Home / Animais / Qual é a Pele do Jacaré? Como é o Revestimento do Corpo?

Qual é a Pele do Jacaré? Como é o Revestimento do Corpo?

Os jacarés são animais pertencentes ao grupo dos crocodilianos e pode ser conhecido em algumas regiões também pelo nome de caimão. Embora muitas pessoas o confundam com os crocodilos, as duas espécies podem se diferenciar através de algumas características. Essa diferenciação se dá principalmente pela dentição, uma vez que o dente inferior do jacaré se encaixa perfeitamente em uma cavidade situada na região superior de sua boca, enquanto os dentes do crocodilo se sobressaem para fora quando eles fecham a boca.

Existem diversas subespécies de jacarés em todo o mundo, entretanto em algumas partes do mundo este animal já desapareceu. Entretanto, eles continuam sendo animais bem comuns em regiões do continente americano de forma geral.

Aqui no Brasil, os jacarés também são animais característicos da nossa fauna, podendo ser encontrados em diversas regiões, principalmente no Pantanal. Por aqui nós podemos encontrar os seguintes tipos:

  • Jacaré negro;
  • Jacaré Aruará;
  • Jacaré do Pantanal;
  • Jacaré Açu;
  • Jacaré do Papo Amarelo;
  • Jacaré do Focinho Largo;
  • Jacaré Coroa;
  • Caimão de Cara de Lisa;

Outra característica deste curioso e tão temido animal é justamente a sua pele. De aparência grosseira e rústica, a pele do jacaré desperta grande interesse e curiosidade e é justamente por este motivo que o Blog Mundo Ecologia veio aqui tratar sobre este assunto.

Como É O Revestimento Do Corpo Do Jacaré?

Jacaré Nadando na Água
Jacaré Nadando na Água

Existem muitas curiosidades interessantes que estão acerca da pele do jacaré. O revestimento do seu corpo apresenta uma aparência rústica, dura e também bastante grosseira, dando a ele a tão conhecida aparência que já estamos acostumados a ver.

A estrutura da pele do jacaré possui como característica uma série de placas duras formando uma estrutura de aspecto serrilhado. Embora essas estruturas tenham um aspecto tão grosseiro, um recente estudo realizado por pesquisadores americanos, demonstrou que esta parte do revestimento do corpo do jacaré é uma parte extremamente sensível.

Este mesmo estudo demonstrou que esta região é toda cheia de ramificações nervosas, conferindo a ela, não somente uma sensação tátil, mas também tamanha sensibilidade que pode ser comparada ao mesmo nível de sensibilidade e precisão das pontas dos dedos de seres humanos. Esta sensibilidade só é maior na região da mandíbula, onde para detectar mais facilmente o sabor dos alimentos e presas que consomem e também para ajudarem a destruir a casca dos ovos para facilitar a saída de seus filhotes, o nível sensorial acaba sendo ainda maior que o da pele do restante de seu corpo.

Além disso, ao estudar a pele de jacaré em um nível estrutural mais profundo, foi possível observar que esses animais possuem ainda estruturas capazes de detectar estímulos de pressão contínua e ainda de vibração. Segundo o estudo, essas estruturas possuem uma função primordial que é a de proteção contra possíveis perigos durante um ataque, por exemplo.

Outro fato interessante sobre o revestimento desses animais é que embora eles não troquem de pele, há uma dinâmica de substituição de algumas partes de sua pele que já se encontram mais velhas e desgastadas.

A Comercialização Da Pele Do Jacaré

Há muito tempo a comercialização de diversos produtos, como por exemplo, bolsas, malas de viagem, sapatos dos mais variados tipos, carteiras e vários outros itens que utilizam a pele ou o couro do jacaré, como também é chamado, é considerado como um sinônimo de luxo.

Este material, além de possuir grande resistência, ainda tem como característica a beleza, além de ser um produto muito exótico, e é justamente por este motivo que ele é capaz de despertar tanto interesse assim de pessoas em todo mundo.

Porém, adquirir um produto cuja matéria prima seja justamente a pele do jacaré nunca foi uma tarefa fácil. Isso porque o processo para criar, sacrificar e retirar o revestimento desse animal não é um trabalho fácil, o que por si só já é  considerado um fator importante para encarecer o produto. Além disso, a caça indiscriminada movida pela ganancia e também a destruição do habitat natural desses animais, fez com que a população de algumas espécies de jacaré acabassem diminuindo tanto, a ponto de entrarem para a lista de animais prestes a entrar em extinção.

Tudo isso fez com que este produto além de muito caro, fosse extremamente raro. Para se ter uma vasta ideia, cada centímetro da pele de um jacaré custa em torno de 22 euros no mercado internacional. Quando se trata de um item pronto, como por exemplo uma simples bolsa de couro de jacaré pode custar facilmente cerca de 18 mil dólares.

A Comercialização Do Couro De Jacaré Aqui No Brasil

Uma vez que se sabe que o revestimento do corpo do jacaré pode ser praticamente 100% aproveitada, o Brasil, que também é um dos habitats naturais de algumas espécies deste animal, também entrou dentro da rota de comercialização deste produto.

Couro De Jacaré
Couro De Jacaré

Aqui em terras brasileiras, a espécie mais utilizada para este fim é o jacaré do papo amarelo, justamente pelo fato de uma região de sua pele apresentar uma coloração bem diferenciada em relação as outras espécies. Este produto bastante cobiçado é comercializado para algumas marcas aqui no Brasil, mas cerca de 70% do material que é produzido aqui acaba sendo vendido para países do exterior.

A Importância De Se Preservar O Jacaré

Embora a pele do jacaré seja um produto altamente exótico e também belo, hoje em dia existem opções cada vez mais sustentáveis para substituir o uso de pele de animais, como o couro sintético, por exemplo.

Há alguns locais que são especializados em criar esses animais de forma sustentável, com o fim de comercializar a sua pele, porém ainda há controvérsias se levarmos em consideração algumas questões mais profundas relacionadas ao uso de animais para a produção de produtos totalmente desnecessários.

Além disso, devido a alta rentabilidade, muitas pessoas ainda praticam a caça ilegal desses animais, justamente com o intuito de extrair a pele do jacaré, o que faz com que algumas espécies ainda estejam ameaçadas de extinção. Além disso, esta situação faz com que o desequilíbrio ecológico e o impacto ambiental ocasionados por esse comercio desleal chegue a proporções gigantescas.

Por este motivo, a conscientização e preservação deste animal na natureza se torna algo imprescindível para evitar ou ao menos amenizar graves problemas futuros.

E aí, você sabia que a pele do jacaré poderia ser tão sensível quanto as pontas dos dedos de um humano? Conta pra gente aqui nos comentários e fique sempre atento aos artigos do Blog Mundo Ecologia.

Veja também

Macaco-Aranha-de-Cara-Preta: Características, Habitat e Fotos

O macaco-aranha-de-cara-preta é também conhecido como coatá preto. Recebe esse nome em função dos seus membros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *