Home / Animais / Qual a Diferença Entre Um Pato e Uma Pata?

Qual a Diferença Entre Um Pato e Uma Pata?

O pato é um animal muito comum no Brasil, seja qual for a região do país. Esse animal pode ser domesticado com facilidade, visto que o seu processo de domesticação acontece há centenas de anos em todo o mundo. O pato, como um dos grandes símbolos das aves em todo o planeta, costuma ter uma relação muito boa com as pessoas, sobretudo com aquelas mais próximas.

Diferentemente do ganso, que é mais violento, o pato pode ser dócil e tende a se encaixar bem no ambiente rural. Todavia, é necessário entender sobre os patos antes de começar uma criação, o que é o sonho de muitos. Afinal, apenas sabendo mais sobre essa ave você poderá tomar boas medidas em relação a ela.

Como saber, por exemplo, se o pato é macho ou fêmea? Esse, na realidade, é um processo simples e que sequer exige tanto conhecimento aprofundado. Contudo, sem alguns detalhes pode ser complicado decidir o gênero do animal. Em todo caso, para facilitar o seu trabalho, veja abaixo alguns dos principais detalhes levados em conta no momento de diferenciar o pato macho da pata fêmea e aprenda, de uma vez por todas, a fazer isso.

A Questão da Plumagem

A plumagem é uma parte essencial de um pato, pois a partir dela é possível analisar a espécie do animal. Ademais, a partir da plumagem também se torna possível saber se o pato é macho ou fêmea.

Antes de tudo, há espécies em que macho e fêmea têm plumagem diferenciada ao longo de todo o ano. Logo, nesses casos se torna ainda mais simples definir quem é o macho e quem é a fêmea. Porém, o que fazer com aqueles que são parecidos? Nesse momento, é importante levar em conta um fator chave: os machos, ao se aproximarem do período de reprodução, ficam com as penas coloridas ou mais vivas para atrair as fêmeas.

Pato Plumagem

Portanto, caso o seu pato esteja trocando de cor em uma certa época do ano, tenha a certeza de que se trata de um macho. Depois da reprodução, os machos voltam a ter as cores de sempre, trocando a plumagem para algo menos colorido e chamativo. As cores em si dependem do tipo de pato que você analisa, mas saiba que a grande maioria das espécies realiza esse processo de troca de plumagem, algo relacionado à capacidade de evolução da ave.

Cor do Bico

Todos os patos possuem um bico. Considerando isso, analisar a cor do bico pode ser um passo importante para definir se o animal é macho ou fêmea. Há muitas espécies em que a cor do bico não muda entre os gêneros, mas também há aquelas em que essa mudança acontece. Nesse caso, você deve prestar atenção.

No caso do pato-carolino, por exemplo, o macho possui o bico na cor vermelha, com uma mancha amarela logo abaixo. Já a fêmea não tem os mesmos detalhes, o que torna mais simples a identificação. Já no caso do pato-da-flórida, o macho tem o bico amarelado, enquanto a fêmea possui o laranja de tom escuro como cor predominante.

Esses detalhes devem ser analisados no mesmo ambiente, para evitar qualquer tipo de confusão no momento de definir quem é o macho e quem é a fêmea. De qualquer maneira, essa é uma forma prática de saber mais sobre o gênero dos animais sem que seja necessário sequer tocar neles. Por fim, vale dizer ainda que o pato-real possui o bico amarelo e a fêmea, marrom. Esse é um dos patos mais comuns em todo o planeta, já que sua carne costuma ser saborosa.

Tamanho e Cauda

O tamanho tende a ser uma boa maneira de analisar os patos e os seus gêneros. Isso porque, em todas as espécies, os machos tendem a ser maiores do que as fêmeas. Logo, o mais comum é que o macho seja grande e a fêmea um pouco menor.

É claro que, para a análise ser correta, você precisa levar em conta dois animais de idades semelhantes. Um filhote de pato macho deve ser menor do que uma fêmea adulta, então não confunda o processo. Ademais, a cauda pode ser uma parte importante quando se trata de analisar quem é macho ou não no universo dos patos. Os machos costumam ter uma cauda mais curvada, ao menos na maior parte dos casos.

Pato Tamanho e Cauda

Esses animais, assim, têm a plumagem da cauda mais apontada para o céu ou enrolada. A cauda do macho se destaca, sobretudo, quando o animal possui de dois a quatro meses de idade, um momento da vida em que definir o gênero do pato é essencial para saber o que fazer com ele dali em diante – vale lembrar que machos e fêmeas têm funções diferentes para o criador de patos.

Ajuda Profissional

Há alguns tipos de patos que possuem todos os detalhes físicos iguais, seja macho ou fêmea. Nesse caso, o melhor a fazer é buscar ajuda de um profissional, que poderá, através de alguns exames um pouco mais complexos, apontar o gênero do animal. Um desses exames é o de cloaca, que basicamente analisa se o pato é macho ou fêmea através do seu órgão genital.

Porém, o exame de cloaca é bastante invasivo, pois os genitais dos patos não ficam à mostra como o de pessoas ou alguns mamíferos. Nesse sentido, é necessário ter o trato adequado para expor a parte íntima da ave. Logo, o mais recomendado é que você chame um profissional no assunto para fazê-lo, pois a partir daí poderá ter certeza dos gêneros.

Ademais, esse exame não deve ser feito em patos que acabaram de nascer, pois pode até mesmo matar o animal. Isso porque, pelo fato de ser um exame agressivo, o teste de cloaca pode levar os pequenos patinhos a sangramentos quando feito de maneira equivocada. Por fim, o certo mesmo é que os patos podem ser muito úteis para as pessoas, visto que podem oferecer carne, ovos e ainda ser usados para a ornamentação de ambientes. Assim, os patos são parte importante da vida de muitos cidadãos.

Veja também

Hábitat do Marreco: Onde Eles Vivem ?

Marreco na verdade é nome popular para uma espécie de pato de pequenas dimensões, no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *