Home / Animais / Reprodução da Perereca: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução da Perereca: Filhotes e Período de Gestação

A reprodução das pererecas, sapos e rãs pode parecer bastante anormal à primeira vista, mas não é bem assim que funciona quando se entende um pouco melhor sobre o modo de vida desses animais.

A perereca, por exemplo, costuma usar riachos ou pequenos lagos para realizar a sua reprodução, de forma que os filhotes já nasçam perto de ambiente aquático. Isso porque, quando recém-nascidos, os filhotes precisam estar perto de ambientes com água para dar os primeiros passos após o nascimento.

As pererecas, em geral, são animais que não costumam ser muito bem recebidos pelas pessoas, sobretudo pela possibilidade de que esse animal seja confundido com os sapos.

Pois, como todos sabem, os sapos são conhecidos pela sua capacidade de expelir veneno quando se sentem em situação de ameaça física, usando, assim, o veneno como arma de defesa contra possíveis predadores. Contudo, sequer todos os sapos possuem tal característica, mas ainda assim existe o temor das pessoas em relação a eles.

Portanto, a melhor forma de entender melhor a perereca é realizando essa diferenciação em relação ao sapo, já que só assim será possível deixar para trás esse temor ao redor da perereca para finalmente entender melhor esse animal que pode ser muito interessante e que pode, além disso, trazer conceitos muito interessantes para o conhecimento popular dos brasileiros em relação aos animais.

Logo, quando as pererecas são confundidas com os sapos, é bastante natural que haja um certo temor em relação ao que pode ser feito por aquele animal. Assim, a perereca acaba por não ser muito bem recebida por onde quer que passe, já que para muitas pessoas sempre existe a chance de aquele animal ser perigoso, venenoso ou até mesmo mortal.

Principais Características da Perereca

A perereca costuma ter menos de 10 centímetros de comprimento corporal, sendo quase sempre muito pequenas e bastante ágeis para realizar todos os saltos e os movimentos complexos que são capazes de fazer.

Ademais, a perereca é conhecida pela grande variedade de cores que as diferentes espécies podem assumir, o que costuma facilitar o processo de camuflagem que esses animais realizam. Isso porque, com a evolução natural das espécies, cada perereca foi se adequando a ambientes mais propícios a elas.

Logo, uma perereca verde habita um local de mata, enquanto uma escura costuma ter hábitos mais relacionados à noite.

Perereca Verde na Mata
Perereca Verde na Mata

Contudo, é possível que algumas características da perereca possam variar entre as espécies, já que existem cerca de 700 espécies de pererecas conhecidas pela ciência atualmente. Porém, esse número pode se tornar ainda maior em alguns anos, segundo a opinião de especialistas.

O certo é que a principal característica da perereca é, sem dúvidas, o fato de conseguir se movimentar sempre com muita agilidade entre árvores ou até mesmo no chão.

Esse fato se deve às patas alongadas da perereca, além de o animal possuir nas patas grandes membranas interdigitais que facilitam a fixação e tornam mais fácil para elas se mover entre distintos locais.

Por isso é tão comum que as pessoas se deparem com a perereca em locais altos, como árvores ou muros, já que esses detalhes permitem ao animal essa característica especial.

Sapo ou Perereca? Como Saber?

Sapo ou Perereca
Sapo ou Perereca

Existem diversas maneiras de saber a diferenças entre um sapo e uma perereca, mas uma forma de diferenciar o sapo da perereca é que o sapo possui, em geral, uma pele mais seca e rugosa em relação à perereca.

Fora isso, os sapos preferem viver em ambientes secos, longe da água, e só buscam os cenários aquáticos quando precisam realizar o processo de reprodução. Ademais, as patas dos sapos são, em linhas gerais, mais curtas, e isso impede que os sapos possam dar saltos mais longos. Por fim, o sapo é capaz de liberar o veneno quando em situação de risco ou quando simplesmente acha, por algum motivo, que está sendo ameaçado.

A perereca já não possui tal veneno para se defender, sendo incapaz de causar algum mal para as pessoas a partir disso.

A perereca costuma ser colorida, apresentando mais cores variáveis que os sapos. Ademais, a perereca tem olhos grandes e arredondados, além de viverem preferencialmente em árvores ou locais altos. Essa facilidade em acessar locais mais altos se deve à estrutura corporal da perereca, que possui patas longas e, assim, é capaz de saltos realmente grandes.

A Reprodução da Perereca

Reprodução da Perereca
Reprodução da Perereca

Por mais que possa não parecer, a perereca é um animal um tano quanto complexo, que possui características especiais no momento da reprodução.

Assim, os machos da perereca costumam emitir um som específico antes do momento da relação, o que caracteriza de forma muito clara que o processo de reprodução está por vir.  Logo, o macho que emitir esse som de forma mais alta será o escolhido pela fêmea para transmitir o seu código genético adiante para os descendentes.

Passado esse momento de escolha e também a fase de acasalamento, a perereca fêmea costuma depositar o seu ovo em poças de água ou pequenos locais alagados propícios para tal.

Dessa forma, assim que nascerem os filhotes já estarão em ambiente úmido ou encharcado, o que é necessário nos primeiros momentos de vida.

Um detalhe interessante sobre a reprodução das pererecas é que, muitas vezes, o macho que consegue acasalar com a fêmea não é o que emite o som de forma mais alta.

Isso porque, no mundo das pererecas, há também aquelas oportunistas, que ficam perto de uma outra que está emitindo um som muito alto, mas sem fazer qualquer barulho. Dessa forma, quando a fêmea se aproxima, fica confusa sobre qual das pererecas emitiu o som e, assim acaba por escolher a perereca oportunista que jamais sequer seria capaz de emitir um som tão alto.

Gestação da Perereca

Filhote de Perereca
Filhote de Perereca

O tempo de gestação da perereca costuma levar apenas algumas semanas, já que esse animal é bastante veloz nesse sentido. Assim, uma só perereca fêmea consegue gerar diversos filhotes ao longo de um único ano.

Esses filhotes gerados costumam nascer perto de rios, poças de água ou ambientes aquáticos, já que necessitam de água nos primeiros momentos após o nascimento.

Assim, é muito comum que os filhotes de perereca sejam vistos à beira de lagoas ou riachos.

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *