Home / Animais / Qual a Importância do Processo de Formação da Pérola Para as Ostras?

Qual a Importância do Processo de Formação da Pérola Para as Ostras?

O mar está recheado de animais muito interessantes, que fazem com que o ambiente aquático seja cheio de surpresas e mistérios. Assim, até mesmo pelo fato de as pessoas não saberem muito sobre os oceanos, já que nem mesmo os pesquisadores mais influentes de todo o mundo estão restritos dessas dúvidas, o certo é que o mar acaba sendo um grande mistério em quase todos os sentidos da palavra.

Portanto, há uma série de fatos e mecanismo naturais a serem descobertos, que podem fazer com que a visão das pessoas em relação aos oceanos seja outra. Assim, apenas com muita educação e conhecimento a respeito do mar será possível fazer com que as pessoas realmente tenham noção de como é importante preservar esse ambiente natural tão importante para a manutenção da vida na Terra.

Afinal, para que alguém possa desejar preservar algo, antes é necessário que essa pessoa conheça a fundo aquilo que deve ser preservado.

Ademais, é nos oceanos que se produz a grande maioria do oxigênio consumido pelas pessoas, sendo os mares os pulmões do mundo. Isso porque as algas marinhas são capazes de gerar muito oxigênio, consumindo muito menos esse oxigênio em relação à Floresta amazônica, por exemplo.

Dessa maneira, essa á apenas uma das coisas que o oceano pode oferecer às pessoas. Além disso, os mares ainda possibilitam muitos outros benefícios para as pessoas, que incluem uma alimentação de qualidade para quem não pode ter acesso a carne vermelha, além de materiais para produção de itens artesanais para quem deseja vender a sua arte.

Porém, entre uma das cosas mais valiosas que os oceanos conseguem produzir, estão as pérolas. Na verdade, as pérolas são produzidas pelas ostras, em um processo muito interessante que pode ser acompanhado de forma clara por quem ainda não conhece esse ciclo de produção. Assim, como era de se esperar, há um motivo para as ostras produzirem as pérolas.

Produção de Pérolas

Produção de Pérolas
Produção de Pérolas

Antes de tudo, as pérolas são produzidas no interior das ostras, o que é importante que as pessoas saibam. Dessa forma, muitos se perguntam o porquê de uma ostra fazer uma pérola, já que talvez não haja motivo natural e biológico para tal. Contudo, há uma explicação simples para isso, que envolve o sistema de defesa das ostras.

Em resumo, o ciclo começa quando detritos acabam por entrar na ostra por algum motivo. Assim, esse detrito pode ser um grão de areia, por exemplo. Nesse momento, a ostra, como animal que pé, nota o corpo estranho e age para que esse corpo estranho não seja uma ameaça para ela. Nesse sentido, a ostra, para que o molusco que a habita não se machuque, envolve o detrito invasor por um produto natural chamado de nácar.

Essa substância, assim, faz com que o detrito não possa se mover sozinho ou causar qualquer dano para a ostra. Assim, no longo prazo tem-se a produção de uma bela pérola. Logo, é importante notar que a produção e pérolas faz parte do sistema de defesa das ostras, sendo esse sistema essencial para que o molusco que habita a ostra não sofra com qualquer tipo de invasor.

Variação de Cores das Pérolas

Variação de Cores das Pérolas
Variação de Cores das Pérolas

As pérolas podem ser de muitas cores diferentes, o que faz com que o seu valor de mercado varie de acordo com a cor em questão. Logo, muitas pessoas se perguntam o porquê de as pérolas terem tantas cores distintas, já que o modo de produção é o mesmo para as mais diferentes cores de pérolas.

Em resumo, isso se deve a alguns fatores em especial, que fazem com que as pérolas ganhem uma tonalidade diferente. Assim, essa variação de cor pode se dever ao detrito que entrou na ostra, à cor interna dessa ostra, às proteínas dessa ostra usadas na produção da substância nácar, etc.

Logo, a variação de cores nada mais é do que uma mudança que acontece devido às alterações que uma pérola pode ter em seu interior, tendo detalhes muito interessantes que podem fazer com que as pérolas mudem muito de exemplar para exemplar.

Portanto, ao comprar uma pérola ou ver uma ostra no mar, você já saberá explicar o modo de produção daquela pérola, além de ser capaz de afirmar o porquê da variação de cores.

Uso Humano Para as Ostras

Comendo Ostra
Comendo Ostra

As ostras podem ser usadas pelas pessoas para vários fins, que variam de acordo com o local em questão ou com o objetivo de cada pessoa. Porém, de uma maneira geral, o uso principal das ostras se deve ao fato de essa ostra produzir a pérola. Assim, as pérolas são usadas por pessoas, para a produção de joias, etc.

Com alto valor de mercado, uma pérola pode valer muito dinheiro, o que faz com que a procura por esse objeto seja sempre grande. Ademais, as ostras também podem servir bem para outros fins, que variam muito. A casca da ostra, por exemplo, pode ser usada como suplemento alimentar, já que é rica em cálcio e acaba por fortalecer os ossos da pessoa, além de dentes e outras partes do corpo.

Portanto, é muito fácil ter acesso a esse tipo de suplemente feito a partir das ostras. Além disso, as ostras também servem bem para a alimentação, já que o sabor de uma ostra bem preparada pode ser muito bom. Dessa maneira, muitas vezes as ostras são usadas como alimento.

Produção de Ostras

Muitas pessoas produzem ostras de forma quase industrial, com larga quantidade de animais, buscando a venda para fins alimentícios ou a produção de pérolas. Assim, a China representa a grande produtora de ostras de todo o mundo, com cerca de 80% de toda a produção de ostras do planeta. Adiante, a Coréia do Sul também está muito bem na lista de países produtores de ostras, tendo em seguida a União Europeia como uma grande produtora.

Dessa forma, esse tipo de produção pode ser para a venda com fins de alimentação, para a produção de pérolas ou até mesmo para a fabricação de suplementos alimentares ou outras substâncias ricas em cálcio.

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *