Home / Animais / Rã Verdadeira: Fotos, Características e Nome Científico

Rã Verdadeira: Fotos, Características e Nome Científico

É muito provável que se você foi criado em lugares com brejos ou lagos por perto você tenha visto sapos, rãs e pererecas durante toda a sua vida. O nosso país é um ótimo lugar para esses animais, por ser bastante úmido, cheio de lagoas e com muitos insetos. Encontramos espécies espalhadas de Norte a Sul.

Essas três espécies de animais são comumente confundidas por serem bastante parecidas. Uma das características que melhor ajuda na distinção do sapo é o seu tamanho. Entretanto, é preciso olhar mais afundo para realmente ter certeza o que aquele animal é. As rãs tem uma boa variação de tamanho e cada espécie possui suas próprias características.

Uma das espécies de rãs é a rã verdadeira. Ela recebeu esse nome popularmente por apresentar as características que sempre identificamos em uma rã, e a que vem logo em nossa cabeça. E é sobre essa espécie que iremos falar hoje, contando sobre seu nome científico, características e tudo isso com fotos!

As Rãs

Da mesma família que os sapos e pererecas, as rãs estão distribuídas por todos os países do mundo, já que possui uma facilidade de se adaptar rapidamente. O Brasil é um dos países em que há mais espécies espalhadas. Por nosso país ser um país bem úmido em sua maior parte, se torna o lugar perfeito para essas rãs viverem.

A estrutura de uma rã é quase sempre a mesma: são de porte pequeno (até minúsculas em alguns casos), menores que sapos, e possuem nas patas da frente quatro dedos, enquanto que suas patas traseiras possuem cinco dedos. Nas patas traseiras e na área da pélvis elas têm certas especializações que permite que elas consigam pular e nadar de forma rápida e ágil.

Sua pele, diferente da maioria dos sapos, é bem lisa e bem fina, e não é muito flexível. Precisam estar sempre perto de algum lugar com água doce, como lagos, brejos e outros do tipo. Sua dieta é baseada em animais pequenos, do seu tamanho ou menores, como artrópodes e insetos. Sua língua é similar as dos sapos, bem pegajosa e flexível, que ajuda na captura do alimento.

Apesar de algumas lendas urbanas que vão passando com o tempo, a grande maioria das rãs não produzem veneno. Apenas algumas tem essa capacidade, as outras, para se defender, utilizam de seus saltos altos e rápidos para fugir, ou às vezes fingem-se de mortas. Após a reprodução, algumas espécies passam pela fase de girino, já outras não passam por ela, estando em ovos. Esses que nascem de ovos já nascem com características da rã adulta, mas tendem a não crescer muito.

Características Físicas da Rã Verdadeira

A rã verdadeira faz parte da ordem dos anuros, juntamente com os sapos. Ela recebe esse nome popularmente aqui no Brasil, pois é a única rã de verdade existente aqui. As outras que acham ser rãs, na verdade, são sapos. Seu nome científico é Lithobates palmipes.

Sua pele é lisa, de uma cor verde ou acastanhada. Por todo o seu comprimento você acha manchas escuras. Para manter a pele lisa e úmida, existem muitas glândulas mucosas que ajudam e produzem o muco.

A boca da rã verdadeira é em formato triangular e toma todo o seu focinho. Como já explicamos, assim como a maioria das rãs, elas possuem as patas posteriores bem largas, o que ajuda na hora de dar saltos. Os dedos são unidos por uma membrana, essa membrana aumenta a superfície da pata, e isso ajuda no impulso para nadar.

Diferente dos sapos, a rã verdadeira e a maioria das outras espécies de rãs possuem dentição. Junto com a língua, eles ajudam em toda o processo de alimentação do animal.

Nicho Ecológico e Habitat da Rã Verdadeira

Esse nome foi dado logo após descobrirem que, de fato, só existe uma espécie de rã vivendo no Brasil. As outras, que de forma errônea, eram chamadas de rãs, na verdade, eram sapos. Chamadas de jias sul-americanas, elas são sapos, por possuírem ossos no esqueleto.

O habitat de um animal ou vegetal é onde ele se encontra, seu endereço de forma simplista. Essa rã verdadeira só pode ser encontrada na região da Amazônia e até Pernambuco. Algumas vezes foi encontrada em pequena escala no Mato Grosso, mas em áreas que já estavam sendo rapidamente destruídas.

Rã Verdadeira Dentro do Brejo
Rã Verdadeira Dentro do Brejo

Vivem sempre perto de lagoas, brejos ou charcos para conseguirem se reproduzir e também, pois quando sentem que um predador se aproxima, elas pulam para a água e nadam para se proteger. Ficando normalmente entre pedras, lodo ou raízes.

O nicho ecológico de um ser vivo é uma combinação de todos os hábitos que ele possui durante todo o dia. Isso incluí alimentação, reprodução e outros. No caso da rã verdadeira, elas se alimentam de pequenos insetos e alguns artrópodes. O som que sabemos que é dos sapos, o coaxar, acontece pelos machos durante o acasalamento.

Após a reprodução, as rãs colocam ovos, que são minúsculos. A quantidade de ovos é absurda, podendo chegar até a 20 mil ovos em uma só estação. Aos olhos humanos, parece até grão de poeira. Eles ficam flutuando na água, pois são envoltos com uma substância meio gelatinosa. Em menos de 1 mês, os girinos nascem vivendo na água nadando.

Os girinos são bem diferentes das rãs adultas, pois possuem cauda e não têm patas. Eles só saem da água após se desenvolverem completamente. Uma rã verdadeira pode chegar a passar dos 40 anos de idade, mas normalmente vive até os 30 na natureza.

Esperamos que o post tenha te ajudado e ensinado um pouco mais sobre a rã verdadeira. Não esqueça de comentar o que achou e deixar suas dúvidas, ficaremos felizes em responde-las. Leia mais sobre rãs e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Tipos De Abelhas Sem Ferrão

Você possui algum tipo de alergia? É provável que você possua pelo menos uma, mesmo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *