia.

Filhote de Pastor-da-Anatólia
Filhotes de Pastor-da-Anatólia

Outro comportamento muito presente na infância do animal é que ele costuma latir muito, especialmente, durante a noite. Nada que um bom adestramento e treinamento não possam corrigir e fazer com eles se comportem.

Embora sejam muito amáveis, são cachorros que podem estranhar muito pessoas que não costumam conviver com eles. Tem o hábito de defender o seu território e possuem uma audição bem apurada. A dica é que o pastor-da-anatólia não seja criado por tutores que possuem pouca experiência com os cães.

Hábitos da Raça

Criam laços bem intensos com os membros da família e embora possuam o perfil de cão de guarda podem ser ótimos companheiros. Apenas tomem cuidado com as crianças e pessoas desconhecidas para evitar estresse do bicho.

São independentes e poder ser um pouco teimosos, principalmente, quando se trata de adestramento. É preciso muita paciência e carinho para que ele aprenda e reproduza os comandos indicados.

Assim, enfatizamos mais uma vez que essa raça não é indicada para aqueles que possuem pouca experiência com a tutoria de pets, pois os pastores exigem firmeza e muito carinho durante o adestramento.

Caso você tenha cachorros de outras raças em casa, é importante que o pastor-da-anatólia comecem a conviver com os companheiros quando eles ainda são filhotes. Portanto, quanto mais velhos forem os cachorros, mais dificuldades o pastor terá em aceitar a convivência. Com as crianças, os cuidados também devem ser redobrados devido ao grande porte que essa raça possui.

Outros Cuidados com o Pet

  • De forma geral, não existe uma quantidade de banhos que o pastor-da-anatólia deve receber no período de uma semana. Já os pelos devem ser escovados frequentemente caprichando ainda mais na época em que os pelos estão caindo.
  • As idas ao veterinário devem ser frequentes para prevenir problemas nas articulações. São cachorros que realizam muita atividade e precisam de atividade física intensa todos os dias. Priorize a criação em ambientes abertos para que eles possam se desenvolver bem.
  • Fique atento para a quantidade de ração que deve ser dada para os animais. O tamanho, a idade e o peso do animal devem se observados e os devidos ajustes devem ser feitos com a finalidade de melhorar a alimentação do pet. O indicado é fracionar em duas ou três refeições e também deixar à disposição do pastor uma vasilha com água fresca. Não se adaptam bem em apartamento e espaços pequenos. Como já foi destacado anteriormente, o pastor-da-anatólia não se adapta muito bem em ambientes como os apartamentos.
  • Os principais problemas de saúde apresentados por essa raça são: displasia do quadril, problemas na tireoide e algumas enfermidades de movimentação.
Pastor-da-Anatólia - O Cão de Guarda
Pastor-da-Anatólia – O Cão de Guarda

Se você procura uma raça protetora para a guarda de sua casa, o pastor-da-anatólia é uma excelente opção. Ele costuma ser muito amável com a família que defende e pode ainda ser usado como pastor de rebanhos em localidades rurais.

Outra vantagem de criar essa raça é para quem gosta de correr, passear e realizar atividades físicas ao ar livre. Certamente, você terá o cão como um bom companheiro. Além disso, eles são independentes e podem se adequar para cuidadores  quem passa muito tempo fora de casa.

Mas se você costuma receber muita gente em casa e procura uma raça que se adapte bem com estranhos, o pastor-da-anatólia pode não ser uma boa escolha. Eles costumam não reagir muito bem com a presença de novas pessoas e interpretam isso como uma ameaça ao seu ambiente. É necessário um trabalho bem intenso para que o cão apresente um comportamento mais adequado e o adestramento pode ser bem mais difícil.  A presença de crianças muito pequenas também podem ser um empecilho para a criação do animal.

Assim, veja suas prioridades e escolha a raça de cachorro que mais se adequa ao seu estilo de vida. Encerramos por aqui e esperamos que você tenha gostado do nosso artigo!

Veja também

História da Harpia e Origem do Animal

Você já ouviu falar da harpia ? Pois bem, essa ave é o mesmo conhecido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *