Home / Animais / Rã de Bananeira: Fotos, Características e Nome Científico

Rã de Bananeira: Fotos, Características e Nome Científico

Uma das maiores dificuldades que encontrei até hoje como narrador é falar com propriedade sobre rãs e cobras. Esses répteis e anfíbios principalmente confundem muito a possibilidade de uma informação detalhada e precisa porque sua variedade de espécies e a grande confusão nos nomes comuns dados a eles tornam difícil especificar uma única espécie em um artigo dependendo do que se propõe escrever.

Este aqui é um bom exemplo disso. Falar sobre uma única espécie conhecida pelo nome comum rã de bananeira é complicado porque nota-se haver mais de uma espécie recebendo o nome popular. Daí apontar o dedo pra qual delas é a verdadeira, a única rã de bananeira, torna-se impraticável. Nosso artigo selecionou, portanto, não uma mas três espécies conhecidas de tal modo…

Rã de Bananeira – Phyllomedusa Nordestina

Phyllomedusa nordestina é o nome científico dado a essa rã (ou perereca) muito conhecida em estados brasileiros como Maranhão, Piauí, Pernambuco, Sergipe, Minas Gerais, Alagoas, Ceará, Bahia e por aí vai … Perguntado qual o nome dessa rã ou perereca por lá, você certamente irá encontrar um ou outro que lhe dirá: “Ah, essa é a rã de bananeira.”

Isso porque essa espécie habituou-se a viver boa parte do seu tempo em árvores, incluindo plantações de bananeiras da região. É uma espécie arborícola muito comum no bioma caatinga desses estados. Uma rãzinha que nunca ultrapassa os 5 cm de comprimento cuja coloração inclusive assemelha-se muito a bananeiras com um verde em vários tons e partes amarelas alaranjadas com pigmentações negras.

Como sempre acontece com essas espécies, há muita falta de dados precisos sobre ela, como a quantidade de indivíduos ainda existentes e em que áreas mais ela pode existir. Sabe-se porém que é uma espécie amplamente ameaçada pela caça furtiva em especial e também por suas propriedades farmacêuticas, estimulando a biopirataria. Alguns também a chamam de rã macaco pelo hábito de estar em árvores.

Uma situação curiosa sobre essa rã é a capacidade que ela tem de mudar o tom de sua coloração de acordo com o ambiente em que estiver, podendo ter tons diferentes de verde e até mesmo ficar praticamente com uma coloração amarronzada. Soma a essa capacidade o fato de movimentar-se muito lentamente e essa rã adquire uma capacidade de camuflagem que a torna praticamente invisível, protegeno-a assim de predadores.

Rã de Bananeira – Boana Raniceps

O nome científico dessa é boana raniceps ou hypsiboas raniceps. Esta espécie de rã pode ser encontrada no Brasil, Paraguai, Colômbia, Venezuela, na Guiana Francesa, e também na Argentina, Bolívia e possivelmente até mesmo no Peru. Aqui no Brasil, dados sobre a espécie são colhidos especialmente no bioma cerrado brasileiro. E se voc~e encontrar uma dessas no Rio Grande do Norte, por exemplo, e perguntar que rã é essa, adivinha só? “Ah, essa é uma rã de bananeira”.

Seu tamanho é de cerca de 7 cm. Tem uma linha que continua a dobra supra-timpânica, começa atrás do olho, continua acima do tímpano e desce. Castanho claro e varia de bege ou creme pálido a amarelo acinzentado, com ou sem desenhos dorsais. Ao estender as pernas, observa-se uma série de franjas perpendiculares de cor preta púrpura no interior das coxas e na virilha, superfície ventral pálida. Comuns em muitos desses países, mesmo nos quintais das casas, elas podem viver na água ou na vegetação arbórea.

Rã de Bananeira
Rã de Bananeira

É uma rã notívaga e, como já dito, arborícola, mantendo-se sempre escondida nas folhas das árvoes (especialmente qual? adivinha?). Quando chega a tardinha, as espécies iniciam um coro habitual de vocalização pra dar início as suas atividades. Um fato curioso é que a boana raniceps é extremamente territorialista. Isso significa que, se um macho ouvir a vocalização de outro macho em seu território, é certo que irá à caça dele para expulsá-lo dali.

Seus habitats incluem natural, florestas tropicais ou subtropicais secas pastagens em baixa altitude , rios , pântanos, lagos de água doce pântanos de água doce, rios intermitentes, áreas urbanas, florestas secundárias altamente degradadas.

Rã de Bananeira – Dendrobates Pumilio

O nome científico desta espécie é esse: dendrobates pumilio. Já esta não existe em estado selvagem no Brasil. Trata-se de uma rã caribenha. Isso mesmo, é uma espécie cujo habitat natural encontra-se na costa do Caribe da América Central desde Nicarágua até o Panamá, habitando planícies de florestas tropicais no nível do mar. Dali são endêmicas e muito comuns, abundantes, podendo ser encontradas mesmo próximos a seres humanos sem nenhum receio de nenhum dos dois. Agora, adivinha qual é também um dos nomes populares dessa rãzinha por lá?

Exatamente o que pensou. Principalmente entre as comunidades mais interioranas e rurais, onde se predomina o idioma espanhol oficial, os nativos a chamam de rana del platano, entre outros nomes comuns. Isso prque essa rã tem mesmo o hábito de habitar entre as plantações de bananas, de cacau ou entre os coqueiros da região.

Essa rã tem algumas pequenas coincidências semelhantes as rãs que citamos acima. Por exemplo, ela se assemelha a boana raniceps porque parece ser territorialista também e seu potente som de vocalização é uma característica ímpar. A dendrobates pumilio parece usar o som tanto parar ameaçar e expulsar outros machos de seu território como para atrair fêmeas em época de acasalamento.

Já a coincidente semelhança com a phyllomedusa nordestina está na variação de cores dessa espécie que tende a se apresentar em diversas variações de tons. Fora isso, as semelhanças e coincidências param por aí mesmo. A dendrobates pumilio é altamente tóxica, o que torna assustador a apromximação cada vez mais constante entre elas e humanos na região. Além disso, nem todas são tímidas. Algumas são corajosas e podem demonstrar até certo comportamento agressivo se sentir-se ameaçada.

Qual é a Verdadeira Rã de Bananeira?

Não sei dizer! Pra mim todas são! É o mesmo que me perguntar qual é a verdadeira rã do dardo venenoso. Já viu esse artigo? Também existem diversos espécies que assim são considerados pela denominação comum. Isso se dá porque muitas espécies anfíbias desenvolvem hábitos idênticos em seus habitats naturais. Os hábitos surgem de acordo com suas necessidades de alimentação, abrigo e proteção. E isso faz a população comum de nativos regionais nomearem as espécies com nomes iguais por conta da observação de hábitos iguais.

Mesmo os cientistas que trabalham nas classificações taxonômicas das espécies por vezes encontram muitas dificuldades diante das semelhanças. Invariavelmente por isso, poderá notar que uma espécie que antes era classificada como pertencente a um gênero é reclassificada em outro gênero e assim por diante. Ainda há muito o que se pesquisar no mundo tão diversificado de muitas espécies da fauna, incluindo não só os anfíbios, mas também répteis, insetos e até mesmo mamíferos. Nenhuma informação está livre de alguma margem de erro.

Veja também

Cheiro de Urina de Cachorro Faz Mal A Saúde? É Prejudicial?

Problemas de saúde resultantes do contato com a urina raramente acontecem, mas é melhor saber …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *