Home / Animais / Quanto Custa um Dromedário? Como Comprar Legalmente?

Quanto Custa um Dromedário? Como Comprar Legalmente?

O dromedário pertence a uma classe de camelos nativa e que pode ser encontrado, basicamente, na península arábica.

Esse mamífero tem como principal característica a sua adaptação física ao intenso e quase sufocante calor do deserto!

O nome científico desse animal é Camelus dromedarius, que também pertencem à família Camelidae (a mesma dos camelos, inclusive). Por conta das evidentes semelhanças entre ele e o camelo, ele também é popularmente conhecido como o Camelo Árabe!

Ele ainda é bastante conhecido por possuir somente uma corcova (bossa) situada na região das costas – algo que o diferencia do Camelo comum, que possui duas corcovas.

E é justamente em sua corcova que fica armazenada uma grande reserva de gorduras, que são usadas basicamente para situações onde o animal acabe tendo de lidar com uma escassez de alimento.

São hábitos também são particularmente diurnos, sendo que a noite para eles apenas serve para descansar e dormir – nada mais do que isso!

Mas, Existe Dromedário No Brasil?

Diante de todos os pontos evidenciados no início desse conteúdo, certamente grande parte das pessoas poderá acreditar cegamente que camelo e dromedários não existem por aqui, não é mesmo?

Mas, será que essa crença está definitivamente certa? – talvez seja hora de repensar seus critérios e conhecimentos! Será?

Pois é: há sim dromedários em terras (ou melhor, areias) brasileiras sim, mais precisamente na região do Rio Grande do Norte, na cidade de Natal!

E como já dito anteriormente, o dromedário nada mais é do que um uma das espécies da família de camelos.

O fato é que a população de dromedários, de uma maneira generalizada, é bem superior ao dos demais camelos, e talvez por esse motivo ele possa ser mais facilmente encontrado em território brasileiro.

Porém, para muitas pessoas pensar que existem animais como esses no Brasil é algo bastante complexo, até porque comumente sabemos que eles existem em uma enorme população em locais como a África e Ásia – que, na verdade, é o habitat natural desses animais!

Mas, o Brasil possui também o seu próprio deserto na região de Natal, ou seja, as Dunas de Genipabú, que é um local bastante turístico e que recebe visitantes de todas as partes do mundo.

E uma das principais atrações dessa localidade é justamente o dromedário, que são usados para a realização de passeios dos turistas – quem quiser conhecer poderá se aventurar no Dromedunas, que pode ser um roteiro bem divertido para quem estiver de férias por lá!

Mas, Como Os Dromedários Chegaram No Brasil?

Passeio de Dromedário - Diversão das Arábias em Natal RN
Passeio de Dromedário – Diversão das Arábias em Natal RN

Bom, agora que já se sabe que realmente existem dromedários no Brasil, resta entender como esses animais acabaram chegando por aqui!

E vale salientar que isso somente se tornou possível por conta da intervenção humana, mais precisamente por conta de um casal empreendedor que achou que seria uma boa ideia importar a espécie.

Isso quer dizer que os dromedários existentes por aqui não surgiram por conta de uma ação natural. Na realidade, pouco se sabe sobre esse aspecto!

O Valor Da Importação De Dromedários

Turistas Passeando em um Dromedário
Turistas Passeando em um Dromedário

A Dromedunas, ativa desde  o ano de 1998 agrega animais provenientes da ilha espanhola de Tenerife, sendo que o valor de compra deles chega a 50 mil reais em média. O parque conta com pouco mais de 19 dromedários, sendo tratados conforme as necessidades e critérios para sua adaptação.

Mas, quem sonha em ter um animal exótico desse para chamar de seu, precisa entender que isso depende de um processo bastante complexo e cheio de premissas e leis!

Quando todos esses pontos não são devidamente respeitados, entende-se que  a compra é ilegal e, no Brasil, isso é um crime que pode reverter em multas e até mesmo em detenção.

Como o dromedário é um animal silvestre e que desde sempre desperta paixão e interesse em muitas pessoas, tem sido cada vez mais recorrente a aquisição, não somente dele como de outras espécies, de maneira totalmente ilegal – e a internet pode ser apontada como uma das grandes responsáveis desse tipo de ato criminoso!

Critérios Para A Compra Legal De Animais Exóticos!

Adotar critérios sobre a compra desses e outros animais silvestres exige uma lista bastante expressiva de cuidados, como:

  • Verificar a origem do criadouro e se ele também possui registro do IBAMA. Para certificar isso, basta acessar o site da Secretaria e Infraestrutura do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e conferir a lista completa de locais devidamente autorizados.
  • É preciso também confirmar se o estabelecimento escolhido possui o documento de Autorização de Uso e Manejo incluindo o nome da espécie que se deseja comprar, nesse caso, o dromedário.
  • Os dromedários e demais animais devem ser microchipados. O número do chip desses animais deverá funcionar como um tipo de RG do animal, de forma a lhe manter seguro e protegido e também evitar a venda ilegal e o tráfico que possa lhes colocar em situação de maus tratos.
  • E por fim, mas não menos importante, é preciso que o comprador exija, sempre, a nova fiscal no momento oportuno da compra! Essa nota deverá contar alguns dados de suma importância, como a identificação do animal, nome científico e também o nome usado popularmente, a sua data de nascimento e ainda o sexo!

Logicamente que você também deverá justificar a pretensão de compra e se possui infraestrutura para acomodar um animal desse porte! Por esse motivo, além de seguir todas as orientações citadas acima, é preciso ainda que o comprador tenha uma licença do IBAMA.

No mais, se você sonha em ver de pertinho um animal como esse e toda a sua beleza e imponência, a dica é marcar as suas próximas férias para a região de Natal, que tal?

Você certamente poderá não somente conhecer esses animais de perto como também desbravar as dunas existentes por lá em grande estilo!

Veja também

Perfil do Mandril

Hábitat do Mandril: Onde Eles Vivem ?

O mandril (nome científico Mandrillus sphinx) é considerado nada mais nada mesmo do que o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *