Home / Animais / Reprodução das Girafas: Como elas se Reproduzem?

Reprodução das Girafas: Como elas se Reproduzem?

Desde crianças temos um desejo de ver animais exóticos para nós. Os populares são normalmente encontrados no continente Africano, como os leões e as girafas! As girafas são muito conhecidas mundialmente, e são um atrativo turista gigantesco para determinados países da África. Entretanto, o turismo desse animal nem sempre é bom, pois pode chamar a atenção e resultar em caças ilegais e tráfico de animais. De qualquer forma, a peculiaridade desse animal é encontrada em seu pescoço, considerado o maior pescoço de todos os animais do mundo. Além, é claro de seu comportamento que também é muito interessante.

E é sobre esse esplêndido animal que iremos falar no post de hoje. Iremos contar tudo sobre as girafas, suas características gerais e especialmente sobre a sua reprodução, respondendo sua pergunta de como elas se reproduzem. E tudo isso com fotos!

Características Gerais da Girafa

O nome girafa veio do árabe e do italiano, e é a designação para os mamíferos ruminantes do gênero Giraffa que fazem parte da família dos girafídeos. Dentro dessa família existe quatro espécies, sendo que até 2016 achávamos que só existia uma única espécie e são nove extintas. Todas elas encontradas ou já encontradas na África. Elas podem ser divididas em dois grupos: girafas do norte e girafas do sul. A diferença está no corno nasal e na pelagem delas.

Elas são animais enormes, como bem sabemos. Para ter noção, a perna de uma girafa adulta pode chegar a ter 1,80 metros de comprimento. E apesar de serem muito grandes, ainda conseguem uma boa velocidade. Quando precisam ir de vez para fugir de algum predador, chegam aos 56 km/h. Já quando estão percorrendo distâncias maiores, em busca de alimento, por exemplo, ficam em torno de 16 km/h.

Seu pescoço não está ali só para deixar o animal mais extravagante e chamativo. Ele possui uma função. Como as girafas são animais herbívoros, elas se alimentam somente de plantas. Nesse caso, o pescoço longo serve para alcançar as folhas altas, pois há uma teoria de que quanto mais alta a folha está, melhor ela é. Por ter um pescoço tão rígido devido ao osso ali, seu sistema vascular é o que tem a maior pressão sanguínea de todo o reino animal. Ele precisa de dois orifícios no coração, um para bombear sangue para o pulmão e membros e outro que manda sangue para o cérebro. Quando a girafa precisa se abaixar para beber água, a pressão fica extremamente forte na cabeça, e ela só não morre pois possui uma rede de vasos capilares que se ramificam em veias menores, distribuindo a sobrecarga do sangue.

A coloração da girafa é clássica. Pelagem amarelada escuro (podendo levemente variar de espécie para espécie), com manchas escuras amarronzadas por todo o seu corpo. O formato da mancha também é algo que varia, especialmente diferencia as girafas do sul e do norte da África. Em seu ventre, a coloração do pelo é branco. Essa cor de pelo é ideal, pois ajuda na camuflagem. As manchas possuem vasos sanguíneos na parte de baixo, que ajuda na manutenção da sua temperatura corporal.

Características Gerais da Girafa

A expectativa de vida de uma girafa é entre 15 a 20 anos. Os predadores das girafas quando ainda são filhotes são leões, hienas e leopardos. Quando já estão adultas, conseguem ter uma velocidade suficiente para fugir de seus predadores de forma perfeita. Uma coisa que ajuda muito é que ela praticamente não emite som nenhum ao se locomover. Andam sempre em bandos, mas não muito numerosos. Elas dormem por somente 2 horas no máximo ao dia, e na maioria das vezes em pé, sempre esperando ser atacada. Somente quando ela se sente muito segura que deita no chão para dormir. Isso porque ela demora muito tempo para conseguir se levantar.

Os grupos em que eles vivem são temporários, e por isso não se cria muitos laços sociais duradouros. O único laço que dura até o fim é entre as fêmeas quando elas estão em maternidade. Ficam sempre perto de outras girafas para cuidar e ter suas crias. Sua alimentação consiste em folhagem decídua e espécies perenes. Também podem comer brotos e arbustos. Conseguem se alimentar de folhas o mais alto possível, longe de outros herbívoros. Pela pouca quantidade de nutrientes presente nas folhas, podem passar até 20 horas por dia se alimentando.

Reprodução das Girafas: Como elas se Reproduzem?

As fêmeas costumam se reproduzir pela primeira aos quatro anos de idade, que é quando alcançam a maturidade sexual. Continuam a gerar até os 20 anos. Os machos demoram mais para amadurecer e só começam a se reproduzir quando chegam aos sete anos. Por isso, existe muita fêmea para poucos machos. A gestação dura em torno de 420 a 450 dias (15 meses), e só nasce um único filhote. Depois, ela só pode acasalar depois de um intervalo de 16 meses.

Esse filhote já nasce com uma altura de quase 2 metros de altura e nascem com as fêmeas em pé. O que rompe o cordão umbilical é a queda até o chão, que pode ser de até 2 metros de altura. Os chifres nascem soltos no crânio, com o intuito de não machucar a mãe durante o parto. Depois, durante seu desenvolvimento, esse chifre vai se fundindo com o osso. Após mais ou menos uma hora, o filhote já consegue ficar de pé e começa a andar.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre as girafas e sua reprodução e como elas se reproduzem. Não esqueçam de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre girafas e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

As chinchilas constituem várias espécies de roedores comuns à mesma família taxonômica, a qual é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *