Home / Animais / Quais são os Predadores da Toninha e seus Inimigos Naturais?

Quais são os Predadores da Toninha e seus Inimigos Naturais?

Sem dúvida, a natureza é um lugar inóspito para muitos seres vivos, e alguns ficam bem na mira de predadores implacáveis, especialmente quando estamos falando dos mares, que são lugares onde se pode encontrar o mínimo perigo a cada metro cúbico de água. A toninha, por exemplo, é um desses que ficam à mercê de inimigos naturais bastante vorazes, mesmo que na maior parte das vezes não faça parte do cardápio preferencial desses mesmos predadores.

Vamos saber mais a respeito desse assunto?

Perigo Para a Toninha

Por serem animais com características costeiras, as toninhas tendem a sofrer muito com as atividades humanas que resultam em poluição, tráfego de embarcações ou mesmo capturas acidentais em operações de pesca. Porém, como se já não bastassem essas questões, a toninha ainda tem o que chamamos de inimigos naturais.

Entre os mais comuns estão a orca e o tubarão, ambos predadores vorazes, que têm em seu cardápio animais marinhos de todos os tipos, como focas, e (claro) as toninhas. Fora o homem, esses são, sem dúvida, as maiores ameaças que esse tipo de golfinho possui.

E, isso sem contar o fato de que as toninhas ainda possuem uma baixa taxa reprodutiva, com o primeiro processo reprodutivo acontecendo quando o animal já tem quase 3 anos de idade. Fora isso, a gestação dura em média 10 meses, com cada fêmea tendo apenas 1 filhote por vez.

Portanto, todos esses fatores unidos se tornam ameaças constantes à vida da toninha. Porém, em termos naturais, a única preocupação dela reside mesmo dois inimigos naturais: as orcas e os tubarões.

Predadores da Toninha: Orca

É comum chamarmos as orcas de baleias, porém, na verdade, elas são golfinhos. Ou seja, são parentes bem próximas das toninhas, o que não impede, contudo, que uma seja predadora da outra. Na verdade, as orcas são especialistas em caçar animais marinhos, como é o caso das focas, por exemplo.

Com dentes que podem chegar a 10 cm de cumprimento, e com cerca de 9 m de tamanho, as orcas são inimigos naturais bastante perigosos para certos animais, ainda mais pelo fato delas nadarem em grupos.

Animais que estão no topo da cadeia alimentar, nenhum outro ser caça a orca (a não ser o home, é claro). Isso implica dizer que elas têm u cardápio bem variado, e que não inclui apenas as toninhas, mas também pássaros, lulas, polvos, tartarugas-marinhas, tubarões, arraias e peixes em geral.

Só não se alimentam de pessoas, peixes-boi e de algumas espécies de golfinhos, mas, de resto, qualquer animal que der bobeira, logo será abocanhado pelas poderosas presas desse animal.

Predadores da Toninha: Tubarões

Existentes há milhões de anos, os tubarões são predadores imprevisíveis e que sofreram poucas mudanças desde o seu surgimento. Em suma, são verdadeiros “fósseis vivos”. Com várias “armas de caça” extremamente eficazes, os tubarões, assim como as orcas, estão no topo da cadeia alimentar, com poucos inimigos naturais.

E, claro, a toninha é um “prato em potencial”.

Não é à toa, por sinal, que os tubarões sejam predadores tão astutos. O seu olfato é absurdamente bem equipado, podendo sentir o cheiro de uma única gota de sangue em meio a 2 milhões de litros de água (ou, simplesmente, a 300 m de distância do bicho)!

Isso sem contar que esses predadores vorazes de toninhas e outros seres aquáticos possuem uma audição tão perfeita que podem até mesmo ouvir as batidas do coração de um peixe que esteja enterrado na areia. Inclusive, os mesmos órgãos que permitem esse sentido, também orientam o animal quando ele precisa fazer suas migrações.

Ou seja, os tubarões são extremamente eficientes quando o assunto é localizar suas presas em qualquer lugar em que estejam.

Ah, é bom salientar que dentre as muitas espécies de tubarões, a que mais promove perigo à toninha é justamente o temido tubarão branco.

Alvo Fácil

As toninhas, via de regra, vivem mais em costas continentais do hemisfério norte. Então, porque predadores como orcas e tubarões são seus inimigos naturais? Simples: muitos tubarões e (principalmente) orcas não atacam em alto mar, mas justamente nas regiões costeiras, o que deixa a toninha, com o seu pequeno tamanho, como sendo um alvo fácil.

Contando o fato ainda que as toninhas ainda correm o risco de serem “pescadas” por engano em redes de pescadores, ou mesmo sofrer com a poluições das regiões onde geralmente vivem, pode-se dizer que esses animais têm uma acirrada luta pela sobrevivência.

Toninha

Pra piorar, estudos recentes comprovaram que golfinhos-roazes atacam e matam toninhas com frequência. Para se alimentarem? Não. Simplesmente para diminuírem a competição por alimento em caso de faltar peixe na região.

Em suma, ser uma toninha não é nada fácil, pois até quando não se é o cardápio de um animal, pode ser um concorrente a ser eliminado.

A Conservação da Tominha

Por muito tempo, esse animal foi caçado para servir como alimento, além de sua gordura ter sido usada como combustível para fontes luminosas, principalmente, na Dinamarca em tempos passados. Atualmente, essa pesca comercial parou, ficando esses animais com, a preocupação, entre outras coisas, de seus predadores naturais.

Com o tempo, a população delas cresceu, e hoje a toninha não se encontra ameaçada de extinção, apesar da ação do homem, que acaba sendo o principal “predador” desse animal. Tanto é que, em alguns locais, as redes de pesca possuem fontes luminosas para espantarem aquelas toninhas que forem um pouco mais curiosas.

E, Nisso Tudo, a Toninha é Predadora de Algum Animal?

Muitos estudos já foram feitos a respeito da alimentação desses animais, e o que se percebeu foi a preferência deles por teleósteos (tipos de peixes), cefalópodes (lulas e polvos) e crustáceos (mais especificamente camarões).

No entanto, a ingestão das toninhas pode variar de região para região, mas, em geral, preferem comer pequenos animais que possam caçar com mais facilidade. Inclusive, existe diferenciação da alimentação das toninhas até mesmo entre filhotes e adultos, com os primeiros começando a vida a se alimentarem, na maior parte dos casos, de crustáceos.

Só faz reforçar a máxima que “um dia da caça, e outro, do caçador”.

Veja também

Alimentação do Cachorro Pinscher: O Que Eles Comem?

Enérgico, curioso e perspicaz, tem muita gente que considera o pinscher uma raça divertida. Sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *