Home / Animais / Qual a Doença Que o Carrapato Transmite Para o Ser Humano?

Qual a Doença Que o Carrapato Transmite Para o Ser Humano?

Qualquer pessoa que precise se locomover em áreas de gramíneas ou vegetação rasteira sabe como é necessário se proteger de insetos como carrapatos. A picada básica do carrapato não é perigosa, porém pode transmitir várias doenças aos seres humanos. Portanto, é muito importante reconhecer os sintomas e ser prontamente tratado.

Qual a Doença Que O Carrapato Transmite Para O Ser Humano?

Carrapatos são artrópodes e não insetos, pois são erroneamente considerados. Eles são comuns em todo o mundo, existem 800 espécies diferentes. A disseminação de espécies individuais de carrapatos está ligada a fatores climáticos (temperatura das diferentes estações do ano e umidade atmosférica) e à disseminação de seu hospedeiro.

Os carrapatos percebem a presença de seu hospedeiro já a uma distância de 100 metros, e eles são capazes de localizá-lo graças ao uso de receptores que permitem perceber a presença de odores, temperatura, substâncias químicas como dióxido de carbono ou substâncias emitidas pelo hálito e pelo suor do hospedeiro.

Foto de um Carrapato
Foto de um Carrapato

Assim que conseguem, durante a passagem de um animal para se prender ao seu pêlo, às roupas ou à pele do homem, conseguem procurar com tranquilidade um local ideal para ancorar. Quando rastejam na superfície do corpo, não picam e não coçam, pois a articulação do carrapato atua como um “amortecedor”. Sua saliva contém substâncias capazes de bloquear o processo de coagulação e substâncias anestésicas. Por isso podem já estar há dias sobre seu corpo sem sequer ter se dado conta disso.

Durante a refeição de sangue, o carrapato aparece como uma formação escura na pele, semelhante a uma verruga ou corpo estranho, com o qual é frequentemente trocado. Os locais preferidos onde se ligam com mais freqüência são, acima de tudo, a cavidade do joelho, as axilas, a nuca, a linha do cabelo ou a área atrás das orelhas.

As doenças infecciosas mais importantes transmitidas por algumas espécies em humanos são:

Lyme/Borreliose: a doença geralmente começa após 2 ou 4 semanas após a picada do carrapato, manifestando-se com uma mancha circular avermelhada sem dor que se expande lentamente (eritema migrante). Após o tratamento com antibióticos, o quadro clínico geralmente melhora em um mês.

Se a infecção passa despercebida ou não é tratada prontamente, sequelas com inflamação das articulações, músculos, sistema nervoso central ou periférico ou alterações do ritmo cardíaco podem ocorrer após algumas semanas ou meses. Meses ou anos após a infecção, há uma cronicidade dos sintomas caracterizados por artrite crônica, meningite, mielite ou acrodermatite atrófica crônica dos braços e pernas. Não existe vacina contra a doença de Lyme/Borreliose.

Meningoencefalite (sazonal): após 7 ou 14 dias da picada do carrapato, uma primeira fase se desenvolve caracterizada por sintomas inespecíficos do tipo gripe, como febre (até 39°C), dor de cabeça, fadiga, dores musculares e articulares. Geralmente a febre diminui espontaneamente dentro de 1 a 8 dias.

Picada de Carrapato
Picada de Carrapato

Em cerca de 1/3 dos infectados, após um intervalo sem distúrbios de cerca de 1 semana, inicia-se uma segunda fase, caracterizada por febre alta (acima de 40°C), dor de cabeça, rigidez nucal, inflamação do cérebro e das meninges.

Em crianças e indivíduos mais jovens, a doença geralmente apresenta um curso mais leve, com um aumento progressivo da gravidade e das complicações (dor de cabeça persistente, paralisia, convulsões e transtornos mentais) à medida que a idade avança. Atualmente, não existe terapia de resolução específica, o tratamento permanece substancialmente sintomático. Em qualquer caso, é possível impedir o seu desenvolvimento através da administração de uma vacina específica.

Outras Doenças Transmitidas Por Carrapatos

Os ixodídeos são capazes de transmitir ao homem numerosas e diferentes patologias: a borreliose de Lyme, a erliquiose, a febre bottonosa das rickettsias, a tularemia, febre Q, babesiose e encefalite viral. Os argasídeos são vetores de patologias menos relevantes do ponto de vista epidemiológico: febre recorrente e febre Q.

Carrapato em um Cachorro
Carrapato em um Cachorro

Com o início da estação quente, os carrapatos deixam o estado de hibernação no inverno e começam a procurar um hospedeiro para parasitar. Nos meses de primavera e verão é mais comum ser vítima da chamada “picada de carrapato”. A picada de carrapato em si não é perigosa para o ser humano, os riscos para a saúde dependem da possibilidade de contrair infecções transmitidas por esses animais como transportadores.

A etiologia dessas doenças vetoriais inclui vários micro-organismos: protozoários, bactérias e vírus. A maioria dessas doenças pode ser diagnosticada apenas no nível clínico, mas uma antibioticoterapia imediata, nas fases iniciais, geralmente é resolutiva, principalmente para as formas com etiologia bacteriana. Apenas raramente (até 5% dos casos) e em idosos ou crianças essas infecções podem colocar a vida em risco.

Prevenções Contra Picadas De Carrapatos

Retirando Carrapato da Pele
Retirando Carrapato da Pele

Existem algumas precauções para reduzir significativamente a chance de tornar-se um portador para os carrapatos, ou pelo menos conseguir descobri-los mais rapidamente, evitando assim nos tornar vítimas das doenças que podem transmitir. Em geral recomenda-se que use roupas de cor clara (facilita a identificação de carrapatos), sem aberturas possíveis, pondo por exemplo as meias por cima das calças compridas ou botas longas que aderem bem à sua vestimenta.

Procure não tocar ou esbarrar nas vegetações que margeiam sua trilha ou percurso e evite penetrar na mata mais densa, fechada. Se estiver por alguma razão circulando em áreas onde seja possível confrontar com carrapatos, execute uma verificação visual e tátil cuidadosa da sua pele, suas roupas e de todos os itens com você na volta. Os carrapatos costumam se abrigar nos pontos mais discretos como nas dobras da cabeça, do pescoço, nas dobras das pernas, próximo as axilas, etc.

Lavando o Cachorro
Lavando o Cachorro

Trate animais de estimação (cães) com substâncias repelentes aos ácaros antes de caminhar, escove as roupas antes de levá-las para dentro das casas. Além disso, existem repelentes de insetos no mercado e produtos piretróides a serem pulverizados nas roupas. Se detectados na pele, os carrapatos devem ser removidos imediatamente, porque a probabilidade de contrair uma infecção é diretamente proporcional à duração da estadia do parasita no hospedeiro.

De fato, somente após um certo período (várias horas) em que está firmemente ancorado para alimentar, o carrapato regurgita parte da refeição, inoculando quaisquer patógenos no sangue do hospedeiro. No entanto, deve-se ter em mente que apenas uma porcentagem dos indivíduos é portadora da infecção.

Veja também

Bull Terrier Preço, Valor Para Comprar e Fotos

Cachorros são os grandes amigos das pessoas no mundo animal, e isso é algo quase …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *