Home / Animais / Quantos Dentes Tem Uma Mosca? Qual a Sua Utilidade? 

Quantos Dentes Tem Uma Mosca? Qual a Sua Utilidade? 

As moscas são insetos que geram muitas curiosidades. Por isso, selecionamos nesse post as principais dúvidas sobre o mundo desses pequeninos seres. Descubra aqui tudo sobre moscas e mosquitos, quantos dentes tem uma mosca, qual a sua utilidade, e muito mais… Confira!

Curiosidades Sobre as Moscas

As moscas são insetos muito chatos, que ficam voando de forma insistente, até conseguirem pousar sobre a comida que está exposta. Veja abaixo algumas curiosidades bem interessantes sobre elas que talvez você ainda não sabia.

  • Quantos dentes uma mosca tem? Qual a sua finalidade?

Muita gente não sabe, mas as moscas e os pernilongos têm em torno de 47 dentes. As fêmeas é que picam os seres humanos e os animais. Elas retiram as proteínas do sangue, que são usadas para alimentar os ovos. São elas também as responsáveis pelo transporte de doenças. Já os machos, esses se alimentam de vegetais e também do néctar das flores.

Mosca
Mosca
  • As moscas possuem olhos compostos, ou seja, cada um é formado por, aproximadamente, 4.000 facetas, que recebem o nome de omatídeos. Por esse motivo, as moscas apresentam uma visão de 360 graus. Sem contar que os insetos, em sua maioria, possuem muitas estruturas sensoriais por todo o corpo.
  • As moscas são atraídas facilmente pelo lixo. Por isso, elas podem ser encontradas com facilidade no meio urbano, próximo a lixo, restos de comida, de animais em decomposição, e coisas do tipo.
  • O mosquito possui um nervo sensorial no estômago. Se ele for retirado, o inseto perde a capacidade de identificar o nível de satisfação após se alimentar. Dessa forma, ele não para de sugar, ficando tão cheio a ponto de estourar.
  • Existem, ao todo, mais de 2.700 espécies de mosquitos. Desse total, mais de 50 são resistentes a um tipo de inseticida, pelo menos.
  • A velocidade do voo de uma mosca pode variar entre 1,6 a 2 km/h.
  • A saliva dos mosquitos pode ter relação com certos venenos para ratos. Os dois podem conter substâncias com ação anticoagulantes.
  • A presa da mosca é detectada por meio da visão. Os corpos quentes emitem uma radiação infravermelha e os mosquitos recebem as informações através dos sinais químicos. Eles também podem ser atraídos pelo dióxido de carbono, pelo ácido lático, e etc.

  • De acordo com evidências, as moscas teriam surgido cerca de 65 milhões de anos atrás, desde os tempos dos dinossauros. Para alguns cientistas, no início, elas teriam vivido no Oriente Médio. E passaram a seguir os homens em suas viagens ao redor do mundo.
  • As fêmeas têm a capacidade de coletar uma quantidade de sangue equivalente a cinco milésimos de litro, de acordo com a espécie. Essa quantidade diz respeito ao que uma fêmea do Aedes Aegypti tem condições de absorver.
  • As moscas possuem vários receptores nas patas, que são usados na identificação do tipo de alimento que elas tocam. Podemos vê-las esfregando as patas em alguns momentos. O que elas estão fazendo, na verdade, é retirando os restos de alimentos que possam ter nas patas, para não atrapalhar na hora de identificar a próxima refeição.
  • Se uma camada de azeite for colocada sobre a água que contém larvas de mosquitos, elas podem morrer, pois o azeite é capaz de obstruir o tubo que elas usam para respirar.
  • As moscas vivem em torne de 30 dias. Período em que elas passam por uma total metamorfose, passando da fase de ovo, para larva, pupa ou ninfa e, por fim, para a fase adulta.
  • O homem utiliza algumas espécies de moscas para o controle de pragas. E outras para experimentos genéticos.
  • No mês de janeiro de 2012, uma espécie nova de mosca recebeu o nome de Scaptia Plinthina Beyoncea, em homenagem à cantora Beyoncé.
    Scaptia Plinthina Beyoncea
    Scaptia Plinthina Beyoncea

    A mosca tem um bumbum que se destaca, como a cantora. E, como se não bastasse, ela foi encontrada no mesmo ano em que a cantora nasceu, 1981, e possui pelos dourados em seu abdômen, que se parecem muito com a roupa que a Beyoncé usou nas gravações do clip “Bootylicious”.

  • Quando as moscas chegam à fase adulta, elas também já atingem a maturidade sexual. Em geral, são as fêmeas que montam atrás do macho. O acasalamento só acontece uma vez. No entanto, elas armazenam uma quantidade de espermatozoide suficiente, para que possam botar os ovos por inúmeras vezes.
  • Algumas espécies de moscas, como as moscas-de-estábulo, as mutucas e as moscas-de-cifre, por exemplo, se alimentam de sangue de animais e de humanos. Em seu aparelho bucal, há modificações pontiagudas, capazes de picar e de perfurar a pele das vítimas.
  • De acordo com estudos, duas das espécies de moscas mais comuns, a Mosca doméstica (Musca domestica) e a Mosca varejeira (Chrysomya megacephala), são capazes de transmitir mais doenças do que se pensava. O estudo mostrou que cada uma delas carrega muitas bactérias, mais de 300 tipos.
    Chrysomya Megacephala
    Chrysomya Megacephala

    E várias dessas bactérias causam doenças prejudiciais aos seres humanos, como pneumonia, infecções no estômago e intoxicação, por exemplo.

  • As moscas depositam os seus ovos sobre matérias em decomposição como excrementos e alimentos estragados. Por isso, elas são alguns dos primeiros insetos a encontrarem um animal, quando este morre.
  • Enquanto estão voando, as moscas batem as asas cerca de 330 vezes por segundo, o que equivale a vezes mais que o beija-flor. E também possuem mais um par de asas, que são menos desenvolvidas, e servem para estabilizar o voo e para a realização de manobras.
  • Após nascerem, as larvas das moscas ficam por debaixo da terra até chegarem à fase adulta. Essa fase é conhecida como fase de pupa.
  • A alimentação das moscas é muito nojenta. Elas lançam saliva por cima do alimento, para que este entre em decomposição, pois elas não conseguem ingerir nada sólido. Feito isso, elas já conseguem ingerir o alimento. Depois, elas vomitam para, em seguida, ingeri-lo mais uma vez.
  • Após o depósito dos ovos, as larvas levam entre 8 e 24 horas para nascer.
  • Por meio do estágio de desenvolvimento das larvas das moscas, os peritos são capazes de identificar o “intervalo pós-morte”, que consiste no tempo que passou entre a morte de um indivíduo e o tempo que o corpo demorou para ser descoberto.

Veja também

Affenpinscher

História do Affenpinscher, Personalidade e Origem da Raça

Hoje vamos conhecer um pouco mais a fundo sobre a raça Affenpinscher, já fizemos um …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.