Home / Animais / Qual é o Pior Cachorro do Mundo?

Qual é o Pior Cachorro do Mundo?

Ao longo dos séculos, o homem cruzou e selecionou diferentes raças de cães com base no trabalho que precisavam realizar. Quando foi necessário cuidar do gado, trabalhamos na criação e seleção de cães pastores.

Da mesma forma que quando é necessário confiar na proteção, raças de cães de grande força, tamanho e poder foram criadas e selecionadas, cães capazes de dar uma grande mordida e que injustamente ao longo dos anos foram catalogados Como os cães mais perigosos do mundo.

Essas raças são caracterizadas por sua compreensão física espetacular e qualidades defensivas, mas não são cães perigosos se não receberem uma educação ruim. No entanto, em mãos ruins, eles podem se tornar armas reais.

Cachorro Perigoso
Cachorro Perigoso

Cães Perigosos

Devemos esclarecer desde o primeiro momento que não há cães ruins, mas donos irresponsáveis. Uma má educação pode tornar um boxeador tão perigoso quanto um pitbull, no entanto, um é listado como uma raça perigosa de cães e o outro não é injustiça da vida.
Se uma pessoa dá má educação a um cão, a maltrata ou simplesmente o deixa amarrado a uma corrente pelo resto da vida, ele pode adquirir hábitos muito ruins e se tornar um cão perigoso, qualquer que seja a raça.

No entanto, existem cães que, em nível genético, são superiores em força e mordem o resto das raças, obviamente, se receberem uma educação ruim, podem se tornar um perigo potencial real. Obviamente, por causa da irresponsabilidade do ser humano que cuida deles.

Normalmente, são os cães de rapina que são considerados os cães mais perigosos, pois foram criados e selecionados para terem uma mordida forte e uma grande massa muscular que os ajuda a bloquear suas presas.

Isso não significa que esses tipos de cães sejam ruins, significa simplesmente que, se receberem uma educação ruim, podem ser letais. Qualquer uma dessas raças pode se tornar uma excelente companhia, desde que receba uma boa educação desde tenra idade.

Mastim Inglês

Na primeira posição do Top 10 dos cães mais perigosos do planeta, encontramos o Mastiff inglês, um gigantesco molosso que pode pesar até cem quilos. Seu enorme tamanho, força e mordida fazem dele um verdadeiro leão.

O inglês Masstiff é um cão de princípios que não gosta de ser pressionado ou repreendido; portanto, sua educação deve ser muito rigorosa com o filhote para evitar adquirir maus hábitos.

No entanto, suas habilidades fazem dele um excelente cão de guarda, ele é carinhoso com seu dono e se acalma em geral, mas sempre atento a possíveis perigos. Com uma má educação, pode ser um cão letal.

Rottweiler

Na segunda posição da lista dos cães mais perigosos, não encontramos o conhecido Rottweiler, um cachorro grande que pode atingir sessenta quilos de peso. Atualmente, ele é o cão com a mordida mais forte do mundo, acima de qualquer outra raça.

O Rottweiler é um cão autoconfiante, inteligente e muito protetor. No entanto, com uma má educação, pode ser um cão extremamente agressivo e perigoso, capaz de matar qualquer outro animal, incluindo seres humanos.

Com uma educação adequada de um filhote de cachorro pode ser um excelente companheiro com um grande coração, algo teimoso quando se trata de aprender, mas muito respeitoso com sua família. É uma corrida poderosa, mas nobre, ao mesmo tempo.

Pitbull Terrier

Na terceira posição, encontramos o famoso Pitbull Terrier, possivelmente o mais forte e mais poderoso de todo o Terrier. Pode pesar trinta quilos na idade adulta, embora seu baixo peso não seja um problema para atacar com força.

Esta raça tem grande força e é muito ativa, precisa ser exercitada diariamente para gastar excesso de energia, portanto, não é recomendada para apartamentos pequenos ou pessoas que não podem gastar tempo. A pessoa que o educa deve ter muita experiência no setor canino e apresentar uma grande autoridade.

É altamente recomendável educar Pitbulls bem dos filhotes para evitar desenvolver maus hábitos ou se deixar levar por seus instintos; eles são cães de tamanho médio, mas muito poderosos e podem ser agressivos se não receberem uma boa educação.

Pastor Alemão

Na quarta posição do ranking dos cães mais perigosos, encontramos o famoso pastor alemão, que lidera a lista de cães que atacaram seres humanos ou outros animais em todo o mundo.

O pastor alemão pode atingir quarenta quilos quando adulto e tem uma mordida extremamente poderosa. Bem educado pode ser um excelente cão de companhia ou desempenhar funções de pastoreio ou vigilância, mas pouco educado é um perigo potencial.

É uma raça muito inteligente, capaz de raciocinar e pensar antes de atacar, pegando sua presa completamente distraída. Em mãos ruins, pode se tornar uma faca de dois gumes.

Fila Brasileiro

O Fila Brasileiro é considerado um dos cães mais rápidos e perigosos do mundo, atingindo um peso em sua fase adulta de sessenta quilos. Esta raça de cão é muito fiel e super protetora com sua família.

Sua velocidade de ataque e o poder de sua mordida fazem dele um cão extremamente perigoso se ele não for educado e socializado adequadamente. Sempre foi uma das raças favoritas nas brigas de cães.

No entanto, ele pode ser um bom companheiro se for educado com um filhote, mas devemos sempre estar atentos a ele, pois ele não é um cachorro que avisa ou late, ele simplesmente se joga em sua presa e a morde até a morte.

Bulldog Argentino

Na sexta posição da lista dos cães mais perigosos, encontramos o Dogo argentino, um cão que pode pesar 45 quilos na idade adulta, equipado com uma mandíbula grande.

O Bulldog Argentino é um cão forte e altamente resistente, completamente imune à dor, o que o torna um excelente cão de presa ou luta. Ele é muito fiel a seu dono, mas desconfia de estranhos, por isso devemos sempre prestar atenção especial. Esta raça de cão não é a mais aconselhável para um ambiente familiar devido às suas características, embora com uma boa educação possa ser um excelente companheiro de vida ao lado de um cão de guarda.

American Staffordshire Terrier

Na sétima posição, temos o American Staffordshire Terrier, outra raça de cachorro Pitbull caracterizada por suas origens Terrier. Na fase adulta, ele pode atingir quarenta quilos de peso, embora o que ele realmente se destaque seja a mordida. O American Staffordshire Terrier caracteriza-se por ser um cão sociável e protetor com crianças, bem educado, pois o filhote pode ser um excelente companheiro, embora devamos prestar atenção especial quando houver estranhos.

No entanto, se ele cair em mãos ruins e receber uma educação ruim ou maus tratos, pode se tornar um cão letal, capaz de saltar sobre suas presas a mais de três metros de distância para acabar com elas.

Doberman

Chegamos à oitava posição dos cães mais perigosos com o mundialmente famoso Doberman, capaz de atingir 45 quilos na idade adulta. Não é um cão muito grande, mas é puro músculo preparado para atacar. O Doberman é caracterizado por ser um cão ativo e enérgico, orgulho e autoconfiança, muito apegado à sua família, por isso não é aconselhável deixá-lo em paz por longos períodos de tempo.

No entanto, ele também é um cão muito impulsivo; portanto, se ele receber uma educação ruim, pode se tornar um cão muito perigoso. Esta raça tem sido usada há séculos como um cão de guarda.

Akita Inu

Na nona posição, temos o temerário Akita Inu, um cão de origem japonesa capaz de atingir 55 quilos de peso quando adulto. É uma raça que tem sido usada por guerreiros japoneses como um cão de ataque e vigilância. O Akita Inu é um cão muito reservado, mas afetuoso, ao mesmo tempo, muito apegado ao seu dono. É leal e amigável, mas se late, precisamos ativar todos os nossos alarmes, porque é apenas o indicativo que precede o taque.

Em mãos ruins, pode se tornar um cão muito perigoso, dadas suas condições físicas e sua força, não é aconselhável estar na frente de um desses cães quando eles estão se defendendo.

Mastim Napolitano

Na décima posição da lista dos cães mais perigosos do mundo, encontramos o Mastim Napolitano, uma raça que pode atingir setenta quilos em sua fase adulta, quase nada. O Mastim Napolitano é um cão de enormes dimensões, um grande guardião, fiel, pacífico e estável. Ele sabe como interpretar perigos reais e se defender quando necessário. Bem educado se torna um companheiro ideal.
Mas se ele receber uma educação ruim, pode se tornar exatamente o oposto, um cão extremamente agressivo e perigoso, devido às suas dimensões e força. Este tipo de cão é capaz de impor simplesmente levantando-se.

Conclusão

Embora seja verdade que existem raças de cães que não são recomendadas para ambientes familiares devido ao perigo que elas podem assumir se forem mal educadas… também é verdade que, em nível geral, todos os cães são bons se forem educados e socializados adequadamente com outros cães e pessoas. As únicas pessoas responsáveis ​​pela existência de cães perigosos são os seres humanos, que devido à ignorância ou às más práticas, podem transformar um cachorro bonito em um verdadeiro assassino. Existem raças como o pastor caucasiano que são potencialmente mais fortes e mais perigosas do que as mencionadas, embora não estejam catalogadas na PPP conhecida.

Se você não conseguir educar seu cão, sempre poderá ir a um treinador profissional. Eles são econômicos e muito, mas muito práticos, na realidade, sempre recomendamos ir a um treinador se você mora com um cão de presa ou com um cão que mostra maus hábitos.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *