Home / Animais / Rato de Telhado: Características, Nome Científico e Fotos

Rato de Telhado: Características, Nome Científico e Fotos

O rato (nome científico Rattus) é um animal muito comum nas cidades. Por esse mesmo motivo é fácil encontrá-los em diversos locais que os seres humanos habitam. Podem ser considerados pragas domésticas e são resposáveis pela transmissão de algumas doenças.

Os ratos de telhado recebem esse nome porque são comumente encontrados nesses locais. Podem transmitir doenças como: peste bubônica, toxoplasmose e leptospirose. Vamos conhecer mais sobre esse animal?

Características do Rato de Telhado

É muito comum encontrar junto ao rato de telhado pequenos animais que costumam ser chamados de camundongos. Quem também compõe essa “turma” são as ratazanas, que costumam ser bem grandes. Os três animais possuem rabos e bigodes grandes e costumam se movimentar com muita rapidez. Podem chegar a medir até 22 centímetros e têm quase esse mesmo comprimento de cauda.

O rato que hoje conhecemos tem origem na Ásia e se espalhou por todo o mundo. Sua grande população pode ser facilmente encontrada devido à facilidade que essa espécie tem de reprodução. A gestação do rato de telhado dura apenas vinte dias e depois de um mês os filhotes já deixam de mamar. Aos três anos de vida já atingem a maturidade sexual e encontram-se preparado para a procriação. Os grupos são geralmente formados um por machos e diversas fêmeas que seguem perpetuando a espécie por toda a vida.

Como Vivem os Ratos de Telhado

O rato de telhado também é conhecido em algumas regiões brasileiras como Guaribu. Mesmo não possuindo uma visão muito boa, esse tipo de rato costuma ter hábitos noturnos. É nesse período que eles saem do seu esconderijo e vão a procura de alimento. Com a deficiência na visão, os animais se guiam pelo olfato e audição, além dos bigodes.  São bichos muito espertos, pois pode identificar armadilhas e se salvarem delas, como é o caso das ratoeiras e venenos que são colocados juntos com “iscas” de alimentos. Por esse motivo, são animais difíceis de serem enganados e que possuem artimanhas para tentar se salvar.

O habitat natural desses animais é naturalmente o ambiente urbano. Podem ser encontrados em bueiros, canos, ralos e, claro, telhados. Têm preferência por locais altos como forros, pois  são mais apropriados para abrigo e procura de alimento.

Costuma comer frutas, legumes, raízes e alguns animais invertebrados. Com diversos materiais  à sua disposição costumam atacar também tudo que encontram pela frente e podem ser responsáveis pela destruição de muito objetos

Modo de Vida dos Ratos

São animais roedores e possuem um par de dentes incisivos que crescem por toda a vida do rato. Por esse motivo, costumam roer com muita precisão madeiras, alimentos  e objetos em geral. Podem ser responsáveis por estragos irreparáveis em plantações agrícolas.

Uma forma de descobrir que os ratos estão habitando um determinado local é encontrar fios roídos e desencapados, além de estragos em móveis e livros. Mesmo sendo comumente chamados de roedores pertencem, na realidade, à ordem dos lagomorphos que se diferenciam por possuírem apenas um par de dentes e se alimentarem de forma mais diversificada.

Os ratos são considerados um dos animais que mais tiveram sucesso em sua adaptação e consequentemente na proliferação da sua espécie na natureza. É muito difícil encontrar um lugar que não seja habitado por esses temidos bichinhos.

Ratos Domésticos

O raro costuma despertar sentimentos de repulsa na maioria das pessoas. Geralmente por viverem em ambientes sujos podem transmitir doenças e gerar muito desconforto. Entretanto, existem pessoas que consideram o animal fofinho e ideal para ser criado como um animal de estimação.

Alguns desses animais (camundongos) são frequentemente utilizados para teste em laboratórios. Isso acontece porque eles possuem uma composição muito parecida com a dos seres humanos, segundo diversos estudos. Além disso, podem ser alimentados e manuseados com facilidade possibilitando que sua reprodução aconteça de forma rápida. Alguns donos de cobras também costumam comprar os camundongos em lojas especializadas para oferecer como alimento para as suas cobras.

Os ratos são animais que possuem muito medo dos seres humanos e mesmo provocando alvoroço quando aparecem não costumam causar nenhum mal de forma direta. Entretanto, é preciso muito cuidado já que eles podem transmitir doenças como a leptospirose e a peste bubônica. Outro aspecto que também merece atenção são as mordidas do animal: elas podem causar sérias infecções. Em caso de mordidas, você deve procurar assistência médica pois em alguns caso é necessário tomar vacinais ou soros.

Curiosidades Sobre os Ratos

Veja alguma das curiosidades mais interessantes sobre esses pequenos animais:

  • O tempo de vida de um rato é curto e pode chegar ao máximo de 3 anos.
  • Uma fêmea pode dar origem a quase 200 filhotes por ano. Inacreditável, não é?
  • Durante uma experiência realizada no Japão, um rato que ficou congelado por 16 anos e foi descongelado posteriormente.
  • Podem transmitir mais de 40 doenças para os seres humanos.
  • Em algumas culturas, os ratos são comidos. É isso mesmo que você acabou de ler! Na Índia é bem comum a utilização do rato nas refeições. E você? Tem coragem de encarar um ratinho no almoço?
  • Os ratos foram responsáveis por uma grande epidemia da Peste Negra, no século XIV.  Estima-se que aproximadamente 70 milhões de pessoas tenham morrido em decorrência da doença.
  • Estão presentes em praticamente todo o planeta Terra, com exceção da Antártida devido ao clima e ausência de seres humanos.
  • No cinema, costumam ser retratados de forma fofa. Os ratinhos sempre são protagonistas de grandes desenhos animados.

Encerramos por aqui, mas não se esqueça de deixar o seu comentário ou dúvida sobre os ratos. Que tal compartilhar essas curiosidades nas suas redes sociais?

 

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *