Home / Animais / Quais são os Predadores do Esquilo e seus Inimigos Naturais?

Quais são os Predadores do Esquilo e seus Inimigos Naturais?

A vida do esquilo, ao contrário da maioria de seus primos roedores, ocorre quase exclusivamente nas árvores, embora ocasionalmente desça ao chão para se mover em busca de árvores com os frutos mais bem-vindos, ou se esconder em sua despensa secreta com alguns suprimentos para os tempos magros.

Caracterizando um Esquilo

A espécie mais conhecida é o esquilo comum, que está presente em quase todo o cinturão paleárctico até o Extremo Oriente, mas não está presente no Oriente Médio e nas grandes ilhas do Mediterrâneo.

Na cabeça, com o nariz levemente alongado, estão dois olhos vivos, muito escuros, redondos, grandes e também adequados para a visão em condições de semi-escuridão, e duas orelhas bem desenvolvidas, no final das quais emergem, com a roupa de inverno, dois tufos muito evidentes de cabelos longos, da mesma cor do casaco, que dão um tom gracioso à sua figura esbelta.

O corpo é esbelto e a cauda, assim como o corpo, forma uma grande pluma de cabelos longos e macios, o que faz com que o esquilo pareça ter o dobro do tamanho da realidade.

Essa cauda tem uma importante função de equilíbrio nos saltos e um sinal visual durante a corte; quando sentado, é frequentemente mantido voltado para cima, quase deitado ao longo das costas, como um escudo sombrio, até formar uma espécie de turbante macio sobre a cabeça. A cor da pelagem varia de tons vermelhos intensos, mais difundidos nas regiões norte, a tons marrons e marrons intensos, típicos das áreas do sul. Durante o dia, não é fácil identificá-lo e ainda mais difícil observá-lo.

Ele está sempre se movendo entre as árvores, mas seu movimento brusco, seu instinto de se esconder da visão de estranhos atrás dos troncos das árvores, deixando seu rosto atento e curioso aparecer hora à direita, hora à esquerda do abrigo, quase sempre nos impede de observá-lo por mais de alguns segundos.

Quais são os Predadores do Esquilo e seus Inimigos Naturais?

Os esquilos precisam competir todos os dias com inúmeros adversários: aves de rapina, raposas, felinos vadios que querem comê-los, outros esquilos e muitas vezes também seres humanos que, de várias maneiras, danificam seu ecossistema. No entanto, os esquilos são animais inteligentes e extremamente ágeis. É difícil colocá-los em xeque e ainda mais pegá-los quando abrigados nas densas folhas das árvores.

Mas há alguém com quem o jogo sempre foi aberto: a marta. Este mustelídeo ágil e feroz consegue acompanhar o esquilo, perseguindo-o entre as copas das árvores e dentro das fendas dos troncos. Mas a marta às vezes pode se tornar um aliado do esquilo comum.

Marta - Inimigo ou Aliado
Marta – Inimigo ou Aliado

Um estudo realizado na Irlanda, onde o esquilo cinza americano estava levando o esquilo vermelho à extinção, mostrou como, ao reintroduzir as martas (que por sua vez desapareceram perseguidas pela caça e em função do desmatamento), atacam com grande eficiência o invasor (o esquilo cinza americano).

O esquilo cinza é mais grosso e mais lento que o vermelho e as martas ágeis, acostumadas a presas muito mais difíceis, encontraram nele uma presa fácil. O inimigo do seu inimigo pode ser seu amigo!

Como os Esquilos se Defendem

A atitude de se esconder atrás do tronco das árvores e espiar como se ele estivesse brincando de esconde-esconde, é um comportamento inato e fixo durante os primeiros meses de vida do esquilo. Surge da necessidade vital de sempre se esconder da visão de predadores, especialmente das aves de rapina, os temíveis e altamente qualificados raptores que voam a baixa altitude que confiam à nitidez de sua visão e à prodigiosa capacidade de perseguir suas presas, mesmo entre as árvores.

Outros inimigos dos quais os esquilos tentam se defender são os predadores carnívoros, acima de tudo a marta como já dissemos, um mustelídeo também com hábitos arbóreos e um hábil alpinista. Nesta situação, o esquilo se defende graças à sua leveza e sua extraordinária capacidade de permanecer em equilíbrio e firmem nos galhos menores e mais finos, usando as unhas afiadas e os dedos ágeis das patas dianteiras. A habilidade de saltar de uma árvore para outra com grande facilidade muitas vezes o auxilia contra o predador, deixando-o no vácuo.

O esquilo às vezes usa as cavidades das árvores como refúgio, mas freqüentemente reutiliza também os ninhos de outros pássaros grandes, como os de corvos, que são readaptados e recheados com musgo macio, providos de uma camuflagem que os protege do clima e da vista dos inimigos, e com uma segunda saída para qualquer fuga apressada por ocasião de visitas indesejadas.

Um Inimigo Natural Assassino

Os cães da pradaria não são predadores, mas pequenos roedores herbívoros espalhados pelas pradarias da América do Norte. No entanto, tornou-se curioso incluí-los nessa lista de inimigos naturais do esquilo basicamente pelo comportamento serial killer da espécie cynomys leucurus, animais que parecem não tolerar a competição por recursos com outras espécies de roedores.

Em 2016, um artigo publicado na New Scientist documentou a carnificina realizada por cães da pradaria contra esquilos, o primeiro caso documentado de herbívoro que mata membros de outras espécies de herbívoros sem nenhum objetivo alimentar. Durante um período de cerca de 10 anos, John Hoogland, biólogo do Centro de Ciências Ambientais da Universidade de Maryland, observou até 163 assassinatos de esquilos terrestres cometidos por cães da pradaria.

Alguns simplesmente mataram qualquer roedor que encontravam no caminho, mas outros caçaram esquilos ativamente ou emboscados na entrada das tocas. Cães da pradaria matam esquilos com uma mordida poderosa no crânio e deixam o corpo para retomar suas atividades diárias.

Foram observados quase 50 cães da pradaria matando outros roedores e 19 deles foram classificados como assassinos em série: em 4 anos, o indivíduo mais ativo, uma fêmea com acentuadas tendências homicidas, matou até 9 esquilos.

O Homem é um Inimigo?

Sim, pra variar o ser humano sempre ocupa uma posição significativa de ameaça para quase todos os outros animais do planeta. Os esquilos geralmente seriam uma surpresa para a Lista de Espécies Ameaçadas de Extinção, uma vez que tendem a ser ótimos em adaptação e especialmente qualificados em reproduzir. Mas se eles não têm um lugar para morar, ficam sem sorte. Graças à agricultura e ao uso devastador de pesticidas pelo, muitas espécies sofrem ameaças.

O constante crescimento urbano também é um fator determinante para ameaçar os esquilos que, em consequência da aproximação com o convívio humano, invariavelmente passam a ser considerados pragas e com efeito perseguidos e mal tratados pelo homem.

A progressão urbana com suas pavimentações e tráfegos constantemente matam esquilos atropelados também. O hábito de roer para afiar dentes, levam muitos esquilos à morte por acidentes com fios elétricos energizados.

Ainda é válido mencionar que algumas espécies de esquilos são visados como alimentos em alguns países e também outros foram massacrados pela caça à sua pele. Existem ações de conservação e proteção para algumas espécies mais ameaçadas da família desses roedores mas não há registros de grande perigo de extinção para nenhuma espécie da família a nível global.

Veja também

Cachorro Passando a Pata no Rosto e no Focinho: o Que Fazer?

Você é capaz de analisar como seu cachorro está se comportando? Algumas condutas podem indicar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *