Home / Animais / Reprodução das Morsas: Como elas se Reproduzem?

Reprodução das Morsas: Como elas se Reproduzem?

As morsas são um dos vários animais fascinantes que existem no planeta, mas que infelizmente não estão presentes em nossos biomas. São os mais variados fatores que muitos animais não estão por aqui, mas essencialmente o clima ser tão diferente. Essas morsas vivem em oceanos mais frios, e com outros animais por perto também. Seu estilo de vida é bem diferente de vários animais marinhos por aí, e é por esse fato que ela é tão fascinante. No post de hoje iremos falar sobre as morsas, em especial sobre a sua reprodução. Continue lendo para aprender mais!

Classificação Científica da Morsa

A classificação científica é uma forma que pesquisadores encontraram de separar por categorias os seres vivos para facilitar nosso entendimento sobre o mundo, e conseguirmos estuda-los de uma forma mais eficiente. Essas categorias vão das mais gerais até as mais específicas. Veja a seguir a classificação científico da morsa:

 

  • Reino: Animalia (animal);
  • Filo: Chordata (cordados);
  • Classe: Mammalia (mamíferos);
  • Infraclasse: Placentalia;
  • Ordem: Carnivora;
  • Família: Odobenidae;
  • Gênero: Odobenus;
  • Espécie, nome científico, nome binominal: Odobenus rosmarus.

Características Gerais da Morsa

A morsa é um animal grande que vive no Ártico e suas águas. Ela é pouco vista por esse fato, e é a única espécie que ainda não foi extinta de seu gênero, o Odobenus. Seu tamanho é o que mais chama atenção, uma fêmea quando já está adulta pode chegar a medir 2,60 metros de comprimento, e o macho, ainda maior, podendo medir até 4 metros de comprimento. Em peso, não fica para trás, a fêmea fica em torno de 1200 quilogramas, enquanto que o macho passa dos 2.000 kg. São um dos maiores mamíferos aquáticos (conhecidos por pinípedes) existentes, perdendo apenas para os elefantes marinhos.

Existem três subespécies de morsas atualmente, a do Atlântico (Odobenus rosmarus); a morsa do Pacífico (Odobenus divergens) e a Odobenus romasrus laptevi. Todas vivem nos mares de seus respectivos nomes. Ela de longe parece ser inofensiva, apesar do tamanho grande, porém suas presas podem machucar qualquer um. Outra característica marcante é seus longos bigodes, e também a pele áspera que com o tempo, vai ficando cada vez mais espessa. Apesar de conseguirem ficar um tempo fora da água, se locomovem mal nela, podendo ser alvo de ursos polares. A locomoção ocorre por suas presas, que grudam no gelo e puxa.

Morsa Características Gerais

 

As presas desses animais podem chegar a ter mais de 1 metro nos machos. Sua alimentação consiste em moluscos, ouriços, caranguejos e outros. Apesar do grande tamanho, não são grande predadoras de animais maiores. Para conseguir se alimentar, elas nadam o mais profundo possível (normalmente até 100 metros), e é quando reduzem seus batimentos cardíacos, para que consiga se manter por um bom tempo.

Os bandos em que elas vivem podem chegar até cem morsas. De acordo com a lista da IUCN, as morsas estão em “vulnerável”, o que é uma grande alerta para nós. A subespécie mais ameaçada é a Morsa de Laptev. Como falamos, são as últimas de sua família, e perde-las seria uma grande perda para nosso planeta. Nos machos encontramos duas bolsas, uma em cada lado, insufláveis. Elas servem para que eles consigam dormir dentro da água, e manter a cabeça para fora.

Reprodução das Morsas: Como elas se Reproduzem?

A maturidade sexual das morsas é alcançada depois de alguns anos, no caso das fêmeas entre 5 e 6 anos, e os machos entre os 8 e 10 anos de vida. Mas o interessante é que, eles só realmente começam os acasalamentos depois de terem 10 e 15 anos respectivamente. Isso se deve ao fato de que as morsas possuem uma expectativa até longa, em média de 30 anos, por não possuírem muitos predadores. Os únicos grandes predadores desses animais são as baleias e os ursos polares.

Durante a maior parte de sua vida, os machos e as fêmeas não ficam nos mesmos bandos. Até os 3 anos, ficam juntos de seu bando de nascença, mas depois os machos saem do bando em busca de um bando masculino, enquanto que as fêmeas permanecem no bando original pelo resto de suas vidas. Durante o verão, as fêmeas migram para o norte, e só retornam quando o gelo volta a se formar no inverno. Os machos não fazem o mesmo tipo de migração que as fêmeas. O acasalamento ocorre entre dezembro e março, que é quando as fêmeas e os machos se encontram, após elas voltarem do norte.

O acasalamento ocorre de dois ou mais anos, pois o período de gestação delas é de 15 meses. Há muitos machos para poucas fêmeas, essas ficam em blocos de gelos sendo cortejadas pelos machos que estão na água. Os machos ficam separados por metros, para que não haja briga pelo território e pelas fêmeas. Eles fazem barulhos, assobiam e outros, até que a fêmea entre na água e comecem o acasalamento.

Elas começam a parir no meio do mês de abril, que é quando já estão novamente no norte. Permanecem com eles até abril do próximo ano, se não estiverem grávidas novamente, permanecem por mais um ano e meio com os filhotes. Elas são extremamente protetoras com os filhotes, e não ficam no seu grupo original quando ainda estão com eles. Formam um novo grupo só de mães, para que possam cuidar um dos outros. Assim que nascem, eles já conseguem nadar, porém as fêmeas normalmente preferem que elas fiquem em suas costas. O peso de quando nasce é entre 45 e 75 kg, medindo em torno de 15 centímetros. A cada dia, vão ganhando quase 1kg.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre as morsas, suas características e principalmente sobre sua reprodução. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre morsas e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Flamingo Pequeno: Características, Nome Cientifico e Fotos

O flamingo-pequeno é o menor de todos os flamingos, mas tem o maior número de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *